.

sábado, 29 de novembro de 2008

Poesias e Amigos!


QUE OLHAR É ESTE


Cativante, inebriante, extâsiante
Dá sentido a minha vida
Que poder é este
Neste teu olhar
que ao cruzar o meu
deixo-me facilmente hipnotizar, levar
não consigo minhas emoções dominar

Que encanto é este
Neste teu olhar
reflete o brilho das estrelas e do luar
Me fazendo a fantasia atravessar
sedutor de minh'alma
Com sua luz penetra na escuridão da noite
Fazendo o sol brilhar
Me convida contigo caminhar
Com promessas de jamais me abandonar

Que olhar é este transparente, cristalino
Como as águas do mar correm para os rios
Ele desemborca a me amar
dá sentido a minha vida
Virou a razão do meu ser
para sempre como tatuagem
Imprimido está
Para que não venha te esquecer
E deixe de te Amar.

Silvia Costa
S.R.C


Guarde-me.
José dos reis Santos.
(Poeta procopense).

Guarde-me com você,
se um dia precisar, te procuro.
Juro, nem que já esteja escuro.
Ou que haja muro, sedimentado de separação.
Desconjuro, mas se for preciso, te procuro...
Mas essa conjecturação é só conjectura,
Pois o bom, o bom mesmo, brincadeiras à parte,
é estar contigo, no eterno quanto dure....

Dentro do meu coração


Dentro do meu coração
Tem um céu Azul
Pintado de aquarela
Carregado de nuvens
Brancas de algodão

Tem também
Um mar límpido e calmo
Brisa delicada e fresquinha
Um sol brilhante
Que irradia meu dia

Dentro do meu coração
Tem um segredo
Meu sonho guardado
Minha poesia
Meu amor escondido

Tem também
Um gosto de saudades
Que exala em minha alma
Um cheiro gostoso
De amêndoas doces
(Sarah Siqueira)




SOLIDÃO
Essa incansável andarilha
De endereços incertos
Que entra pelas frestas do vento
e se encaixa nos labirintos.

Se faz teia no ar.
É tanta que não cabe à luz do dia.

E se espalha e lateja
além do corpo entre o ausente
e a negra noite
entre a manhã e o açoite
ela floresce na terra e se despetala no ar.

É o encontro de um ponto de interrogação
e o ponto final.

Solidão...estrada
torta das horas na linha reta dos dias
Dores em retalhos e gestos recortados
colados lado a lado.

Continua a vida.
e a solidão continua viva
e na madrugada
invade o sonho
que nada mais é do que um muro
onde ela se refugia...

Rosy Moreira


“Procuro”

Procuro você na luz cintilante do raio de sol
Procuro você no brilho onipotente da luz das estrelas
Procuro você na imensidão da madrugada
Procuro você entre uma brisa e o vento norte

Procuro você no vento frio que vem lá do sul
Procuro você no minuano que sopra dos Andes
Procuro você como a razão de minha existência
Procuro você dentro do meu coração

Procuro você a todo instante dia e noite
Procuro você em todos os caminhos e todas as distâncias
Procuro você no silêncio para ver se escuto teu sussurro
Tua voz terna e meiga em murmúrios

Procuro você dentro do meu ser
Procuro minha alma junto a sua
(Rene Oliveira)
27/11/08




“Adeus”

Tenho que apagar esta angustia,
Do meu coração que ficou castrado,
Tirar esta tristeza na minha alma,
Minhas lágrimas secaram...
De tanto chorar de saudades.

Foi nesta paixão que naveguei de corpo de alma,
E fiquei a deriva na margem do rio...
Partirei sozinha no próximo barco,
Você nunca saberá notícias minhas.

Fui iludida por você, prometeu-me amor,
A palavra de adeus foi a mais dolorida...
É como se um punhal fosse cravado em meu coração,
E foi isto que fizeste comigo quando partiu,
E nunca mais voltou.
(Graciela da Cunha)
Santa Maria - 20/07/08


BORBOLETAS DE LETRAS

Abri o livro...cuidadosamente, mas qual..
tarde demais, os poemas escaparam,
nacarados: azuis, vermelhos amarelos,
as asas batendo numa profusão de cores

Rimas, versos brancos, sonetos, trovas
Delicadas asas, turbilhão de sensações,
palavras em belíssimas evoluções aladas!

E me quedei absorta e deslumbrada
Pela infinita cor, movimento e paixão,
Da letra preta, imóvel sobre o papel branco!

(LENISE MARQUES)


Imprima a felicidade

Imprima a felicidade é um bom argumento.
Registre essa marca no pensamento.
Com base regulada pela coerência.
E justificada pela ciência.

Deixa na rotina bem estampada.
Planejada com horas marcadas.
Tempere com temperos bem saborosos.
Cada minuto do seu tempo precioso!

Grave no coração a felicidade.
Esculpida desde a mais tenra idade.
Faça dessa sensação a sua arte.
É artista, faça a tua parte!

Aflorar o tempo completo.
Florir tudo o intelecto;
Dar um banho na alma.
E no corpo inteiro.

Imprimindo no comportamento;
Em belas atitudes.
E nesse avivamento.
Galgar a magnitude.

Hortência Lopes

Meus muitos motivos para escrever



Me motiva a escrever
um amor
um sonho
um sorriso



as coisa da vida
um amigo
uma dor

um caminho
uma saudade
uma felicidade.


Aquilo que vivo
o que quero viver
e o que ainda tenho
para viver!


Ana Beatriz Nascimento


CONTEMPLAÇÃO

Veja, minha amiga, aquela montanha:
Alta, imponente, majestosa, mas ela não tem
A exuberância da tua silhueta...

Olhe, minha amiga, a linha do horizonte,
O Sol que se põe, absoluto no seu caminho imutável...
Ele já não emite mais calor, mas o teu
Coração continua cálido, dando calor
E vida à tua alma...e à minha alma!

Sinta a maciez daquela flor: tenra,
Perfumada, meiga. Una-a aos teus lábios
E verás que ambos têm a mesma maciez.
A mesma ternura...que ambos são cúmplices
De um momento de alegria e êxtase!

Pegue as minhas mãos,
Sinta a minha pele colada à tua...
Não diga nada, palavras não podem dizer nada...
Só nossos olhos e nossas mãos
Contemplam-se, contando uma história atemporal,
Maravilhosamente bela, de duas almas que caminham
Na trilha do Sol rumo ao Infinito!

( José C.Ligeski-05/11/2005

3 Comentários:

  • obrigado por postar minha poesias, poetisa linda,em meio a tantos e ilustres poetas que amo e respeito
    bjs

    Por Blogger ana, às 29 de novembro de 2008 17:49  

  • Marta
    Amiga como sempre obrigada por postar os dois riscos, o do meu eterno "amigo" e o meu..obrigada de coração..
    bjos

    Graciela

    Por Blogger Graciela Leães Alvares da Cunha, às 29 de novembro de 2008 20:19  

  • Hortência

    Sempre tenho, nas minhas predicações, em tempos de caserna, que tudo poderia acontecer menos sermos surpreendidos.

    Entretanto, desta feita, fui de maneira terribilíssima surpreendido. Mas, por quê? Bem, o fato marcante que em a poesia "Imprima a Felicidade", os meus sensores cerebrais entraram em profundas análises, ao deparar com a retórica poética.

    Em primeiro plano, temos que observar que o próprio nome da autora, em uma dimensão requintada, significa a que cuida das flores.

    Bem, isso é exatamente o que as entranhas do texto revelam. Sim, porque a mensagem se relaciona com os perfumes poéticos da felicidade.

    Destarte, posso como um poeta entusiasta - aquele que declama por inspiração; emitir enferências e mais enferências. No entanto, não há como fugir da imponderável lisura e autenticidade do texto.

    Por esta visão ótica do cenário, a mensagem revela que a felicidade fora imprimida na eternidade. Certamente, que é algo insofismável, chegando a ser uma glória conquistada.

    E este privilégio pertence àqueles que, de maneira incansável, buscam em o Senhor Deus permanecerem felizes.

    Parabenizo, a poetisa Hortencia, minha amiga e irmã em Cristo, pela honradez e firmeza de as suas palavras. Sim, porque enfaticamente estão valorizando e fazendo a diferença no meio poético.

    Portanto, concluo dizendo: MAGNÍFICO!

    José Bonifácio - Campo Grande-MS, 30 Nov 2008

    "DEUS SEJA LOUVADO!"

    Por Blogger josebonifacio, às 1 de dezembro de 2008 06:49  

Postar um comentário

<< Home