.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Série Novos Talentos!



Na série encontramos Rosy Moreira.
Acompanhando uma rosa sentimos seu perfume inebriar.
Vamos acompanhar Rosy, ela é tal qual uma rosa!

PRIMAVERA
Dirigi meu rumo
na direção do sol
meu tato
meu olfato
minha visão...

e caminho na direção
de riscos de giz e luz
a rara luz que me tinge a tez
o vento sul que me sopra
a melodia do dia...

pintura líquida
de espuma e óleos
colorindo a mente...
se derramando aos olhos...
e arrebentando fundo
na cara da gente.

É a primavera...
transpirando vida
nas entranhas da terra
No travesseiro deserto
de um inverno coberto
...subitamente desperta!

Abre as asas...
dança na lânguida planície
é toda ela maciez e encanto
e desprende pássaros em revoadas
e há fascinação de liberdade...

...de ainda se amar o universo.


Rosy Moreira



VERDADES

A verdade se tornou rara
brotar naturalmente
dar tempo de nascer o broto
brotar no tempo...

Viajar nas estações
implantar emoções
acolher no peito
envolvimentos...

Olhar fundo nos olhos
buscar o que anda dentro...

Entrelaçar ,além dos dedos...
...pensamentos.

A verdade
é que a pressão dos homens
constrange a fibra
estanca a seiva...

parece que parte ao meio
o que sempre deveria
ser inteiro...

Rosy Moreira


FRIO GRANDE DO SUL

As toras de lenha
acendem a varanda...

Me aqueço à beira da lareira
alma em brasa
aninhada em sossego
lençóis de macio algodão
como meus sonhos...

Um aroma de saudade invade...
com cheirinho de chocolate quente no ar...

Na cadeira de balanço
embalo melancolias
balanço emoções
nino os sonhos...

Lembranças chegam
vindas de outros lugares
trazidas pelo vento...

Enrolo-as com uma saudade quentinha...
saída do aconchego do peito...

Saudade me faz companhia
nestas noites frias...
enquanto você não vem!

Rosy Moreira

DESIGUALDADE
A vida tão desigual
tão vida morta
tão torta
quem se importa?

Ninguém nota
a fome que consome
não tem nome
sobrenome
sobremesa
não se tem pão à mesa...

nem mesmo amor...

O parquinho é a rua
tão nua tão crua
tão cruel tão má...

Miséria causa arrepio
estômago vazio
procura no lixo
feito bicho
(mas tão gente!)

Inocente
tão carente
olhos pedintes
para ouvidos não ouvintes...

"Deixai vir a mim os pequeninos,
deles é o reino dos céus"...

Essa é a esperança
a promessa da criança
que só quer ser igual.

Inteligente
sorridente
sonhadora
sem ser só,
boca prá nada...

tão sem nada
submersa
subnutrida
submundo...

que revolta!
o desejo que se sente:
retornar ao útero!
renascer gente...

Rosy Moreira



CORAÇÃO

Meu coração
por ironia
por magia
por enlevo....poesia...
bateu de frente com o seu...

Seu eu desencantado
encontra meu eu
desencontrado...

São mil caras
que se soltam das amarras
caras que choram
debulham lágrimas lentas...

faces que sorriem
bocas loucas
sonoras roucas
gargalhadas retardadas
esperando acontecer...

tristes sorrisos sem avisos
de quando podem nascer...

Rosy Moreira

ÁRVORES

Velhas árvores...
cheias de vidas...
seus galhos são braços...
que num enorme abraço
envolvem o mundo...

Essas árvores foram pequenas comigo
comigo cresceram
tantas vezes floriram
em minhas primaveras.

Atapetaram com flores minhas calçadas
amenizando meus caminhos...

Teus frondosos troncos de agora
enrugados pelo tempo
já vergaram pelo vento...

tantas tempestades.
Por essas ruas
que um dia foram nuas!
Agora...alamedas deste lindo túnel verde
que no infinito da esquina se perde...

Onde duas paralelas
caminham lado a lado
por onde hoje passo
neste já cansado passo...

No rodar da vida...
a vida nos poda...
enredada na lembrança
me vejo criança...
e você árvore ainda menina...
envoltas num abraço!

Rosy Moreira



PRIMAVERA

A primavera é fazenda de sol
caminhos oblíquos
por trafegar...

A primavera é uma sussessão
de números num calendário de flores.

Vivemos o hoje perfumados
nem chegou o amanhã
e já ansiamos pelo novo amanhecer.

Os dias são trechos coloridos
de um caminho que não tinha cor...

São focos de luz
tela acabada
pronta para expôr
balaios de nuvens
brisa leve de vento sulino.

São aves mil,são naves
com um estranho destino
de viajar pelos sonhos...

Pardais,canários nos cenários
que a natureza fez do verde
um tom maior...
nos contam que o bele revive.
e todo ano volta...

Rosy Moreira

CAMINHO PERFUMADO

Mostra-me as rosas seu caminho perfumado
existente nos cantos misteriosos
do seu corpo iluminado.

Como quem desse razão
a existência do amor se alojando na estrada
com a forma mais bela da flor.

Uma harmonia de sorriso versejado em paz
perseguido em esquinas...parques,
mas encontrado jamais!

Por entre as sombras farsantes
por detrás das cortinas
a pétala mais gentil de tantas colinas.

Mas as palavras continuam
jorrando poeta à fora
peito adentro...
porto ao longe...navegando!

No entanto,eu te sinto e te escrevo
Escravizada à ilusão
nas folhas perdidas dessas rosas.

Rosy Moreira


CORAÇÃO ESTRAÇALHADO

No dia derradeiro da partida
você quebrou o porta-retratos
com nossa fotografia...
lembrando que já fomos felizes...
E que um dia ...por um momento
aconteceu alegria!

A dor foi tão grande
ao olhar aquele registro de felicidade
jogado com indiferença ao chão...

pois junto ao portas-retratos
também juntaram-se os cacos
de um estraçalhado coração...

Rosy Moreira

8 Comentários:

  • Simplesmente lindas... Com uma grande variedade de temas e sempre actuais, cada poesia é uma viagem a um local diferente... com palavras vindas de dentro do coração que tocam bem no fundo da alma do leitor... Continua assim e acredito que irás longe...
    Parabens!!! adorei

    Por Blogger palmeirao, às 17 de novembro de 2008 14:04  

  • Adorei tuas poesias, Rosy. Parabéns!!!!bjs Iracy

    Por Blogger Iracy, às 17 de novembro de 2008 15:20  

  • A Rosy sempre inspiradíssima, nos presenteia com suas poesias cheias de encanto e sensibilidade.
    Rosy, que seus poemas sejam as asas que te levarão ao teus senhos.
    Sucesso querida... bjs.

    Por Blogger Eva, às 18 de novembro de 2008 01:19  

  • Rosy suas poesias sao lindas...
    sua sensibilidade é incrivel.
    bj

    Por Blogger mary, às 18 de novembro de 2008 12:01  

  • São fantásticos os poemas...uma grande variedade com temas significativos e novos paradígmas.
    Embalam os sonhos e irradia luz,
    com palavras que sensibilizam e reflete pureza.
    Prende a atenção do leitor e faz lembrar de momentos mágicos
    já vivenciados e outros ilustram
    todo o encanto que as obras literárias encerram.Parabéns!!
    Amei

    Por Blogger Hortencia Lopes Ximenes, às 18 de novembro de 2008 18:42  

  • São fantásticos os poemas...uma grande variedade com temas significativos e novos paradígmas.
    Embalam os sonhos e irradia luz,
    com palavras que sensibilizam e reflete pureza.
    Prende a atenção do leitor e faz lembrar de momentos mágicos
    já vivenciados e outros ilustram
    todo o encanto que as obras literárias encerram.Parabéns!!
    Amei

    Por Blogger Hortencia Lopes Ximenes, às 18 de novembro de 2008 18:45  

  • Querida e doce amizade , seus textos são lindíssimos .
    Temas tão variados e de uma beleza extraordinária .
    Um prazer te ter em minha página amiga Rozy, e poder sempre ter este prazer que é te ler .

    Parabéns por esta escolha Marta !
    A poetisa recebe uma homenagem merecida .

    Beijos e flores !
    lete Dias

    Por Blogger Rabiscos, às 23 de novembro de 2008 07:11  

  • Rosy, apesar de não nos conhecermos bati o olho nos belos versos, adorei sua versatilidade e sensibilidade...um verdadeiro acervo!
    Parabéns poetisa!

    bjsssss

    Por Blogger Diná, às 28 de novembro de 2008 11:04  

Postar um comentário

<< Home