.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Sarau Poético!



“Amigo Poeta”

Amigo de todas as horas, hora boa, hora ruim
Amigo puro carinho, companhia faz pra mim
Amigo que me aceita, com o meu jeito de ser
Amigo conselheiro, na tempestade faz sol nascer

E este raio de sol, traz arco-íris de cor
Invade o céu entre as nuvens, traz sorriso de criança
Destacam os olhos do amigo, olhos que transmitem amor
Olhos meigos e azuis, olhos de paz e esperança

Queria ser maestrina, reger uma grande orquestra
Fazer-te uma homenagem com a mais bela canção
Reverenciar o poeta, pois tu és merecedor
Soar os mais lindos acordes dentro do teu coração.
(Graciela da Cunha)

Feliz Aniversário!!!
(Homenagem ao Poeta e Amigo Oswaldo Antônio Begiato)
Santa Maria/RS 26 /10/08
Publicado no Recanto das Letras em 26/10/2008
Código do texto: T1248770


“O Poeta”

O Poeta alça vôo em busca da montanha
Quer furar as nuvens para enxergar o sol
Quando chega ao cume da mesma montanha

Fica embebido pelo paraíso que vê
O verdadeiro espetáculo da natureza
E não percebe que é cessado o tempo...

De sonhar e voar e aos poucos sua visão
Se confunde e ele fecha os olhos e
Quando reabre se vê em sua cama
Com o seu livro de poesias na mão.

E compõe mais um belo poema.
(Graciela da Cunha)
Santa Maria/RS
23/07/08
(Homenagem ao Poeta Oswaldo Antônio Begiato)


TELHA
Oswaldo Antônio Begiato

Será que serei eu uma telha velha e vermelha
Dessas que fazem o telhado leve desse rancho?
Serei eu uma desgovernada e boba centelha
De um Dom Quixote que se perdeu de Sancho?

Serei eu uma gota de mel que se fez abelha
Nas cores de um arco-íris que se fez beija-flor?
Serei eu o cinza sombrio que o mar espelha,
Da tempestade que procura em vão o amor?

Sou, antes, o azul que diante do mar se ajoelha
E com a candura entardecida, me desmancho,
Depositando nele, insano, a minha imensa dor,
Como um ouriço que cobiça a lã da ovelha.


MANIAS DO AMOR




quando se ama
o instante é eterno;
eterna é a felicidade;
o sorriso, a roupa que se veste;
e a lágrima que cai
é a identidade da alegria...
então, sou momento e imortalidade


(Tadeu Paulo -- 2008-11-08)



.


.


S E N T I M E N T O S !





a lágrima
é o sal da vida,
porque tempera
nossos mais
fortes sentimentos:

-- a tristeza profunda,
que tanto dói;
-- a felicidade incontida,
que tanto alegra !



(Tadeu Paulo -- 2008-11-09)




Hai Kai

Na tarde quente
pássaro não quer voar.
Calor de verão!

Marta Peres

Solidão

Meu grito ecoa o vazio,
só consigo divisar luz tênue,
pouca quantidade vinda de cima,
aqui tudo é negro, vãos negros
entram nos olhos, silêncio me faz
perder o fôlego, sombra, sombra
é o que vejo, umidade chega doer
a alma, solidão infindável!

Marta Peres



Transborde de alegria

Extasie-se com essa dádiva fervorosa
Comemore a vida em verso e prosa.
Suba os degraus do seu castelo,
Tudo é especial e belo.

Olhe o céu azul celeste, o sol nasce no leste.
Com nuvens brancas se reveste;
Algumas lindas andorinhas,
Que não voam sozinhas.

Olhe do alto o panorama
A paisagem as flores e a grama.
Os pássaros e borboletas nos ramos;
E as frutas maduras nos galhos.

Veja no poste o bem-te-vi
Parece dizer nunca te esqueci;
E o sabiá laranjeira.
Canta e saltita na goiabeira.

A natureza ecoa em ritmo alegre
O sol irradia suave no horizonte.
Um conjunto harmônico;
Num momento único.

Transborde de alegria
Leia e declame poesias;
Uma nova aventura,
Trás encanto carisma e formosura.

Hortência Lopes


PAIXÃO POR TELEPATIA

A paixão que aflorou entre-nos...
Foi passageira... Mas valeu a pena...
Fizemos dos nossos momentos grandes instantes...
Sabemos que não foi palpável...

Mas foi mágico...
Tudo aconteceu muito rápido...
E mais rápido ainda para o termino de tudo...
Engraçado como você deixou sua marca...

Sempre será lembrado por mim...
Tão pouco tempo juntos...
Foi tudo tão bonito...
Que será inesquecível.

Autora Sonia Dais Freitas

Quero amar...


Quero amar...
Um amor livre,
Sem algemas,
Sem prisões,
Sem punhos cerrados,
Somente mãos abertas
Para deixar o mundo
Escorrer entre meus dedos...


Quero amar
Sem lamentar a vida.
Sem temores.
Sorrindo para cada dia
Como se fosse único...


Quero amar
E ter forças
para perdoar o passado
Vivendo o presente
E desejando o futuro.
Simplesmente quero amar!


Maria Bonfá



Conectados de Corpo e Alma


Aguardo avidamente,
Pelas suas mãos experientes
Percorrendo todos os meus contornos.

Sua voz deliciosamente maliciosa
Sua boca úmida e sedenta.
Almejo ser tua amada.

Nosso encontro já foi marcado
Meu corpo estremece inteiro
Imaginado nos dois nos amando

Entregando-nos completamente
Conectados de corpo e alma.

Paty Padilha


Olhar enluarado

Vestido só de luar
Na pele suada e nua
O gosto do mar.

Ao longe na água
Reflete-se a lua
Ou seria a imagem tua,
Imersa no meu olhar?

Lenise Marques


Linguagem do Coração

A sabedoria está em se doar
Para a fome de amor saciar
Cessando com a desilusão
Com a linguagem do coração.

Ouvindo a voz da nossa consciência
Trabalhemos a benevolência
Levando afeto, luz e carinho
Aos que encontrarmos pelo caminho.

Cada um plantando boas sementes
Crescerão os sentimentos latentes
Através de um sincero abraço
A alegria volta ao nosso regaço.

Preparemos um novo mundo
Na infância que é embrião fecundo
Garantindo a solidariedade
E justiça à toda Humanidade.


João Pessoa, 10/11/08
Neneca Barbosa


“ A porta”

Escuto batidas à porta
Era uma voz conhecida
Que me chamava
De meu amor

A noite escura e chuvosa
Mas ao abri-la, oh!
Era ele mesmo que veio tentando
Povoar minha alma de amor

Chegou tímido, receoso
Sem saber o que falar
Ele se entregou em minhas mãos
Pedindo desculpas, pela milésima vez

Veio-me o turbilhão de sentimentos
Não quero passar tudo novamente
O mesmo sofrimento e a mesma
Angústia, tristeza, espera e carinho.

Não, não te quero mais
Chegaste tarde e minha porta
Já foi fechada para você há muito tempo.
(Graciela da Cunha)



SONETO AO AMOR DIVIDIDO

Eu que pensei em amor correspondido
E me entreguei a ele assim perdidamente.
Vivi este sentimento intensamente,
Como nunca antes havia vivido.

Ensandeci neste amor atrevido
Foi algo mágico... Veio de repente...
A ele entregando-me totalmente
Vivendo um amor multicolorido

De tanto amar não havia percebido
Que ele abusava do meu amor latente
me entristecendo veementemente.

Amor dividido é um sonho inibido
Outro amor ele tinha em sua mente
Que o abandonou por outro de repente...


Rô Lopes




Lembranças

Na brisa
que acaricia a pele
sinto o cheiro
que embriaga os sentidos
ouço a voz
que fascina o coração
deixo cair
lágrima de saudade.

Kedma O'liver


PONTO DE VISTA

Vendedor de frutas
a mangueira morta
o pomar deserto
os jardins desfeitos.
De noite surgia
a lua madura
entre os galhos
secos...

Afonso Estebanez


Sonhei ser uma borboleta




Sonhei ser uma borboleta
voando livre
no céu azul de cetim


Bailando, de flor em flor
rodopio feliz
faço festa no ar


Busco o teu perfume
sabor adocicado, de seu mel
para me saciar...


Exausta, pouso
minhas asas coloridas
em meu jardim imaginário


Encontro-te, adormecido
entre as pétalas cálidas
de meus desejos

(Van Albuquerque)
10/11/08

Folhas Secas

Folhas secas, não vou mais cultivar
quero mais primaveras floridas
sentir o perfume de todas as flores
observar todas as cores e ser feliz!

Quero ver sorrisos de crianças
voltar a ter esperanças, sorrir...
Preciso de paz e de ternura
olhar nos olhos das pessoas
os conhecer melhor, amar...

Agradecer por cada amanhã
sorrir para meus vizinhos
com um sorriso gostoso
aprender a dizer olá!

Não mais permitir os estresses
que a vida sempre nos oferece
viver a cada minuto
os momentos bons ou ruins

Quero ser mais humano...
Ser e fazer feliz!
Quero todos os sorrisos possíveis
eu preciso ser mais feliz
quero amar à todos e sonhar!

(Joe Luigi)18-05-008


"...O cheiro da tua pele se misturou à minha pele,
entrou pelos meus poros, invadiu meus órgãos,
tomou conta de mim e nem sei mais onde termina eu,
onde começa voce!"

Denise Flor ©
26.8.08 - 03:50hs





A pensar em tí

Na madrugada, vagueio insone pela casa
tentando não pensar na dor que a saudade causa.
Em cada cômodo, sinto sua presença,
sinto seu perfume a invadir minhas narinas.
Aspiro fundo o ar saturado de voce
como a querer te tocar com meus sentidos.
A cada passo uma lembrança tua...
Ouço risos soltos que à dias
preencheram de alegria o meu viver.
Ai saudade invaziva que me faz sofrer!...
Por horas a fio ando sem direção,
conversando solitária com meu coração.
Assim vou passando as minhas horas...
o dia já amanhece e nem me dei conta,
outro dia começa e eu sempre a pensar em ti!

Denise Flor ©
26.8.08 - 22:36hs

Existe uma força

Que nos leva a viver
Uma força que nos faz recomeçar
Que nos faz sorrir
Que nos faz suportar as dores
Que nos faz suportar a saudade
Que nos faz buscar a felicidade.

Existe uma força
Muito além de nossos olhos
Maior que imaginamos
Que nem sempre procuramos
Mas, ela sempre está a nossa espera
Existe uma força que nos faz sonhar
Uma força que nos faz acreditar...

É uma força chamada amor
É uma força chamada persistência
Uma força chamada coragem
Uma força chamada fé!

Uma força que nos faz desejar viver
Olhe! Ela existe dentro de mim.
Ela existe dentro de você!

(Sirlei L. Passolongo)


ÚLTIMO PRESENTE

Eis o último presente que te dou mãezinha querida.
Creia-me, antes não precisasse tê-lo dado.
Um leito de madeira lustrosa a conduzir-te para o além...
O pranto corta o peito e lágrimas extravasam a dor.
Queria eu não ter lhe ofertado um presente assim.

Acima do seu sofrimento deste-me luz e serenidade no olhar,
Cúmplice de minhas peraltices, acobertava minhas pequenas faltas e,
Com gestos meigos, doces, me ensinastes a andar...
Dizia que a vida era bela... Bastava sorrir e estrada afora caminhar.

Eu era apenas um rapaz começando a viver o amor...
Sofrendo o mais triste dissabor ao vê-la partir sem me levar.

Se do teu ventre saí, por que agora tenho que ficar?
Não me deixe só neste mundo mãezinha terna,
Buscar-te hei na luz do luar
Pois não saberei viver sem ter teus olhos a me guiar!

Enemércio de M



ENTRE ESTRELAS E ROSAS

És a mais bela flor
Que existe no meu jardim
Tal qual uma estrela
Que brilha no céu
Só para mim

Aquela flor
Que me inunda com seu perfume
A sua beleza e gratidão
A estrela que me ilumina a vida
E dá luz ao meu coração

Dois jardins
Uma só flor
Que entre estrelas e rosas
Espalha todo o seu amor

E assim nasceste tu
A estrela mais linda do universo
E a mais bela flor do meu jardim
Que espalhas teu perfume
E dás uma luz imensa
Só para mim

(Dan)


A ti... com amor


Lágrimas que caem
no silêncio das horas
perdidas nos caminhos
da distância que nos divide.

Mão que se suportam,
que te anseiam e te buscam.
Olhos que te ofuscam
e te amam no seu brilho.

Boca que te beija,
que te entrega no prazer,
na magia do teu querer
e te navega com perfume.

...a ti com amor

(Dan)



Te amo tanto

Te amo tanto, que em mim
tua ausência, dói...
Mil vezes ao dia
na brisa, irei te encontrar
beijar você...

Pedirei a brisa
que sussurre, meus versos
minha poesia
meus sentimentos
o amor, que sinto por ti...

Na brisa, você sentirá
meu respirar...
Acariciando sua boca
beijando teus lábios
roçando tua pele
arrepiando seu corpo
de tanto amor...

Joe Luigi




Dúvida...

Não sei o que sou
De mim insciente,
Apenas consigo-me
Ver...
Cega de amor
Ingênua como a flor...
Isenta da maldade

Fracassos latentes,
Corpo e mente
Não se afinam!
Sinto-me exaurida...flutuo!
A fonte da vida
Quer se extinguir!

E assim suspensa...
Tento alcançar as nuvens,
Abraçar o vento
Beijar as estrelas,
Chegar ao céu...
O céu da sua boca
Diná




O Mar e Eu

Meus pés no mar adentraram
Senti-me como uma sereia
As ondas me embalaram
Trazendo-me até a areia.

Refleti sobre seus encantos
Como a pérola escondida
Na profundeza de seus encantos
Pela natureza urdida.

Assim também é a verdade
Sob as palavras oculta
Na busca está a vontade
Na sublimação resulta.

Preciso mergulhar profundo
Para as pérolas alcançar
Transformar em tesouro fecundo
Criar asas e conseguir voar.

João Pessoa, 31/10/08
Neneca Barbosa



TENTATIVA
Posso acordar esquecida,
pensando que será
diferente o dia, a vida....
Deixar transcorrer os segundos,
indiferente... ver passar
os pensamentos como rios
turbulentos e caudalosos...
Tatear objetos e não ver o sol,
nas brumas esconder minha dor...
Esquecer dos teus lábios o sabor,
da luz dos olhos teus a cor...
Mas não posso furtar-me,
à noite, em meus lençóis:
as lágrimas brotam do linho,
do cetim , da cama fria
que um dia acalentou a paixão
que em teus braços eu sentia.
Stella Vives
Momentos de Dor
07/11/2008



CONCERTO DAS ÁGUAS

Desce do céu
Num concerto musical
Da natureza.

Deságua pelos rios
Da alma
Toda a tristeza.

Oculta o sol
Enquanto lava
A sujeira da vida.

Num lapso de tempo
Revela o universo.

Rejuvenesce a terra
Sacia a sede do povo
Floresce a felicidade.(Alice Costa)

Alice Costa



Amor insano

Ai amor meu...
sabes o quanto te amo
não demores a chegar
e se atirar nos meus braços,
se entregar aos meus beijos
e no nosso amor naufragar!
Conheces bem meus encantos
do que sou capaz de fazer
se não satisfazes meus desejos
me rompo em prantos
e tu sabes bem... faças por merecer
esse amor que lhe ofereço
e padeço por amar-te tanto!
Queria que tu me amasses
mais do que eu te amo,
Poria logo um fim
a esse meu amor insano
Óh amor meu, tu nem sabes
o que vai dentro de mim...
Sem o teu amor
minha vida teria fim!

Denise Flor©
11.6.08 - 04:09hs


VIDA

A vida. Um grito perplexo,
quase feliz,
no escuro frio de um corredor.
A vida é mais
que um coração pulsando,
mais que um corpo,
que um sobressalto,
um desejo adormecido,
submisso...
Pode até ser fluida
e dissolver-se em mentiras,
hipocrisias,
interesses,
vaidades...
mas é no lume
do seu fio condutor
que ela brota líquida, veloz,
vibra em tortuosos labirintos,
e explode,
abrindo uma clareira no mistério
que se perpetua...

Basilina Pereira



SUBORDINADO

Mas,
Porém,
Todavia,
Contudo.
Sem você, torno-me
Um objeto de estudo!

Aliás,
Entretanto,
No entanto,
Ouço prantos
Desencadeados
Por cantos e acalantos...

Logo,
Pois,
Portanto,
Descubro
Em seus braços
Um recanto,
Onde me agiganto,
E enfrento o mundo,
Mudo.

(Flávio Cardoso Reis)




ATO DE CORAGEM

Toda manhã, quando se nasce,
a vida rompe o silêncio obstinado,
camuflado na resistência das coisas,
feito um chafariz a espargir luz
no entremeado das cores.
É um ato de coragem nascer todos o dias...
Com a mente ainda sem pensamentos,
levando todas as perguntar nos olhos
e imaginando o sabor do fruto
que ainda não está maduro.
Basilina Pereira


Pequena flor

Não se assuste, minha pequena flor...
Coloco-te em pote de barro que moldei.
Dou-te o meu amor, dou-te água, dou-te
coisas que me neguei. Dá-me teu olor de
preferida, dou-te terra, canção querida...
dá-me a cor de tuas pétalas e dou-te
róseo murmurar... Não se acanhe em
abrir-te em flor, dou-te as manhãs pra
espreguiçar. Abre-te minha doçura
passageira, põe-te a embalar
sofreguidão... Dou-te a vida
mais trigueira, dá-me alento
ao coração... Abre-te, minha
pequena flor!

(DON)



AMOR FINAL

O amor
Tem tempo,
Dimensão,
Limite, duração.
Frutifica na epóca propícia;
Deve ser regado,
Adubado com carinho,
Respeito mútuo,
Admiração.
Como vermelha rosa.
Indefesa criança.
Cantado em verso e prosa.
Alimentada a esperança,
Que exista por efêmero eterno.
Erguido em firme alicerce.
Seja ameno, terno.
Polvilhado de fermento, cresce.
Um dia chega ao fim.
Como ciclo da vida.
Se faz não, o antigo sim.
Se renova, ou perece.
Todos as coisas são findas,
Mesmo que lindas.
Ainda que intensas.
Mesmo que incomensurável.
Amor um dia morre.
Limitado, limitável.
Só ocorre,
Por ser assim os sentimentos.
Existem por momentos.
Parecem tão fortes, imortais.
No fundo são cortes banais,
Vale o tempo que se amou.
As flores que gerou.
Fica gravado na mente,
Um passado presente,
Que caiu, se quebrou!
[gustavo drummond]

13 Comentários:

  • Obrigado amiga.
    Voce deve ser o Anjo que zela pelos poetas, poemas e poesias.
    E como se não bastasse escreve divinamente bem.

    Por Blogger gustavo drummond, às 10 de novembro de 2008 12:40  

  • obrigada Marta por seu carinho e dedicação... voce é um anjo que esta sempre nos acarinhando..te amo minha querida amiga..beijos...Maria Bonfá

    Por Blogger maria, às 10 de novembro de 2008 13:41  

  • Amiga
    Obrigada por postar Meus Riscos, mas os que fiz para o Amigo Poeta wADO, É POUCO...ELE MERECE MUITO MAIS...Mas como ele fala..tu elogia...elogia..elogia..claro que tenho que ELOGIAR este Poeta maravilhoso, além de ser um grande amigo.
    Abraços Fraternos
    e bjos poéticos

    Por Blogger Meus Riscos, às 10 de novembro de 2008 14:22  

  • Queridíssima Marta,

    Faço das palavras de Gustavo Drummond as minhas.
    É isso mesmo, querida, você é o Anjo qu zela pelos poetas, e eu diria, pelos poetas menores, como eu.
    E vais ainda, acabar me matando do coração de tanta emoção que me faz passar. E agora ainda arrumou uma ajudante, a Graciela, essa encanto de pessoa.
    Obrigado amigas imensas..
    Mesmo.
    bjos.w

    Por Blogger Oswaldo Antônio Begiato, às 10 de novembro de 2008 15:49  

  • ______QUERIDA MARTA!...BJO TERNAMENTE TEU CORAÇÃO.....
    FELIZ POR AQUI NOVAMENTE ESTAR....
    EM MEIO A GRANDE NOMES.....
    ------VC REALMENTE É NOSSO ANJO!....
    ________
    . "ULTIMO PRESENTE", ..dedico a minha mãe. q hj mora num lindo jardim...26 anos de ausencia, mas o amor q dedicou a mim,..perpetuará.......é por todo o sempre!..
    _
    obrigado Marta querida!..pela oportunidd....

    Por Blogger Enemércio de Moura, às 10 de novembro de 2008 16:03  

  • ____um bjo especial pra minha parceira Rô Lopes,...parabéns menina!......
    _
    um abraço especial ao Oswaldo Begiato!.....grandeeeeeeee poeta...
    abraço , meu amigo!

    Por Blogger Enemércio de Moura, às 10 de novembro de 2008 16:06  

  • Marta, todos disseram e tenho de concordar. Voce é um anjo... um anjo com alma de poeta... que nos acalenta, nos envolve e nos mima com tanto carinho. Como Wado diz, nós poetas menores nos tornamos grandes aqui com voce e com tantos outros nomes importantes na poesia.
    Que dizer do begiato, amo os poemas que ele escreve, e ele merece estar aqui sim, e tantos outros e o meu carinho especial ao
    Enemércio, que toda vez que o vejo aqui me sinto imensamente feliz... Ele é um grande poeta... alma de poeta ele tem...
    Beijos perfumados em sua alma linda menina.
    Te amo e obrigada pela oportunidade de estar neste sarau.

    Rô Lopes

    Por Blogger Rô Lopes, às 10 de novembro de 2008 17:32  

  • Querida amiga Marta,

    Sinto-me honrado com um texto meu publicado num cantinho tão especial. São rabiscos que ás vezes me enchem os olhos e o coração, se ele veio parar aqui é porque tem lá o seu valor, assim como todos os que aí estão, então só me resta agradecer muito. Que Deus te abençõe, e mantenha a nós todos, sempre com inspiração para presentearmos uns aos outros com nossos singelos textos.

    Grato pelo mimo.
    Beijos.

    Por Blogger Don Campos, às 11 de novembro de 2008 05:55  

  • Marta, agradecer pelo carinho,atenção é pouco. Só mesmoas palavras do ustavo Drummond, este grande poeta e amigo, pra expressar um pouco da minha gratidão e orgulho por ser sempre homenageada por você. grande abraço, amiga.

    Por Blogger Basilina, às 11 de novembro de 2008 14:38  

  • Marta, querida amiga. Obrigada mais uma vez. O seu carinho por todos nós é um exemplo a ser seguido. Não mede esforços para divulgar o trabalho de cada um.
    Um grande beijo!

    Por Blogger Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução!, às 12 de novembro de 2008 13:42  

  • Marta, obrigado mais uma vez anjo dos poetas,fico honrado mais uma vez por postar meus rabiscos.Você é uma benção do Senhor.
    Carinhos.
    Joe

    Por Blogger Joe, às 12 de novembro de 2008 18:04  

  • Olá
    Marta, passei para dar uma lida no jornal e vim te fazer uma visita...dorei.
    Beijos Kedma

    Por Blogger Kedma O'liver, às 14 de novembro de 2008 06:53  

  • Marta, maravilhoso esse trabalho!
    Pessoas excepcionais estão por aqui
    iluminando esse Blog fantástico!
    Sua atitude e generosidade são abençoados pelo criador.
    Um bjo de gratidão por todos nós..
    És luz!

    Por Blogger Denise Flor©, às 17 de novembro de 2008 15:41  

Postar um comentário

<< Home