.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Momento com Poesia!


Chuva

Tarde de verão
Chuva pronta
Cai miudinha
Baila ao vento

Pousa na vidraça
Canção suave
Acorda o silêncio
Saudade brota

Chuva fria
Pingos no chão
Rosto molhado
Solidão infinda

Lábios separados
Lágrimas copiosas
Regas de chuva
Inundam o coração

(Sarah Siqueira)



EMPRESTA-ME A TUA ALMA

Já sei por onde escoam as águas da fonte
desse sorriso de cristal que me entorpece
de sonhos o rebanho de minhas emoções.

Ecoa-me a canção destas amenas águas
que te escorrem das pedras derramadas
na ânfora do corpo em cálice de outono.

E os teus sorrisos são libélulas de beijos
tangidas pelas flautas doces das ribeiras
do impulsivo destino de lavar o coração.

Então me empresta a alma de alvorada
para tirar de ti as pedras dos caminhos
e apascentar as águas do meu ribeirão.

Benditos sejam os clarins da primavera
benditos sejam os que viverão de rosas
porque de espinhos eles não perecerão.

Afonso Estebanez
(Poema dedicado à minha mais recente
amiga: Fátima Sizilio)



Poema de amor requintado

Requintado poema de amor
Rescrito com respeito e ardor.
Aprimorado com elixir da existência
Para realçar essa magia na consciência.

Relâmpagos lampejos e trovoada
Chuva fina, garoa e chuvarada.
Como os fenômenos da natureza e a sua influência;
O amor exige e exprime ousadia e prudência.

Granizo furacões e tempestade
Ventos fortes ou brisa suave,
Deslizamento e enchentes;
De dor, lágrimas ou fatos surpreendentes.

Assim o amor é alimentado
Ora doce, ora apimentado,
Ora curtido, ora abandonado;
Ora amado, ora dilacerado.

Mas é requintado e solicitado
Tem charme e magnitude,
Ameniza aterroriza amor e ódio
Fragmenta-se cola novamente.

Frio ou quente, inverno ou verão
Fruto e flores outono ou primavera.
Sol ou chuva o amor lidera;
É requinte de poema emoção, a luz que brilha no coração.

Hortência Lopes


A VIDA É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Viver é ter objetivo de ser feliz
É desfrutar a liberdade
Viver é amar e ser amado
É transformar barreiras em ponte para ter acesso a sua felicidade
Aproveitar cada momento
E saber que cada obstáculo que você enfrenta terá uma razão
Será uma experiência nova, e será bom para seu crescimento espiritual
Nunca deixe de acreditar no amor
Deixe a arrogância de lado, saiba que cada dia aprenderá com a vida
Ninguém e tão sábio que não tenha algo para apreender
A liberdade que sonhamos tem que vir junto com a responsabilidade
A vida é um mistério, e descobriremos a cada dia o futuro que há vida nos reserva.

Autora Sonia Dias Freitas



sinta-se mulher

siga os sentidos do seu coracao
e o meu sempre estará contigo.
siga a luz dos olhos teus
e eu os meus sempre te encontrarao
siga a voz do teu coracao
e eu o meu escutará a tua.
siga o íntimo de teus desejos
e os meus estarao perto dos teus
sinta a felicidade de seres mulher
e eu serei um homem contigo
sinta a ernergia que voce possui
e eu serei sempre iluminado
sinta o amor latente em teu seio
e o meu se sentirá espelhado
sinta-se voce mesma, nao mude
e eu serei sempre aquele que conheces
sinta-se sempre minha
que eu me sentirei sempre seu.

Sergio- munique 17.11.2008


PRANTO/AMOR

Pranto teimando em ficar//Lágrimas na face
Mandei embora//Não as quero mais
Felicidade pousou//O amor em mim nasceu

Rô Lopes/Enemércio de Moura

“Resgate”
Vou resgatar meu amor
Invadir o seu refúgio
O desejo que aflora à pele
E o corpo queima de paixão
E seu corpo é meu eterno renascer
Quero-te para minha vida inteira
Resgato-te e teremos
Nossas almas unificadas
Num amor explosivo
(Graciela da Cunha)



bem me quer


essa tua espada
desnudando meu peito
como se despetalasses
as angústias de minha alma
e me dando asas para voar
e fazer serenata
embaixo da tua janela

essa tua espada
me proteje
e me guarda
de outros coracoes
viloes

essa tua espada
é menos afiada
que as pétalas
do teu olhar
fitando-me
de cima a baixo
como quiseras
revelar segredos
contidos no teu seio

essa tua espada
caláda com o beijo
que traz na ponta
afiada
de cada pétala
vestindo tua silhueta
de mulher e anjo
ao mesmo tempo

essa tua espada
que sao teu olhares
fita o meu coracao negro
colorido de tanto
pensar em tí
preso a essa felicidade
de saber que existes

Sergio- Munique-17.11.2008


ESPERA....

Não era para ser assim
Esse dia cinza...

Tão sem cor,
Sem flores no jardim,
Você longe de mim...

Preciso de você aqui
Para que o céu fique
Absurdamente azul
As flores desabrochem
E seus perfumes
Se espalhem pelo ar...

O meu amor está te chamando
Quer você aqui
para te acarinhar
Cobrir-te de beijos e te amar

Não demores!...

Estou a te esperar...


Maria Bonfá


Sob um véu de estrelas

No entardecer,
o sol dança com a chuva
e um arco-íris
no horizonte tinge...
Espera a lua surgir
e entre as nuvens
uma estrela luzir.
Depois, a Terra sorri
quando na noite escura
o céu clareia...
Um véu de estrelas
abraça a lua cheia...
O poeta fecha os olhos
e sente o poema
correr em suas veias.
A lua deita no mar
e o sol, novamente
beija a areia.

(Sirlei L. Passolongo)


LÁGRIMAS
A lágrima purifica
acalma
filtra as dores
desenganos
dissabores...

faz uma limpeza na alma
todo lamento
enganos
desencanto
desencontros
...desaguados!

É um bálsamo divino
curando
as feridas doídas
doloridas
dolorosas...
mal resolvidos amores.

Lágrima
dos olhos verte
converte
inverte
em consolo para a dor...

E quando é por alegria
vira cascata
corredeira
correnteza...
como lamento chorado
deságua todos os ais...

gotas puras
derramadas
qual criança inocente
tão carente
tão menina...

pureza em forma de pingos
abençoa
se esparrama
se tranforma
se converte
em alegria cristalina...

Rosy Moreira

MÃOS

Mãos que afagam
amenizam dores
estrelaçam abraçam
se cruzam interligam-se entre nós...

Mãos que batem que rebatem
que ferem e acariciam...
revidam as dores do mundo...

Mãos...
o percorrer dos dedos tateando
suplicando suaves toques
retocando o carinho
medindo palmo a palmo
mão com mão...

É um toque de afago
meigo múltiplo ímpar...entre dois
proximidade quase impossível
entre o ser e o não ser...

Mãos...
bendito amarrar de nós
que unem que acenam nos enlaçam...

Nó cego capaz de cessar as diferenças
nos tornando tão iguais...

Rosy Moreira



ABENÇOADO DIA

Uma chuva de luz e água
pinta com toda sua euforia
o horizonte:
é o sol nascendo!

Das nuvens ...
ajudando no parto
escorre um pequeno arco-íris
no meio de tanto caldo caindo
e se misturando pelas plantas
mar que beija
e abençoa cedinho...

Oh! vida!
espalha essa energia bonita
como esparce a terra
sol e chuva
alimentando seus filhos
tal qual mãe a amamentar...

Essa brisa é pura
e envolve a todos
com seu ar novo
de manhã fresquinha.

Ela é uma corrente
que nos liga
elo que a vida
leva de mão em mão ...

E este dia lindo ,colorido
...é a roupa das estrelas
luz raiada no olhar!

E essa luz vem
em cones coloridos
embeber minha retina!
Rosy Moreira

TUDO E NADA

Cada pedaço meu
sente este algo que consome
sem nome sem apelido sem sobrenome...

...sem eira nem beira...sem inicio sem fim
Sem fronteiras sem limites
sem guias ,setas ,sinais...

alertando do perigo
de se ter sem nada ter
de se perder do afagar
do afogar da aflição...

de se dar se doar se doer tanto
e não se perdoar
de se sentir assim...

amando tanto querendo muito
desejando tudo...e tendo o nada!

Rosy Moreira


Por uma vida sonhei ter um amor lindo...


Por uma vida sonhei, ter um amor lindo
aquele amor que dá cor a vida
nos faz anjos alados, voando na imaginação
nos mostra tudo lindo, colorido e faz sonhar!...

Faz-nos poetas do amor, a compor versos
escrever lindamente o amor
assim sendo, já fui anjo e fui poeta
vivi lindamente o amor, fiz até versos ao inverso!...

Viajei por mares de encantadas
águas multicoloridas, sentei-me em nuvens,
visitei castelos, fiz até acordo com magos
tudo pra agradar meu amor!...

Fui homem e fui menino, fui e fiz feliz
lindo conto de fadas, se fez em minha vida.
Como criança grande, amei e sonhei!
Mas, como todo sonho tem um despertar...

Acordei!

(Joe Luigi)



Nas ondas do pensamento

Fecho meus olhos
deixo o pensamento vagar
faço isso todo dia
somente pra te encontrar...
E nesse exercício solitário
amenizo a intensa saudade
que se inquieta dentro do peito...
É, não tem jeito...
Careço urgente da tua presença!
O teu amor está contido em meu viver
E eu te peço,
Não se vá da minha vida!

Denise Flor©
18.8.08 - 13:20hs


Sua primeira vez

Quero ser em sua vida, sua razão de viver
Quero viver o mais louco romance
Quero sentir seus beijos doces
Quero em teus olhos desvendar seus mistérios
Quero em seu ouvido sussurrar palavras atrevidas
Quero seus beijos cheios de ternura
Quero em seus abraços me envolver
Quero tudo que um homem pode querer
Quero ser o sentimento mais sublime
A mais pura essência de amor
Que você já sentiu
Quero levar você a sensações
O prazer na medida exata
Quero te deixar sem fôlego
Quero Te amar como se fosse
A sua primeira vez.


Kátia Claudino Caetano Pereira
Kátia pérola _ (arquivo)




Presença

Quando trazes teus olhos
com esse olhar de arco iris
desperta em mim felicidade
e me ponho a falar coisas belas.
O universo se resume
nesse espaço de nós dois
Voce quieto no meu colo
cada vez mais imerso em mim...
A noite traz consigo teu cheiro
Aspiro teu ar de desejo
Fascínio que me alucina
Me sinto invadida todo dia...
Meu mundo é repleto de amor
meu universo é no teu corpo
Me renda, frágil com teu calor.
Voce é o sol que aquece meu ser,
que arde no meu peito teu fulgor...

Há tanto amor em mim!...

Denise Flor©
22.8.08 - 17:28hs


PÉS

Pés...
andarilhos que me levam por caminhos
nem sempre retos
nem sempre perfeitos
nem sempre claros
nem sempre sem espinhos.

Pés...
Pares perfeitos
que me acompanham nessa jornada
desatando os nós dos novelos do tempo
enrugando a testa desses atalhos imperfeitos.

Pés...
bengalas que me carregam
quando sinto o chão se abrir
e às vezes,por mais que se ande
a vontade é de recuar.

Pés...
Alicerces dessa casa ambulante
que é meu corpo...
que foge da escuridão
mas na luz ele passeia...

meus pés me carregam no colo
quando me sinto pequenina
e aperto o passo no espaço branco
e não sei que rumo seguir.

Rosy Moreira


Hai Kai

Do riso, pranto
silencioso ficou.
Pássaro foge.

Marta Peres




EMBRIAGUEZ DE POESIA

Eu bebo a poesia
em pequenos goles...
viciada que sou!

me delicio degustando
...saboreando
frase por frase
rima por rima
pileque por pileque.

Cambaleio
caio de quatro
levanto...me arrasto
me embriago em letras
monto metáforas
vercejo...
foge-me a razão!

Fico tonta...é um vicio!
desabafo
necessito
preciso
de sorver dessa garrafa
de versos perdidos
derramando-se pelo gargalo...
transbordando todas as taças.

Não durmo sem uma dose!
sem um brinde aos sonhos
tragados de fantasia
bafejar de embriaguez...
hálito de melancolia
derramados no papel...

Quando o copo está cheio
não consigo engolir...
bebi todas!
vou dormir.

Cair no travesseiro...
e quando acordar
e a bebedeira passar
sirvo novas doses...

degusto gole por gole
mergulho na poesia
poesia se derrama em mim...
Não tem jeito!
Esse vicio não tem fim!
Rosy Moreira

Hai Kai

Bater de asas
nos galhos, goiabeira
treme, assusta!

Marta Peres




DERRAMAMENTO DE LUZ

Impossivel acordar pela manhã
e não se encantar
com esse derramamento
de sol sobre mim...

É uma doação de sangue
novo e quente num momento
que preciso de vida...
e ele brota em mim
a maior força que me move.

E escrevendo aqui...
minha mão mal consegue
acompanhar o pensamento...

tão grande o encantamento
por esse espelho de luz absoluto.

meu parceiro do vaivém das horas
meu espelho dos olhos
retina do meu céu
luz iluminada que me faz enxergar
a essência do tempo.

retalhos de luz
a iluminar minha estrada
costurando o caminho
tão rasgado dos meus dias...

vem leve como a folha
abrindo suas pálpebras no ar
quebrando minhas telhas da alma
com o brilho dos seus olhos de luz.

me fazendo crer
que já é chegada a hora
de acordar prá vida.

Rosy Moreira

Canção para Clara

Quero compor uma canção,
uma canção arrebatadora
que cante a vida,
uma canção singela,
bela,
toda de amor,
por ela...

Clara, Clara, Clara,
nas florestas cantam pássaros,
vem, o dia já clareou.

Eu quero um canto poema
que fale das águas,
do som dos ventos,
que deixe de fora as máguas,
que lembre o canto no pau-d’água
uma canção no campo,
pra que escute
longe dos rumores da rua.

Clara, Clara, Clara,
o sol se escancara nas nuvens
vem, o dia já clareou.

Marta Peres



O poema nasce nu.
Tento vesti-lo com palavras.
O que escrevo nada mais é do que vestimenta rudimentar
que minhas mãos conseguem compor para o poema de minha alma.
Creio que nunca conseguirei mostrar a poesia em seu estado original.
Talvez porque não seja capaz de senti-la essencialmente.
Que versos escreverei que possa encantar,
se nada em minha alma rima com o que vejo?
Vejo? Sim, com olhos da alma, vejo.
É tudo tão novo e denso. Tão antigo e sutil. Tão vibrante e calmo.
Que poema surgirá de onde não há rimas,
de onde ainda não nasceram palavras?
Palavras são pedras que tateio a esculpir um poema.
Mas o poema não está nas pedras, que são poemas de Deus.
Poemas são colheitas da alma.
Colho a poesia na noite. A noite mata-me as horas.
O poema vive, nu.

Eu, a morrer de poesia.


Helen Drumond



BRILHO DE VIDA

Sobrevivo.
E quero a certeza que amanhã vem o riso.
O que tenho é um coração à cata de sossego.

Renasço outra vez
Quantas vezes for preciso.
Necessito de curtos goles de vida
para sorver o sabor doce do doce sonhar.

Quero um raio de sol que me encante
floresça tempo novo no vazio de mim.
Brotar amor contido ...em grãos...
e essa esperança que tenho é meu adubo.

Renascer todos os dias me faz vibrar
para outra vez amanhecer
feito quem saboreia a vida.

Sendo grão quero um chão firme.

Me abandono na paz desse sol
abandonado nos braços desse dia
que me toca com seus riscos e compassos
e quase dói o peito aberto
frente a delicadeza dos seus traços.

Sem esse brilho misterioso e divino da vida
sou rascunho
sou só fardo!

Rosy Moreira



CALMARIA

Calmaria reflete a minha única sombra
onde firme mantenho meus passos
carregando nos braços esse intocável poema.

Essa paz que me invade me isola do mundo
todos estão aqui presentes ...
ao mesmo tempo não há ninguém
e não me sinto sozinha!

Olhar esperançoso.
De bem com a vida.
Meus fardos tornaram-se leves
e a dor que existia em mim
tornou-se canto.

Existe uma força aqui dentro
que quer olhar fundo nos olhos
apertar as mãos como correntes
num elo forte e profundo
abrir o lacre do carinho fechado
deixar sair afetos enclausurados
ouvir o som da palavra muda
ao alcance da distância.

Hoje posso acariciar minhas feridas
e refazer essa cama desfeita de sonhos
caminhar firme nessas curvas
da estrada emburacada que é a vida.
Rosy Moreira

"Alma feminina, doce poesia!"


A minha alma feminina
sorri imensamente feliz
com as novas conquistas
da vida!

Não deu tempo!
Eu não sabia...
Que preciosa surpresa
revelava-me a vida!

Eu, leitora compulsiva
de versos, prosas, poesias
descobri em mim
a voz silenciosa,
-porém inquieta-
da paixão pela escrita.

O silêncio rompeu-se,
Fez-me desafiar
o tempo,
os sentimentos,
a vida...

Suaves palavras hoje
ouso a compartilhar...

Verbalizo ainda timidamente
-sem pretensão alguma de poeta-
Mas deixo-me levar...

Minha fantasia cria asas,raiz...
Será que tenho alma de poeta?
Ou seria essa uma fuga,
para assinar as poesias que fiz?



Kênia Bastos



CAMINHOS FLORIDOS

A boca da primavera
abre-se num sorriso
cuspindo pétalas coloridas.
Sopra um sopro perfumado
hálito brotado do profundo escuro frio...

garoa um aroma doce...
pinga gota à gota a alegria
inventa um nó cego
com os labirintos do tempo
pulando a janela do inverno...
onde o frio mascara a alma do mundo...

...e desce solta a se despetalar
pelas mãos do vento
modelando no chão confetes
em suas calçadas de rumo incerto.

As flores vestem a roupa dos dias
onde as esquinas se dobram
pedindo que o tempo pegue um atalho
e que acabe a falta de tempo
e que o tempo nunca se acabe
e que o hoje nunca termine...

Rosy Moreira

17 Comentários:

  • Adorei!
    Posso dizer com toda a sinceridade do mundo q "Rosy Moreira" tem estilo e muita inspiracao no que escreve...
    Adorei tua pagina Marta Peres!

    Por Blogger Meriane, às 17 de novembro de 2008 14:02  

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    Por Blogger rosysimplesmente, às 17 de novembro de 2008 14:12  

  • Marta adorei vir aqui..sempre uma delicia de ler..e mais uma vez te agradeço pelo ser humano maravilhoso que é..obrigada pela oportunidade que me da...sou sua fã e amiga... te amo minha amiga querida..beijos
    Maria Bonfá

    Por Blogger maria, às 17 de novembro de 2008 14:36  

  • Obrigada Marta pela oportunidade que oferta a nós que enveredamos por este caminho da poesia.
    Seu jornal é muito lido, conhecido e tem muita repercursao e estando nele, ja andamos um tanto bom.
    Tantos poetas bons, poesias lindas.

    Voce tem alma de poeta e alma linda.

    Bjo

    Por Blogger Rô Lopes, às 17 de novembro de 2008 17:34  

  • Marta é a primeira vez que faço uma visita aqui no “Seu mundo encantado”, foi um passeio prazeroso, adorei todo o conteúdo, em especial os poemas da Rosy Moreira, ela é simplesmente brilhante. Parabéns a você e a todos que participam deste.
    Fraternal abraço! Ricardo G Denunes

    Por Blogger Ricardo, às 17 de novembro de 2008 19:14  

  • Muito bom,
    Simplesmente adorei o trabalho de todos, mas em especial da Rosy Moreira, ela transparece verdade e emoção nos textos... Com certeza aí estão grandes talentos e grandes escritores.
    Parabéns Marta, adorei esse teu espaço.
    abraço,
    Ana Paula. M.L

    Por Blogger Ana Paula Lucas, às 18 de novembro de 2008 03:28  

  • Obrigado a vc Marta por ter nos presenteados com a inspiração da minha amiga Rosy Moreira.

    Por Blogger Marcos, às 18 de novembro de 2008 06:02  

  • Marta
    Você é maravilhosa como sempre. Obrigada. E parabéns a todos os poetas que aqui são divulgados. Todos maravilhosos.
    bjos poéticos

    Por Blogger Meus Riscos, às 18 de novembro de 2008 09:04  

  • Rosy Moreira,

    Amiga, encantada com seus poemas, são lindos.

    Parabéns!

    Beijos no coração!!!

    Por Blogger kate_kate, às 18 de novembro de 2008 10:12  

  • MARTA PERES,

    Linda fada Madrinha da Poesia.
    Seu Mundo Encantado,
    Encanta a todos que aqui visita.

    Beijos no Coração!!

    Por Blogger kate_kate, às 18 de novembro de 2008 10:18  

  • joe Luigi,

    É sempre bom encontrar poesias suas aqui.

    Amo poemas de amor, são todos muito lindos...

    Beijos no coração!!

    Por Blogger kate_kate, às 18 de novembro de 2008 10:23  

  • Marta,
    obrigado mais uma vez anjo dos poetas,me sinto honrado em estar mais uma vez presente junto aos grande poetas.
    Amiga querida, beijos

    Joe

    Por Blogger Joe, às 18 de novembro de 2008 12:01  

  • Marta...você é minha Fada Maravilhosa...me sinto honrada em fazer morada espontãnea no vão da sua doce e sensível retina...
    grata...sempre!
    Rosy

    Por Blogger rosysimplesmente, às 18 de novembro de 2008 12:32  

  • Nossaa..
    Lindas as poesias!!
    E a Rosy Moreira sempre surpreendendo com poesias cada vez mais lindas!!D ++

    Por Blogger daniela, às 19 de novembro de 2008 04:32  

  • poesia Rosy.Parabéns! Desconhecia este teu talento.

    Por Blogger Iracy, às 20 de novembro de 2008 17:07  

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    Por Blogger Rabiscos, às 23 de novembro de 2008 07:33  

  • Tudo muito lindo poetisa Marta!

    Tem poetas e poetisas aqui que amo ler .
    Um prazer vir aqui sempre , este seu espaço é lindo amiga .
    Obrigada por compartilhar não só seus textos, mas tambem nos dar a oportunidade de conhecer tantos outros talentos .

    Beijos e flores !
    Lete Dias

    Por Blogger Rabiscos, às 23 de novembro de 2008 07:47  

Postar um comentário

<< Home