.

sábado, 29 de novembro de 2008

Saudade


Saudade

Por te querer tanto, por ainda te amar
é que sinto saudades. Uma ternura
imensa me invade se lembro do nosso amor...
do que vivemos...do que foi nossa vida...
Vivemos um grande amor! Essa melancolia
aperta o peito, machuca a alma, me sinto
perdida dentro desta solidão que arrasa.
Extenuada, não vejo beleza na rosa. O
mundo é feio e é escuro, sinto-me deprimia!
Sabe, foi tão bom viver esse amor! Me senti
tão feliz! Bem sei, tudo acabou, outra tomou
o lugar que era meu, neste coração não há
mais lugar para mim. Me resta pedaços,
retalhos, fragmentos que tento remendar,
sinto saudades, solidão, melancolia de dar dó!

Marta Peres

3 Comentários:

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    Por Blogger Conceição, às 29 de novembro de 2008 14:11  

  • Marta querida

    Sua pagina faz os deuses invejarem os poetas que aqui estão.
    Cada dia descobres os valores imensos dos poetas que nos encantam e emocionam até as lagrimas.
    Parabens e obrigada sempre pelo seu carinho
    Te amo menina

    bjos

    Ceição

    Por Blogger Conceição, às 29 de novembro de 2008 14:13  

  • Querida Marta você é linda e sensível cada dia que passa você me susprende! É de suave delicadeza e talentosa poetisa.
    Seu sarau fica maravilhoso.
    Quando leio fico imaginando e sentindo como são significativos,
    cada poesia encerra mensagem que
    nos leva a fazer reflexão.
    E o mundo fica coberto com encanto poético.Parabéns!Beijo

    Por Blogger Hortencia Lopes Ximenes, às 29 de novembro de 2008 17:43  

Postar um comentário

<< Home