.

domingo, 5 de janeiro de 2014

Ano Novo, Vida Nova!





Ano Novo, Vida Nova!


Mais um ano inicia, quantas vezes ouvimos pessoas dizerem: - Ano Novo, Vida Nova...



Será que todos levam a sério o que eles próprios dizem? No início do ano todos fazemos promessas, dizemos que tudo será diferente, será melhor que seremos pessoas melhores. Desejo, apenas desejo. Seria tão bom se realmente fosse verdade! Na vida só haveria alegrias.



Entretanto, o Ano Novo renova as energias, nos diz claramente que um ciclo termina e outro inicia. Este Novo poderá ser de muito sucesso, se quisermos.



Ano Novo, tempo de nos modificarmos modificando nosso comportamento!



Neste tempo, o rancoroso promete a si mesmo reatar laços de amizade com quem por mínimas desavenças ou neuras o fez se afastar. Promessas, normal ficar apenas promessas, no momento exato ele decide deixar de lado.



Com isto, vai perdendo tempo.



O indiferente, ao analisar o ano que passou jura que irá prestar auxílio ao próximo sem perder oportunidade. Depois, se esquece da promessa. Aquele que lesou o outro ou os cofres públicos sente pesar a culpa, promete-se a si mesmo redimir o erro, contudo, ao iniciar as novas atividades depara-se com a facilidade em levar vantagem, em se dar bem, volta ao mesmo poço lamacento que pensara sair dias antes. O homem desleal promete à esposa não mais a trair, ( vice – versa ) iniciarão nova vida juntos porque ela (ele) é seu único amor. Isto só até cruzar a porta e encontrar um rabo de saia ( ou um par de calças ) que lhe chame atenção. Promessas apenas, promessas que o vício não deixa ir adiante.



Prometer qualquer um promete cumprir é a dificuldade.



A promessa só será válida quando nos corrigirmos, quando analisarmos nossa dificuldade e nos conhecermos – quando tivermos vontade de progredir.



Progredir, crescer, só depende da própria pessoa – das escolhas feitas.



Para crescer o caminho não é fácil de trilhar, é duro, árduo – muitas vezes, travamos batalhas conosco mesmos e as perdemos sem sabermos quantas foram.



Porém, é direito de todos desejar e expressar nossos desejos no Final do Ano. É direito de todas as pessoas o desejo de uma nova vida, nova concepção de vida, ter um futuro bem sucedido.



Então as promessas, muitas promessas de Final de Ano onde poucas resistem aos primeiros dias do ano que se iniciou – o homem volta-se a admirar as coisas do mundo. Também, existem no mundo coisas muito mais interessantes, coisas que atraem com o selo da facilidade de conseguir.



Sabemos que, grande número de pessoas se veste de branco na passagem de ano. O branco reflete paz, verdade, sabedoria, calma. O branco repele as energias negativas e eleva as vibrações. O branco equilibra o interior da pessoa. Para algumas pessoas a cor é fator de interferência, inclusive no humor. Contudo, a força maior está em nosso interior. Que todos emanem bons pensamentos, somente as boas energias são curadoras.



Que seu Ano Novo seja de realizações todos os dias, porque todo dia é Ano Novo. Olhe com esperança o sol que chega ou a lua que brilha no céu, o sorriso de uma criança, as sábias palavras de um ancião, o canto da passarinhada, a harmonia das cores, a natureza que pulsa em beleza e perfeição. Que o Ano Novo venha repleto de felicidade, que seja refrescante e que a brisa mansa lhe acaricie todos os dias e em todos os momentos.



Que o Ano Velho retorne ao lar num momento fugaz, anunciado pelos fogos de artifício que brilham nos céus anunciando a presença do Novo, que chega vigoroso, com vontade de fazer a felicidade de todos.



Que as taças se cruzem em sinal de amizade, que todos os homens entrelacem as mãos num abraço caloroso e num só pensamento de Paz, Amor e União!



Não importa a língua que fale, importa o amor,

não importa a cor, importa o amor,

não importa a origem, importa o amor,

não importa o afastamento, importa o perdão!



Que você consiga caminhar rumo ao Novo, de Novo, porém, Neste Ano, esbanjando alegria, humildade e sinceridade no coração.



Que as pessoas se esqueçam de seus orgulhos, de seus ódios, de suas mágoas e rancores, que se unam numa doce canção lembrando como é bom viver, que viver vale a pena! Que cada um seja consciente para ter Paz no coração!



Feliz Ano Novo! Feliz Vida Nova!



Marta Peres

Marcadores:

1 Comentários:

  • A cada ano que se inicia sempre ficamos esperançosos de um tempo, mundo melhor, de que as pessoas sejam melhores, que a paz no mundo aconteça, que as guerras terminem e que o ser humano pense sempre na cura e não na morte das pessoas, parabéns Marta pelo escrito...Feliz 2014...

    Por Blogger Sensibilidade a navegar com poesias, às 6 de janeiro de 2014 11:25  

Postar um comentário

<< Home