.

sábado, 3 de outubro de 2009

AUSÊNCIA INFINITA


AUSÊNCIA INFINITA

Noite fria sem sua presença!
Falta-me o calor da sua pele esquentando a minha,
escondendo meus olhos da claridade do sol
que dispersa luzes multicores
por todo meu quarto quando o dia amanhece,
deixando passar raios de luzes pelo vitrô colorido da porta.
Meu coração repete,
no silêncio desesperador do nosso canto de aconchego,
agora imóvel, estático, sem vida,
as palavras que você destilava feito mel,
em surdina, pra me convencer de um amor ainda possível,
enquanto eu, com a cabeça apoiada no seu colo,
lutava pra não me deixar levar pela ilusão de um amor infinito.
Não me entrego...
acho que perdi o tempo do amor no tempo da vida...
Um cansaço me pesa,
as incertezas desmoronam minhas tênues certezas...
Certezas? Tenho-as eu de quê?
Sangro porque percebo que não sei sair de mim
e simplesmente viver,
apesar de você e de mim!

Sueli Andrade (Poetisa das Marés)

Marcadores:

3 Comentários:

  • Minha linda Grande Poetisa SUELI ANDRADE!Parabéns!"AUSÊNCIA INFINITA"Uma beleza ímpar!Sempre há tempo... esse tempo é precioso e longe...um lugar que não existe no amor...tão lindamente descrito por vc.Adorei!BEIJOS NA ALMA!


    PARABÉNS GRANDE MARTA PERES!VC PRESENTEIA OS SEUS LEITORES DE ENCANTO E MAGIA!BEIJOS MEUS!

    Por Blogger Marisa, às 4 de outubro de 2009 20:48  

  • Joe,

    Feliz p/ ver seus lindos poemas aqui, escolhido p/ nossa amiga, Marta Peres,

    Parabéns!
    Beijos!

    Marta querida,
    Beijos, Beijos!!!

    Por Blogger Mary, às 6 de outubro de 2009 12:09  

  • Oi querida Marta, hoje é que vi este teu jornal on line e minha poesia aqui. Fiquei muito feliz, de coração agradeço por gostares daquilo que escrevo e pela divulgação que fazes.
    Está lindo este teu cantinho.

    Bjs, amada.
    Sueli Andrade (Poetisa das Marés)

    Por Blogger Poetisa das Marés, às 11 de janeiro de 2010 13:11  

Postar um comentário

<< Home