.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Poetas e Poesias!


.


R E N A S C E R !







talvez,
a nuvem passe
e alivie a dor
de amar,
mesmo sem acariciar,
beijar ou sequer ver,
o corpo, a face
ou sentir o perfume
do verdadeiro
amor...
talvez,
o mau tempo
se espalhe
entre o Céu
e o pensamento
e vá pra onde
mar e verso,
alma e espírito
encontrem seu destino,
atenuem a agonia
de mim e em mim
achem a resposta
de viver...
fico por aqui;
espero anoitecer;
fecho os olhos;
e quem sabe os abra
cheios de lágrimas,
mas com meu amor
diante de mim ?!?!



(Tadeu Paulo -- 2008-11-24)



.



Aconteceu...Eu amo você!

Aconteceu...
Olhei para você,
e depois desse
instante...
Já tentei todas
as formas.
Não tem jeito!
Não consigo,
tirar você do
meu peito.

Aconteceu...
Foi sem esperar!
Eu nunca imaginei,
um amor forte assim...
Não pude evitar!
...E, ele foi crescendo,
aqui dentro de mim.

Aconteceu...
E confesso que quando,
você briga comigo...
Eu nem ligo!
Passa alguns minutos,
e, eu já quero o seu abrigo.

Aconteceu...
E agora?
Esse amor que veio,
fora de hora...
E, deixou-me fora de mim.
(Valquíria Cordeiro)


''Saudade''

Saudade...
é dor de poeta
que busca causa conhecida
e fantasia despedida

Saudade ...
é coração apertado
na dormencia do inusitado
que tateia a musa
nas entrelinhas do poema
quase acabado

Saudade ...
é o pulsar forte
da incerteza de encontros
de olhares envoltos em lágrimas
de desejos exalados

Saudade ...
é vontade de ter
aquilo que já foi longe
mas que dentro da anomalia
tem cheiro de amor pronto

Saudade...
algo tão incerto
quase tão profunda
quanto a procura do inefável
e a brandura do palpável

saudade....
somente saudade

*Neguinha Mucelli *



Tu e eu

Desejo muito tua lembrança
sonho com teus carinhos
ainda me resta a esperança
de ver-te em meu ninho.

Vivo com a recordação
dos momentos do nosso amor
sonho com teu perdão
não quero sofrer desamor.

Aguardo com ansiedade
teu rosto colado ao meu
anseio num abraço apertado
fazermos amor, tu e eu!
Autora: Lúcia Biazetto.




023 - TERNURA DAS AÇÕES - 1ª Parte

Seus gestos sensuais e cheios de emoções,
Em última análise, revelam
Com primazia a ternura das ações.
Posturas daquelas que são amadas e amam.

Anelo sempre poder vislumbrar
Com maestria sua sílfide postura,
Levando-me a elucubrar
Evitando chegar à loucura.

Seus passos delicados,
Serenos, firmes e precisos;
Pelos seus neurônios são controlados.
Assim, seus gestos são concisos.

Ao balbuciar, os seus lábios
Rosados, com extrema delicadeza,
Emitem palavras para os meus sábios
Pensamentos, revelando sua excelsa beleza.

Seu belo rosto projetado,
Sobre seus nobres ombros,
Proporciona assombros do encantado
Visual, que deve ser amado.

José Bonifácio - 04 Out 2008

023 - TERNURA DAS AÇÕES - 2ª Parte

As linhas do seu corpo são perfeitas,
Saudáveis e equilibradas.
Dignas de pessoas eleitas.
Prontas para serem fotografadas.

Trata-se de um privilégio,
Conviver com tamanha graciosidade.
Cuja meiguice leva-me ao sacrilégio.
Todavia, encanto-me com a sua beldade.

Esta beldade incandescente
Penetra no íntimo do meu ser.
Revelando uma paixão crescente,
Que não pode fenecer.

Destarte, são as ternuras das ações,
Que me fortalecem no dia-a-dia.
Invadindo minh’alma com emoções,
Pelos sons da mais bela melodia!

Atmosferas com ternura,
Regadas pela honradez das ações.
Levam-me da paixão à loucura.
Com as mais belas sensações.

José Bonifácio – 04 Out 2008



Conversão

O que amo,
de
samo.
O que sangra,
es
tanca.
O que faz sofrer,
ali
via.
O que desamo,amo.
Estancando o sangue
E aliviando o sofrimento
Desvivo e vivo!

(Meu “não” está vivo no meu “sim”)

Sandra Almeida


Hoje...


Hoje quero um carinho...
Abrace-me bem gostoso e
Deixe-me aconchegar
Em seu peito,
Sentir as batidas do seu coração...

E diga suavemente ao meu ouvido
Que é meu porto seguro
E me ama com paixão...

Maria Bonfá

“Pássaro Azul”

Sobressaltei-me com o ruído
Voltei abruptamente para trás
E deparei-me com um pequeno
Pássaro azul que bicava
Insistentemente o vidro da janela

Aquele pássaro estava determinado
A entrar em meu quarto
Com extremo cuidado estendi a mão
E fui empurrando suavemente uma
Das folhas da vidraça e o pássaro
Penetrou num vôo veloz e gracioso

Circundou todo o quarto e acabou
Pousando no topo do armário
E lá ficou movendo a cabeça
Para um lado e para outro
Como se espreitasse o ambiente

Inesperadamente começou a cantar
E seus gorjeios melodiosos
Que enchiam de alegria meu coração
Fechei os olhos e senti-me
Novamente como criança.
(Graciela da Cunha)




NECESSIDADE

Temos fome não apenas do pão
mas do afago do afeto do efeito
necessitamos carinho e afinidades
prá não morrermos todo dia um pouco...
...lentamente.

Entrelaçamento humano de alma e coração
quando se encontram
apontam como arma uma oração.
...feito parceiros benditos.

Olhando para a cara da indiferença
sorrindo flashes de poesia
cegando seus olhos para um sono profundo.

Atravessamos o tempo
o espelho a imagem
e buscamos incessantemente
a época de ser feliz.

Porque nosso dia é hoje.
Que a malha tecida de carinho
se entrelace em amarras
e jamais vire lenda.

Somos portadores
das mesmas emoções
e adeptos da mesma esperança.

Rosy Moreira

Amar, amor...

deixa fluir,
liberto exalar.
o aroma
do mar
de amor.
inundar o mundo,
molhar o deserto,
tocar no fundo
desejos incertos.
sinfonia
e
canto.
harmonia
e
encanto,
mais belo sentimento,
presente presente
em todos tempos.
dom, dadíva, graça
cheia de graça;
o som,
em todos tons,
do amor em mim,
em ti,
em nós.
a paz do amar,
mar assaz
sereno,
rócio da madrugada;
vício das manhãs.
contamime
prolifere
a poética
liríca,
lírio
de amor.
e
mais...
[gustavo drummond]



Cadê você

Hoje me sinto só
A noite chegou
Sózinha estou
Cadê o meu amor
Partiu pra tão longe
Nem sei se vai voltar
E dessa tristeza me tirar
Levou minhas alegrias
Que só com ele eu tinha
Hoje me sinto só
Estou sem meu amor

Anjopoesia


CONFLITOS

Acordei entediada
Tristeza angustiante
Não sei dizer o porquê
É uma dor dilacerante

Sentimentos se misturam
Sinto não sei definir
Contradições de fatos
Constrangimentos
Estática não consigo prosseguir

Angustia... Tristeza...
Vontade de uma rosa
Desejo de viver... Incerteza...
Sinto-me esvair
Lágrimas
Devaneio sem clareza
Sem controle emoção
Conflito... Tentação
Vontade de gritar... Fraqueza...
Pranto da solidão... Desamor...

Senhor, eis-me aqui...
Socorra-me a mim...
És o fundador do mundo
Soberano amor sem fim!

Rô Lopes


Sou...

Sou
uma leitora dos livros de Contos de Fadas.
Fecho meus olhos e começo a sonhar
que sou uma linda Fadinha
de asas transparentes lilases...

Sou
uma estrela cadente que passa correndo
pelo céus, em busca de novos horizontes
E encontro no caminho borboletas
multicoloridas com brilhantes...

Sou
uma Sereia que te espera, olhando o mar
olhando o céu, acalentando sonhos e tão
tão somente esperando o teu barco naufragar,
te buscar e tua vida guardar...

Sou
Fada, Estrela, Borboleta, Sereia,
Menina sonhadora.
Uma Mulher em poesia.


- Paty Padilha -



Amazônia II
 
O mico pula de uma árvore a outra
Em busca de comida e liberdade
Alguns pássaros cantam pelo potássio
A selva escuta hermeticamente
E nenhum princípio vai ser descoberto
Por um sistema sem eco sem visão
Enquanto houver labaredas
O manto do espírito vem buscar
Dentro na raça da crueldade
Do leito das gotas ao lar.
 
Claudia Almeida



CAMINHOS



Percorri vários caminhos:
O que conduz a vida
O que conduz a morte
O que não leva a lugar algum.

Em todos os caminhos
Havia uma ponte,
Por debaixo de uma delas
Vi águas claras que refletiam
Os raios dourados do sol.

Eu queria vê mais
Continue andando
De repente, perdi-me.

Já não sabia que caminho seguir
Foi aí que vi outra ponte
Tive medo de atravessá-la
Recuei.

Percorri vários caminhos
Alguns me deixavam confusa
Resolvi seguir em frente.

Cada vez que parava
Sentia os raios do sol
Em contato com meu corpo
Lembrei-me daquela ponte...(Alice Costa)


Alice Costa


A lua e a rosa azul

A lua branca caiu
iluminando o jardim.
Um raio do luar beijou
as pétalas, rosa azul
orvalhou feito a lágrima
caída dos meus olhos,
que sente saudades
do seu amor!

Marta Peres


Chegar!


Chegar é a melhor parte do dia,
Não sei se pelo brilho da lua,
Ou se pelo beijo que me aguarda.
Se pelo cheiro das flores do jardim,
Ou por esse perfume de mulher!



Santaroza


Leme

Espalha teu sorriso
percorre meu corpo
me faça feliz...

Carrego comigo os traumas
da vida amarga, sofrida
E cicatrizes profundas na alma...

Quero a amplidão dos teus sentidos
A sutileza dos teus instintos...
E do teu amor, traga-me a calma...

Dou vazão à minha essência
Sou límpida, sou transparência...
És o rumo e abrangência
O leme na minha existência!...

Denise Flor©

Marcadores:

5 Comentários:

  • Martinha como sempre me sinto lisonjeada com seu carinho e atenção, muito obrigada meu anjo!

    Por Blogger Valquíria Cordeiro, às 25 de novembro de 2008 09:55  

  • Amiga MARTA
    É O QUE SEMPRE DIGO, TU NOS ENCAMINHA PARA FRENTE, DANDO FORÇA E AMOR.
    BJOS POÉTICOS
    GRACIELA

    Por Blogger Meus Riscos, às 25 de novembro de 2008 09:56  

  • Marta,como sempre sua página e impecavel, parabens.Um abraço Eliza gregio

    Por Blogger Eliza Gregio, às 27 de novembro de 2008 15:07  

  • Quero deixar meu comentário sobre os poemas e poesias de minha amiga Rosy Moreira. Tenho recebido diariamente em meu site do Orkut, seus poemas e poesias, onde tambem os divulgo em minha comunidade o Cantinho do PAPI no orkut tambem, e digo-vos serem um mais lindo que o outro, percebe´se que a Ros tem um dom para escrever, anto é que arquivo todos que recebo, com muito carinho e afeto, e lendo-os um a um, percebe-se o espírito que a Rosy possui, uma alma pura, e transmite uma paz maravilhosa em seus poemas/poesias, digo-vos com toda certeza, que ela possui um dom maravilhoso para escrever, espero que continue assim, escrevendo coisas maravilhosas como tem feito ate agora, coisas lindas que nos transmitem paz, amor, serenidade. SOu uma pessoa que adoro poemas e poesias, e tenho amado todos que recebo dessa minha grande amiga Rosy Moreira. Rosy continue com esse maravilhoso trabalhoo que fazes, tens um dom espetacular em sua alma. Adoro você anjo lindo.

    Por Blogger Francisco, às 28 de novembro de 2008 06:34  

  • Marta passando aqui na sua página e encantei-me com seu trabalho, parabéns.
    Agradeço a oportunidade de ver um texto meu publicado aqui no seu nobre espaço. Confesso que para mim é um grande incentivo.

    bjssssssss

    Por Blogger Diná, às 28 de novembro de 2008 10:56  

Postar um comentário

<< Home