.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Poesia, Alimento da Alma!



QUAL É A PRIORIDADE DA SUA VIDA?

Tem época na vida da gente...
Que tudo parece não dar certo...
Por mais que você lute...
Parece que não tem luz no fim do túnel...

Precisamos lutar pelas prioridades...
Mas nunca se esquecer da família e dos amigos...
Crer em Deus e agradecer por tudo que ele nos dá...
Depois sim desejar o carro novo...

A casa na praia...
Sonhar sempre faz parte da vida...
Perguntam-me sempre já publicou seu livro?
Eu amaria publicar meu livro solo...

Mas ainda não faz parte da minha prioridade...
Cada um sonha com coisas diferentes...
Não ligo para viagens de final de ano...
Eu quero estar sempre com as pessoas que amo...
Isso é prioridade pra mim.

Autora: Soninha Poetisa



Rosa Vermelha prá você!

Envio-lhe como símbolo da minha paixão
O meu carinho em forma de rosa vermelha
O seu amor alimenta o meu coração
Assim como o pólen alimenta a abelha

Meu amor, sem você perderia a direção
Luz da minha vida tem o brilho da estrela
Envio-lhe como símbolo da minha paixão
O meu carinho em forma de rosa vermelha

O seu amor é doçura e sedução
Minha deusa minha fada vermelha
Prá sempre viverás em meu coração
Beijei a rosa que a você se assemelha
Envio-lhe como símbolo da minha paixão
Diná Fernandes



Felicidade! Obrigada!


A felicidade, às vezes, faz chorar no canto,
Ser feliz! É saber amar mesmo no pranto,
É assim que canto, se triste me espanto,
Felicidade radiante, momentos de encanto.

Essa felicidade, nunca é cedo nem tarde,
Nas coisas pequeninas, que a alma invade,
No sorriso da criança, no adulto sem maldade,
Está no abraço amigo, do amigo de verdade.

No carinho do filho, no brilho de um olhar,
Toda mãe sorridente, é felicidade sem par,
Friozinho quente, que só Deus pode mandar,
Nesse quente ardente, infinitamente por amar.

Felicidade! Seja bem vinda! Quanta emoção!
Você é forte no peito! Doçura no coração!
Se alguém espera longe, é somente ilusão,
Se encontra em cada um, no amor, evolução.



Marisa de Medeiros


MARCAS

Guardo no corpo tuas digitais
Na mente os teus fatos
No olfato o teu cheiro
Na boca os teus beijos
E em todos os meus sentidos
Estão as marcas do amor
Que foi teu e meu
Que despertava a cada
amanhecer
Em bocejos de desejos
Num ritual de eterna magia.

Simplesmente Teresa



Um momento

Uma paz

Um sonho

um caminho

uma nuvem



um dia comum



um meteoro

uma estrela

uma tremedeira

uma face toda vermelha

a batedeira por dentro...



um recado

uma resposta

uma espera



você chega



um olhar

um sorriso monalisa

nos lábios, um canto



a verdade acontece



o real tão real

os barulhos do carros

pessoas na rua

semáforos

esquinas

nós



tudo dentro

do

clima

uma vaga

a nossa espera

felicidade



fim.



Lúcia Gönczy




Brincando com as palavras




Vou brincando com as palavras...
Minha imaginação cria asas,
Aqui posso ser o que eu quiser
Uma Princesa Apaixonada,
Hora Bruxa Malvada,
Hora Fada Encantada,
Habito em Castelos Mágicos
Com Reis e Rainhas,
Onde tudo é regado à magia,
Onde os pequeninos beija-flores
Voam por entre os jardins.
Onde o amor é o sentimento mais puro,
A alegria estampada no rosto,
Onde a fantasia tem lugar de destaque,
E todos os sonhos são realizados.



Paty Padilha



A luz que se acende em minha mente
É a luz da lua vista da sua rua
Sorrindo, sentado na calçada,
Bem junto de seu portão
Sentindo o aroma vindo do jardim
Com o frescor da madrugada
E o calor de sua mão.
Para ser exato
Beijando, abraçando...
Sentindo dois corações em um só pulso.

Esta é a luz que freqüente
Em minha mente se acende
Luz da lua na sua rua.
Luz que não mais vi,
Na rua que não mais voltei.

...........” Catarino Salvador ”.




“CANTEIROS”

Nos teus braços:
Viajei nas asas da borboleta,
Pousei em canteiros.
Alimentei-me do pólen,
Saciei minha sede com
O orvalho da rosa.

Dos teus lábios:
Roubei o mel das abelhas,
Visitei o arco-íris.
Colhi estrelas e resgatei,
O brilho da tua íris.

No calor do teu amor,
Brinquei de bambolê,
Nos anéis de saturno.
E quando aterrissei,
Nos seus braços repousei.

O beija flor me contou,
O quanto que me querias...

Dançamos a valsa
Tocada pelos colibris.

Mas foi nas asas
Da borboleta,
Pousando em canteiros,
E no canto dos colibris
Que acordei...

Estava sonhando!
Ah! Mas eu estava feliz...

Maria Flor!




Olhar Ateu!

Tão lindos eram aqueles olhos, meu Deus!
Eram estrelas cintilando luzes de pecado...
Tão trêmulos ficavam ao mirar os meus...
Que desviavam, do meu olhar aparelhado.

Tão linda era aquela face de olhares ateus!
Tinha a fronte desenhada, e lábio acetinado;
Tinha à boca o mel, na voz não tinha adeus...
Era canção viva, pura, de som edenizado!...

O corpo era escultura de curvas desenhadas...
Os seios eram montes, das pombas embaladas.
Um anjo, uma donzela, a vagar a luz do dia!

Que eu a venha mirar nos olhos novamente...
Se for pra me perder, far-me-ei de contente...
Já que amá-la, meu Deus! é a minha fantasia!

(Poeta- Dolandmay)

Vontade de ir...

Tenho vontade de acordar,
Olhar pela janela grande,
Deixar a paisagem passar.

Nuvens no céu distante,
Formas brancas claras,
Que se desenham num instante.

É o mesmo céu de Minas Gerais.
Do alto da pirâmide em São Tomé,
Na trilha de Ibitipoca ou tanto faz.

Só queria ver aquele céu novamente.
Serras depois de serras,
Uma depois da outra suavemente.
Seguir pra shangrilá.
Purificar a alma,
Na cachoeira da lua.

Sentir a liberdade,
Na trilha das borboletas.
Rezar na Harmonia.

Ficar embriagada,
Com o nascer do sol.
Sonhar ao anoitecer,
Assistir a lua nascer.

Cantar com o Ventania,
Cogumelos azuis.
Tomar vinho pra
Esquentar do frio.

Ir à capela,
Fazer uma promessa.
Vontade de ir a São Tomé,
E roubar um pouco da magia
Das suas letras.

Contar meus segredos
para os duentes,
levar doces para os gnomos...
Brincar com as fadas...
Será que vejo um disco voador?
Vai saber, o que ocorre por lá...
Faz tempo que não fujo pra lá...

Maria Flor!


SEU ABRIGO

Você é tão meiga,
Tão gentil, tão carinhosa.
De ti exala o amor,
Assim como o perfume de uma rosa.

Obrigado por você existir.
Por estar comigo.
Faça de mim, do meu coração,
O seu melhor abrigo.

Elciomoraes

Marcadores:

3 Comentários:

  • Sim, Minha Poetisa Querida
    Amar-te já é uma realidade!

    Obrigado Marta Peres!
    Por todo o carinho, como é bom está aqui!...
    "Que sejam os teus dias, de Amor!"

    Dolandmay.

    Por Blogger Dolandmay, às 25 de setembro de 2009 20:04  

  • MINHA LINDA GRANDE POETISA MARTA PERES!
    Que lindo espaço!Realmente um verdadeiro Alimento da Alma!Impossível não se encantar e mergulhar na beleza e grandeza de tantos talentos.Feliz demais por ver minha FELICIDADE junto a tanta gente linda!Vc sabe como fazer alguém feliz e faz a todos nós que desfrutamos do seu carinho e amizade sincera.Obrigada sempre!PARABÉNS!Vc é simplemente divina e maravilhosa.Te adoro!Beijos mil!

    Por Blogger Marisa, às 25 de setembro de 2009 20:16  

  • PARABÉNS AOS POETAS E POETISAS QUE ENFEITARAM BRILHANTEMENTE ESSE ESPAÇO LINDO E COLORIDO DE AMOR E ARTE!BEIJOS MEUS!

    Por Blogger Marisa, às 25 de setembro de 2009 20:17  

Postar um comentário

<< Home