.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Dia dos Namorados Com Poesia!



ETERNOS NAMORADOS

Aquilo que nos prometemos
estamos a nos exigir
e olhando para ´trás
a maior parte conseguimos cumprir.

Como dois enamorados
ficamos a nos prometer
nossa vida de namorados
até aqui estamos a viver.

Com altos e baixos tão comum
a todo casal em aprendizado
caminhando ainda continuamos
as arestas aparando.

Sempre unidos e eternos
como almas gêmeas a se fundir
momentos de amor e carinho
que até chegamos a nos confundir.

Palavras doces e firmes
estão sempre a nos amparar
quando sai da tua boca
ou da minha a falar.

Teu ombro, meu aconchego
meu ombro, o teu descanso
nos abraçamos e nos amparamos
a todo o instante em que precisamos.

E neste doze de junho
para nós sempre é sagrado
pois continuamos sendo
os eternos namorados.

Amarilis Pazini Aires

Namoro Eterno!




Entre a gana das paixões
temos um elo a nos prender;
e nossas causas são comuns
pois nos dá motivos tantos...

Às vezes somos livres,
pássaros em amplidão;
vezes outras, sonhadores
a gritar por sim ou não...

Entre um grito e um desejo
somos mais que um querer;
e nas buscas dessa vida
quero mesmo é ter você...

Se me entrego ao teu comando
sou querer de amor fraterno,
pois assim nós viveremos
no afã do namoro eterno...


Marçal Filho
Itabira MG.


"Quem disse que falar nele é fácil?
Mas vou tentar
compreender
dizer
viver
esta maravilha
este sentimento
chave que abre portas
que faz bater o coração
num compasso descompassado
mas adorável"

(Marta Peres)


NAMORADO

Todo dia, toda hora
é dia dos namorados
pois sempre em algum lugar
há casais a se enamorar.

O sentimento vagueia no espaço
as energias a trocar
basta um simples olhar
para o coração acelerar.

São ondas que se misturam
para o par certo achar
e elas veem de encontro
à pessoa a esperar.

Raios que se tocam
e faiscam a brilhar
são energias que não vemos
mas sentimos pelo ar.

Nas matas se acoplam aos pares
os animais a se amarem
e nos galhos das árvores
os passarinhos a se juntarem.

Por todos os lugares
casais a passear
de mãos dadas a ficar
e o olhar acarinhar.

Todo dia, toda hora
é dia de namorar
pois o amor não tem hora
é só a chama cintilar.

Amarilis Pazini Aires


Amor ao Beija-flor

Mandei um beijo
para rimar com o coração em botão,
que vi pela janela.

Amor faz pensar, em céu, em rosa,
em beijo, em luar, em doce aconchego;

Mandei um beijo, que atravessa a janela,
e te acolhe no coração.

Mandei um beijo, em verso, em rima,
em prosa, de forma silenciosa.
Que alivie meu ímpeto, de voar por
esta janela.

Mandei um beijo, que o beija-flor encontrou,
beija-flor se apaixonou, e cantou a primavera.

Mandei ao beija-flor uma rima de amor,
e ela se foi devagarinho, transformando
os versos em amor.

Mandei esta poesia para aquele beija-flor,
que voa sempre abaixo da janela,
quem sabe ganhe sua atenção,
e não a rosa.

Betânia Uchôa


Réplica do Amor
Uma promessa de amor
Para viver um romance
Numa paixão fascinante

Deixando flores amada
Pelas alamedas enfeitadas
Caminho pelas lindas estradas
Nessas veredas de minha vida
Escrevo a história do amor
Em capítulos de louvor

Se me fazes feliz
Vejo o brilho das estrelas
No amor que me diz

Sinto teu aroma na vida
O gosto de teus lábios
O olhar dentro dos meus
O afagar dos meus cabelos
A vontade é amar-te querida

Teu amar com intensidade
Deixa a cumplicidade dos amantes
Nos meus braços quero realidade

Na nossa simplicidade
Nos nossos pequenos gestos
Estamos amando de verdade
Carlo Magno 09/06/09



Confiança no amor

O meu amor vai comigo, seja onde for
Na minha existência não existe revolta...
E quando há ausência, penso na volta
Quando em seus braços vou estar, amor...

É assim quando no amor você confia
Onde a tua lembrança sempre me confortas...
E mesmo quando andas em estradas tortas
Esse amor tão grande é sempre alegria...

Passam datas comemoradas por mim
Pois é, e sempre será a riqueza da vida
Encontrada em um longínquo jardim...

O amor sempre me dará essa guarida,
Mesmo quando perdida de mim...
Te levo comigo em minha mente florida.

Betânia Uchôa


Sejas único

como a sombra inatingível
dos pássaros que atravessam
o dia findo;

Sendo o sussurro da luz do sol
entrando sem promessas
alimentando vertigens de calor

Sejas o olhar delicado
a cada estrela que te sonho,
sendo único como o faço
em meus instantes renovados

Conceição Bentes


Lua dos Namorados!

Lua dos namorados,
Traga logo o meu amado;
Abraça meu sonho alado,
Dia dos namorados,
Fazer amor diferenciado,
Mar de beijos mais ardentes,
Lua de abraços mais demorados,
Flores, vinhos, carinhos,
Bombom de amor, com licor,
Música romântica suave,
Nos braços do meu amor,
Seduzida e sedutor,
Sutileza nas carícias,
Nos olhos toda malícia,
No toque toda delícia,
Na cama mistura das linhas,
Prazer nas entrelinhas,
Vinho, Bombom, Licor,
Embriagados de amor.


Marisa de Medeiros



Me deixas louca...

O brilho do teu olhar,
Faz-me emudecer,
Corpo inteiro arrepiar,
Quase enlouquecer,
Embriago-me na tua boca,
Qual licor de anis,
Me deixas louca...
Tua pele tão macia,
Cheia de magia,
Tufão no coração,
Desejo, excitação,
Fome das mãos,
Mel da tua boca,
Me deixas louca...
Teu olhar, o desnudar,
Nenhuma roupa,
Me deixas louca...
Lua de Cristal,
Testemunha sem igual,
Minha, tua boca,
Me deixas louca...



Marisa de Medeiros


O fio do destino...

O fio do destino a que me destino
Está ligado o meu no seu
São linhas cruzadas desencontradas
Sem público nem arquibancada

Almas gêmeas na estrada
É loucura...alucinação
Uma constelação...confusão
Controlo a inquietação

Vamos desatar os nós
Ultrapassar os limites
Estudar as rotas
Estipular as voltas

Pegar o fio...se esquentar no frio
Não pode escapar, o fio é mágico
Tatuado em dois corações
Junção...metades...emoções

Parece desatino...é o fio do destino
Vou olhar meu coração e o seu
Metade está em você...
A outra metade sou eu...

Marisa de Medeiros

Permito-te!


No doce do teu beijo,
Calor dos desejos,
Permito-me, dar-te a mim,
Assim vou te escalando,
Suspirando, manuseando,
Molhada de licor do amor,
Atrevida, ousada,
Inspirada, suada,
Esquecida de lembrar,
Que não dá pra falar,
Cumplicidade no olhar,
Sem deixar nada pra depois,
Vibrando de emoção,
Na cama do coração,
Certeza no sentir,
Amor sem fim,
Permito-te, dar-me a ti.



Marisa de Medeiros






Quando apaixonada...


Flutuar dormindo,
Sonhar acordada,
Vaguear na Lua,
Nas estrelas sentada,
Desenhar nas nuvens,
Estar apaixonada,
Arco-íris colorido,
Na longa estrada,
Passear nos bosques,
De mãos dadas,
Beijar enlouquecida,
Sentir alucinada,
Ouvir os passarinhos,
Se sentir amada,
Tudo é mais bonito,
Quando apaixonada,
Dormir nos teus braços,
Fazer amor acordada,
Saciar a fome, a sede,
Sem pensar em nada,
Horizonte sorrindo,
Quando apaixonada...



Marisa de Medeiros

No abraço... amar...

Andar no teu barco de lua,
No meio da rua como se fosse mar,
Deitar nas areias do Sol
E bronzear.

Na chuva das estrelas molhar,
Olhar o céu ver a água brilhar,
As nuvens desenhando,
O colorido do teu olhar.

Sonhos num barquinho de papel,
Cheio de mel te encontrar,
Sem juízo falar no teu ouvido,
Segredos que o coração mandar.

Descer a rua da ladeira,
Tomar um banho de cachoeira,
Naquela pedra festeira cantar,
Meu nome e o teu desenhar.

Fingir que já te esqueci,
Que não te amo mais,
É mentira, confessei,com
Beijos de amor e Paz.

Naquela montanha... naquela,
Pintar uma aquarela bela,
Abrir os braços no espaço, pular,
No abraço dos teus braços amar.


Marisa de Medeiros



Noite de amor...

A noite inspira, transpira magia,
O amor voa nas asas da fantasia,
Adorna-se com flores perfumadas,
Um licor de lua, bombom de estrelas.

Música suave, toque de penas de aves,
Beijos poéticos, abraços elétricos,
Amassos indiscretos, conexão,
Telepatia no olhar, no corpo paixão.

A brisa irradia a melodia,
Preliminares, mudam os ares,
Aquecimento etéreo, definido,
Nas certezas do sentido, permitido.

Ato, fato,cenário,parece miragem,
Sondagem do território, vibração,
Escalada minuciosa, percepção,
Corpos entrelaçados, perdição.

Noite de amor, fremente,inusitada,
Constelação de arrepios, contundentes,
Nos braços de Morfeu, você e eu,
Adormecemos... amanheceu.


Marisa de Medeiros



Juras de amor...

Olho clínico do coração,
Um lugar paradisíaco,
Cenário de amor e paixão,
Incontida emoção,
Um licor de Laranja,
Sensualidade esbanja,
Incontrolável sensação,
Música suave nas mãos,
Bailando no corpo, tesão,
Fogo ardente, latente,
Quente sedução,
Lábios de mel,
Céu estrelado,
Cintilando ousado,
Ritmos sonhados,
Suor e calor,
Lua Cheia suspirou,
Com as juras do amor,
Que ali se eternizou.



Marisa de Medeiros



Lua Cheia!

Lua Cheia que incendeia e seduz
Cheia de Luz
Iluminando a melodia
Acelera a emoção
Que espera o violão
Harmoniza uma canção
Pura explosão
Olhos na lua
Pés no chão
Coração na mão
Extravasa...
Versos, rimas e
Sonhos dourados
Lua dos namorados
Dos apaixonados

Marisa de Medeiros


Como ama o amor...


Amo como a loucura do vento,
Quando sopra o pensamento,
Como o perfume das flores,
Exalando amores,
Na imensidão do mar,
Enfeitiçando o olhar,
Nas nuvens a sonhar
Com desenho, de te amar,
Na noite plena de luar,
Inspirando o ar de amar,
A estrela cadente,
Insinuação ardente,
No céu do meu coração,
Envolvendo-te na emoção,
No Sol do meu calor,
Aquecendo-te com amor,
Amo... como ama o amor.


Marisa de Medeiros


Ah! Essa vontade!

Que invade a insegurança,
Nos teus braços criança,
Esperança de crescer,
Nos teus olhos de Lua,
Sentir-me tua,
Desvendar o medo,
Nos teus beijos,
O segredo, o desejo,
Que teimas em não ver,
Meias palavras,
Já com poder,
Dizer-te tudo,
Que o coração quer dizer,
Incógnita,
Olhando-te assim,
Meu toque afim,
Podes sentir,
Amo-te tanto,
Que esqueço de mim.


Marisa de Medeiros




Amor essencial...


Amor essencial, nada mais,
Que ser capaz de fazer
O que sabe de mais especial,
Ser tão inteira, que
Não reste dúvida,
Na vida inteira,
Não medir esforços,
Pra buscar reforços,
No âmago da alma,
Preencher as lacunas,
Retirando as agruras,
Forma pura, consciente,
Ser luz transcendental,
Depois de tudo,
Dar o mundo,
Em cada segundo,
O melhor que souber,
Amar como ama,
Uma mulher.


Marisa de Medeiros


AMOR DA MINHA VIDA


A mor da minha vida
M úsica nunca esquecida
O rgulho da minha lida
R aio da estrela mais linda

D entro do meu coração
A mor é pura emoção

M aravilha que ilumina
I rradiando Luz divina
N essa vida a sonhar
H armonia pra equilibrar
A minha loucura de amar

V erdadeira felicidade
I lustre realidade
D esejos a enfeitiçar
A magia de te amar


Marisa de Medeiros


TUA

Nossos corpos se unem,
Como tecidos numa costura,
Seda com seda,
Linho com linho,
Pele com pele,
Carinho com carinho.
E assim, unidos,
Tua para sempre,
Minha pele te pertence,
Nossos corpos formam um
Desenho permanente.


STELLA VIVES
MOMENTOS DE PAIXÃO
07\06\09



Como ama o amor...


Amo como a loucura do vento,
Quando sopra o pensamento,
Como o perfume das flores,
Exalando amores,
Na imensidão do mar,
Enfeitiçando o olhar,
Nas nuvens a sonhar
Com desenho, de te amar,
Na noite plena de luar,
Inspirando o ar de amar,
A estrela cadente,
Insinuação ardente,
No céu do meu coração,
Envolvendo-te na emoção,
No Sol do meu calor,
Aquecendo-te com amor,
Amo... como ama o amor.


Marisa de Medeiros




Ah! Esse amor!


Ah! Esse amor!
Contagia a fantasia,
Com esmero, primazia,
Medo ou covardia,
Coragem se anuncia,
Os sonhos são mais,
Verdadeiros, reais,
Na dose quero mais,
Enfeitiça o coração,
Modelando um brasão,
Em chamas a emoção,
Que chama, te ama,
Ah! Esse amor!
Que inflama e
Leva-te pra cama.


Marisa de Medeiros




MEU ETERNO NAMORADO


M eu amante, amado
E terno namorado
U niverso sonhado

E ste amor bendito
T erno amor sentido
E vivido infinitamente
R aio de Luz incandescente
N a mais pura emoção
O dono do meu coração

N oite de Lua cheia!
A mor que incendeia
M inha doce fantasia
O eterno verso e magia
R azão da minha vida
A mor, minha guarida
D o horizonte o esplendor
O infinito o meu amor


Marisa de Medeiros



ENAMORADO

LINDA NOITE ENLUARADA TRAZ AMOR
LUA QUE ILUMINA A MINHA PAIXÃO
AQUECE ESTE POBRE CORAÇÃO

QUE NUNCA ESCUREÇA NOSSO CAMINHO
SE ENAMORADO NUNCA ESTOU SOZINHO
POIS SOU POETA ESCREVO ILUSÃO

NA ESCRITA TRADUZO A ALMA

NO AMOR ENCONTRO A CALMA

Carlo Magno 07/06/09


O sabor do desejo

Sinto teu beijo nas incansáveis marés
que dançam ao sabor do vento
em ondas de meiguice
de uma espera sem fim

O teu fulgor nasce
perpetuando o dia
na brisa que toca
horizontes de ti

E a noite me acaricia
cavalgando meus sonhos em magia
como parte de um todo
fundindo corações, no ardor que inflama
como se tu fosses o lume
e eu a chama.

Conceição Bentes


Que venha o amor

Diante do tempo, indecifrável templo,
olho-te, despida dos meus fantasmas,
com essa absurda claridade
a me escorrer dos dedos.

Nenhum silêncio me basta
ante a luz das canções adormecidas

Permaneço calada
na ânsia das palavras
olhos cerrados
soletrando o silêncio
que escorre das horas

Que venhas com o sol
feito em luz
música de um tranqüilo amanhecer.

Conceição Bentes

É assim que te amo!

Amo você como a força de um vendaval
e a calma das auroras nascidas
entre a razão e a emoção

Meu amor é uma oração
que tem a melodia do entardecer,
guardada na infinita solidão abissal

É a face que não consegue
permanecer no disfarce,
respira o éter do devaneio,
adormece revelando a saudade volátil
que conduzem meus pés a esmo.

Conceição Bentes



Tua magia

Deixe-me envolver na magia do teu amor,
receber a energia que ensina
o caminho deste olhar

Emanas a verdade
e tua força vital
possibilita um diálogo total
nos gestos breves que muitos falam
mas nem todos traduzo

O silêncio do teu rosto
calam palavras
tal a calma do nascer do sol
escrevendo a vida
entre a tinta e o sonho

Conceição Bentes

SEM VOCÊ....

Sem você,


Sou ave sem ninho,


Criança sem carinho,


Clave sem sol,


Cama sem lençol.




Sou copo sem água,


Coração com mágoa,


Carro sem rumo,


Fio sem prumo.





Sem você,


Sou lâmpada sem luz,


Igreja sem cruz,


Escada sem degrau,


Bem sem o mal.




Sou terra sem germinar,


Andante sem peregrinar,


Jardim sem flor,


Coração sem amor.





Sem você,


Sou caminho com pedras,


Luzes com trevas,


Céu sem estrelas,


Escuridão sem velas.




Sou como a lâmina sem fio,


Inverno sem frio,


Verão sem calor,


Corpo sem amor....





Sem você não sou nada,


Fico desesperada,


Fico fora de mim,


Sou tudo de ruim.



Não posso ficar sem você.



STELLA VIVES
MOMENTOS DE PAIXÃO
23\08\2008


DATA ENAMORADA

Nesta data enamorada
Que deixa o amor envolvente
Lembro da minha amada
Com uma paixão ardente

Este teu sorriso me induz
A uma alegria contagiante
O teu olhar me conduz
A um sentimento deslumbrante

Se meu carinho recebeste
Nesta data me empolguei
Sei que fui o mais valente
Minhas flores a ti dediquei

Por onde eu passar
Não importa, terra ou mar
Venho a ti galantear
Sei que este é meu amar

Foi em outros caminhos tantos
Que descobri este meu amor
Venho dedicar encantos
Nesta trova em teu louvor
Carlo Magno


Só Desejo
Esse encontro é meu desejo
Quero ter seus pensamentos
De paixão é todo meu ensejo
Provocando esses sentimentos

No toque de nossas mãos
Intencionalmente maldosas
Despertando nessa emoção
Nossas malícias saudosas

Escondido sob o manto do recato
Pronto a resistir ao meu desacato
Sentindo o sangue a percorrer
Quero me embriagar nesse viver

Sem resistir ao passo seguinte
Vamos despertar esse prazer
Sem pressentir o ato subseqüente
Entre amores só resta reviver
Carlo Magno 28/04/09


No mês dos namorados, linda surpresa!

No mês dos namorados
Há encontros emocionados.
Festeja o coração com aplauso mil;
O amor primaveril!

Meu amor meu bem amado.
Suave canção dos apaixonados.
Paixão e carinho.
Abraços e muito calor no ninho.

Sonhos e realização.
Paira no ar a comemoração.
Buque de flores belo vestidos!
Surpresa! Um anel num lugar bem atrativo

Suspiro radiante, o compromisso é amar.
Com o belo amor suave a sonhar;
Não vê à hora dele chegar, olha o relógio.
Mas valeu pena! Recebeu um lindo elogio!

Você está linda meu amor; tão provocante!
Ofereço-te essa linda flor... Está muito elegante.
Cheia de perfume e doce encanto.
O nosso amor e belo perfeito! Aquece a emoção no peito!



Hortência Lopes



Romance romântico

Romântico e sensual
Belo romance fatal.
Desliza em fina textura;
Do coração grande aventura.

Decora a emoção.
Ostenta linda paixão.
Em chamas e arrepios.
Arrebata em romântico desafio.

Invade sem pedir permissão.
Acelera e provoca o poético coração.
Anuncia e toma posse.
Um mágico instante.

Reforça a fantasia
Ilusão e ousadia.
Com muita sensualidade.
Deixa suspiro de saudade.

No romance cai de cabeça
Não importa o que aconteça.
É deveras apaixonante.
Invade todo o teu horizonte.

Hortência Lopes


Derreter a emoção

Deslizam nas teclas com emoção
Dez dedos em duas mãos;
O alfabeto ao alcance para escrever.
E em versos a emoção derreter.

Todo um moderno aparato
Para extrair do intelecto.
Com a força poderosa.
A inspiração em chama majestosa.

Com esplendor e divino reflexo
De escrever não deixo.
O sonho de todas as idades;
É de encontrar a felicidade.

Nas teclas ouço músicas
Essências básicas.
O coração em brasa.
Na poesia o amor arrasa.

Dá abrigo, conforto, e abraço de afeto
Surgem como estrela no infinito.
Carinho amizade beijo de felicidade.
É o amor que vem da eternidade.

Hortência Lopes



É amor e paixão o diagnóstico

A emoção sobe como fumaça.
O coração reage e não relaxa.
É sintoma bem conhecido
É paixão o diagnóstico do médico amigo.

Dentro da alma uma paixão desmedida
Brilhas os olhos em chamas escondidas.
O coração quente como fornalha.
A dor de amor corta como navalha.

Abraça o travesseiro e sonha
Ajeita a veste risonha.
No espelho olha a aparência.
Estar bonita é a preferência.

Palavra de carinho aumenta o valor.
A de amor é puro sabor.
O ouvido bem aguçado.
Pertinho do amado.

Sente tudo diferente
Um turbilhão de sentimento
È forte e contundente.
O coração parece pular do peito.

Hortência Lopes



Romance belo fatal

Emocionado brota o lindo romance.
Dar para a vida nova chance.
Rubra face aquecida pela emoção.
Assinala que o amor chegou ao coração.

Cora e apimenta os sentimentos.
Constrói fantasias hospeda afeto.
A alegria aloja faz na festa dançar;
O amor destila arrepios e bem estar.

O romance atua convidativo.
Deslumbra com magia construtiva.
Da vida momentos atrativos.
Deixa a existência bela e ativa.

É comovente esse envolvimento.
O coração manda mensagem e provimento.
Faz o significado transparecer.
Que o romance faz a vida enriquecer!

Hortência Lopes

Combinei com as quatro estações

Misturei o frio com o calor
A emoção com o amor.
A paixão enraizou no coração.
Fez um ninho de sedução.

Combinei com as quatro estações.
Para chover chuvas de benções.
Ventos de carinho e felicidades;
Abundancia de fraternidade.

Contratei o brilho do sol e da lua.
Para brilhar e mostrar a beleza tua.
Falei palavras ardentes.
No teu coração semeei bela semente.

Escrevi meu amor com letras de ouro.
Do meu coração é o maior tesouro.
Estudei história e geografia
Escrevi teu nome com bela caligrafia.

Consultei a meteorologia
Num clima de magia.
E também as fases da lua.
Para apaixonada ser sempre tua.

Hortência Lopes


O amor brinda e felicita os namorados

Amor sentimentos dos enamorados
É glória trono da bela majestade.
Recebe um beijo e uma rosa do namorado.
Presente valioso para o amor ser comemorado!

A vida é linda nesse dia fica soberana
Brinda o dia dos namorados com prataria
Ouro e porcelana numa intensa alegria.
O amor que do peito emana!

Entrelaça toda a beleza da paixão
Do sol da lua, e estrelas na constelação
Jardins e flores transpiram amores!

Prazer e sabedoria emoção que irradia
Palavras e gestos intensificam o amor e extasia
Declame ao seu amor a tua própria poesia.

Hortência Lopes



É de amor a nossa conversa

Só pensando em você passam os anos
Meu bem querer, do meu pensamento é o dono.
Quero agora correr e te encontrar.
E nunca mais nos afastar.

Em todos os momentos está presente.
Vejo em qualquer parte do horizonte.
Olho para a lua avista a imagem tua.
Nos meus sonhos você se insinua.

De madrugada ouço a tua voz a me envolver.
No amanhecer trás uma linda rosa para e oferecer.
No período vespertino faz um convite.
Para assistir o por do sol admirando o horizonte.

Quando chega a noite convida para passear.
A tua imagem o meu coração começa a fotografar.
Com câmara escondida faz pose diversa.
E de amor é a nossa conversa.

Distraídos nem notamos
O quanto nós nos amamos.
O pensamento por você todo ocupado.
Meu querido e doce amado.

Você em mim pensa também
Estamos de parabéns!
Ouvimos a voz do amor.
Que brotou no nosso interior.

Hortência Lopes


SONHOS DE AMOR
Quero que seja minha por inteiro
E se não for possível, quero teu cheiro
Mesmo que alucinante ou enervante
Olhe essas flores que são cativantes

Não quero ser ousado por ter tentado
E que ninguém mais tenha essa ousadia
Pois por mim teus beijos foram acalentados
Que por nenhuma outra deixou essa alegria

Nesse teu olhar encontrei amor
Neste meu jeito retribuo ardor
Desejo que perpetue este momento
E até o infinito não exista sofrimento

Não me importo com ilusões
Ainda sinto os momentos de ternura
Sei o que ferve em nossos corações
Em nosso mundo não existe amargura

O que alimenta essa tenacidade
São os beijos e os abraços apertados
Se foram possíveis sonhos de felicidade
O que alimenta a alma não ficará de lado
Carlo Magno



NOITE PRESENTE
Nesta noite fria e silenciosa
Estou aqui pensando em você
A tua dúvida é odiosa
Meu sentimento é doce

Fazendo e refazendo
Pensando em minha vida
Não fujo do que estou sentindo
Você é especial minha querida

Presentear e ser presenteado
Beijar e ser beijado
Abraçar e ser abraçado
Amar e ser amado

Sinto o coração que bate
Os olhos que vêem
A alma que sente
O sentimento que retém

Nesta noite serena e radiante
Sinto estar ao seu encontro
Meu presente é delicioso
Nosso amor é apaixonante
Carlo Magno



ARDOROSO CAPRICHO

Quero o seu sorriso descalço
e o gosto do seu corpo no meu.
Quero o abandono da minha urgência
na suavidade de suas carícias.
Quero deitar na enlevação de sua tez,
me aconchegar no suor dos seus braços
e sussurrar no seu ouvido,
"Eu te quero além das minhas
possibilidades."
Deixarei minha alegria amarelada
entre destroços e lamentações
porque quero estar na tácita
claridade dos seus desejos
despertando as mais ardentes
sensações de amor.
Serei sua fêmea desprovida de pudores.

Marlene Gomes


IMPETUOSO AMOR

Eu te quero
Além dos meus anseios
Por inteiro
Desprovido de pudores
De carícias outras

Eu te quero
Além das minhas possibilidades
E poder desfrutar
Dos momentos únicos
Da minha embriaguez
E não mais esconder
Nossos ímpetos
Sem carecer desculparmos
A esse ardente desejo

Eu te quero
Além das minhas ousadias
Esse amor sem medidas
Inquieta nossa urgência
Mesmo eu aqui e você aí

Tento inutilmente
Disfarçar meus impulsos
Mas sei que sou
uma arrebatadora
Vontade de ti

Marlene Gomes


ARDÊNCIA

Se um dia a tristeza
atroz fizer moradia
em seu coração,
não ligue
porque são meus avessos
reivindicando a vontade de ti.

Mas se um dia a saudade
lascívia povoar a argúcia
do seu corpo,
não se preocupe
porque são os meus sentidos
pulsando dentro de ti.

Se quiseres, podes vir
que estarei tecendo
as fagulhas das incertezas.
Mas venhas. Venhas de mansinho
sem arranhar as emoções
que nos restam.

Venhas sem pressa
pois a janela do inconsciente
se mantém aberta.
Então, nos amaremos sem truques,
sem máscaras, como a primeira vez.

Marlene Gomes


Namorada minha

Ah, amada dos olhos meus
Dizer-te eu já não sei...
Se para sempre serão teus
Todo amor que já te dei.

Ou se para sempre te amarei
Com ternura e com carinho,
Mas para sempre te direi:
Tu és a luz do meu caminho.

E também vou te dizer:
É só pra ti que me entreguei,
E tu terás que entender,
Porque és a única que amei.

Ah, minha amada que é bela
É teu coração que seguirei,
Pois minha paixão só se revela
Para um amor que viverei...

E eu jamais te julgarei...
Pelos afetos que são seus,
Pois para amar nunca julguei,
O amor quem julga é Deus!

(Dolandmay)



Rendição ao Amor...


O outono já se vai, e o ambiente é propício
para te confessar todos os meus segredos,
sem deixar nenhum resquício
de dúvidas, incertezas ou medos...

Foi neste lindo Mês dos Namorados
que decidi a você me entregar.
Homem com alma de menino levado,
que me tenta com juras, insistindo me amar...

Antes, porém, quero que entendas
o porquê desta minha atual decisão
contrariando tudo em que eu acreditava...

Só há uma explicação para esta contenda:
Teu amor conquistou meu coração
e esquecendo a razão, descobri que te amava!


Georgea Fontes



EU QUERO UM AMOR ASSIM

Eu quero um amor
que tenha os olhos brilhantes,
e que borde estrelas em meu olhar.
Que me sufoque com beijos ardentes
e que me faça juras de eterno amor!

Eu quero um amor
que corra juntinho na praia
e assista comigo ao por-do-sol.
Que adore contar estrelas e
me abrace sob a luz do luar!

Eu quero um amor
que saiba nadar e que me faça
ouvir sininhos ao me beijar.
Que me leve pra comer pipoca na praça,
que escreva meu nome na areia da praia.

Eu quero um amor
que me desperte com serenata,
que me pinte como La Maja Desnuda.
Eu quero um amor divertido que
saiba brincar e que goste de cantar.

Eu quero um amor
que ande comigo de mãos dadas
que me declame poemas,
que me sussurre poesias,
que realize minhas fantasias.

Eu quero um amor
que dançe comigo na chuva
que me beije com loucura.
Que dormindo me afague,
que me ame todos os dias.

- Eu quero um amor assim!


©Verluci Almeida
10/06/2006


DECLARAÇÃO DE AMOR

O motivo do meu silêncio
É maior que os das palavras...
A retina molhada
Atenta e ferida com ardor
A alma encharcada
De suor que se mistura com o do meu corpo
A informação de imagens e objetos
Que são vida nova para mim...
São código de um amor....
Tresloucado é minha emoção
Mas é tão bem vinda...
Posso tomar posse de tudo
Pois a perdição é minha mesma...
Pago o preço dos meus pecados
São todos acatados...
O preço maior é sua própria ausência...
Veja ...
Esse poema é para falar de emoções
Esse que controla o que gravo aqui
Não controla o que tem dentro de mim
Meus hormônios dão informações
que sou hoje um adolescente
de tão novo e belo que é esse sentimento...
Olho para os lados...
Procuro minha sobra...
E o que reconheço nela
São contornos do que aprendi com você...
LUPI


Enamorados

Por medo da solidão
Entreguei meu coração
Achei que fosse ilusão
Ou apenas uma paixão
Aumentou a atração
Duas almas em adição
Nosso amor virou canção.

Jane Rossi



Sim ao amor.
José dos reis Santos.

Sinta sim, amor meu, meu amor tão teu.
É dele que vivo, sim, que sobrevivo.
E vejo e cheiro e sinto e escrevo,
esses versos meu e teu.

Sinta-me amor, me ame,
me chame e me espere.
Sou a esperança de sua luz,
reluz dos olhos teus e meus,
o quanto te amo!

Marcadores:

3 Comentários:

  • O Rebate está cada vez mais lindo e romântico e graças a você que nos premia com as mais belas poesias desses poetas fantásticos
    Obrigada mais uma vez pelo carinho ao divulgar o que faço com tanto amor

    Beijos

    Ceição Bentes

    Por Blogger Conceição, às 10 de junho de 2009 19:28  

  • "O romantismo está no ar!" Sábias palavras, o Dia dos Namorados que seja eterno, a poesia que eterniza essa data e O Rebate que registra para a prosperidade, graças a esses fantásticos poetas que faz com muito carinho e amor.
    Obrigado Marta que com esse carisma e dedicação conseguem unir o útil ao agradável, beijos em seu coração.
    CARLO MAGNO

    Por Blogger Imaginação, às 11 de junho de 2009 16:27  

  • Linda Grande Poetisa amiga MARTA PERES!Obrigada é muito pouco para quem faz tanto como você,engrandecendo sempre o AMOR COM AMOR..que é tão peculiar de vc.
    Amiga vc é gente que faz,que brilha e que encanta!Parabéns!Te amo!Beijos no coração!

    Por Blogger Marisa, às 8 de julho de 2009 00:00  

Postar um comentário

<< Home