.

sábado, 12 de abril de 2008

Farrapos de mim


Farrapos de mim

Brinco
lançando pedras ao rio
enquanto te espero
na areia ardente
do meu quintal...

Brinco
com farrapos do meu coração
enquanto te espero
na estrada ardente
do deserto de minha vida...

Brinco
apanhando quaresmas caídas
dentro do meu rio,
nas franjas do vento
que ronda minha vida...

Enquanto o tempo,
esse maldito tempo
corre veloz no calendário
do meu corpo.

Amanhã, quem sabe,
virás com a madrugada
e
ao pôr-do-Sol
vingaremos o delírio
num céu
incomparavelmente estrelado.

Marta Peres

1 Comentários:

  • Que lindo o seu espaço, Amiga, Divulgadora e Poetisa Marta Peres, amei cada poema que li e agradeço imensamente ter uma poesia minha publicada entre tantos amigos maravilhosos...Te desejo tudo de melhor

    Por Blogger Glórinha, às 12 de abril de 2008 20:47  

Postar um comentário

<< Home