.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Poesia de Karla Julia!
























DESAFIO OU MAGMA XII

Meu medo, quando mergulhas com fúria em mim
e me afogo em tua masculinidade irrefutável,
é tanto que me deixas ao mesmo tempo

...saciada e vulnerável.

Dessa feita, aceito tuas incoerências,
fazendo-me de boba
e se misturo força e covardia
...é pra não te amedrontar.

Substantiva, muito verbal,
finjo-me adjetiva e artificial
Tuas fantasias, muitas vezes, adio-as
...tuas mentiras, relevo-as pra não me chatear.

Tua presença, cada dia mais intensa...
Aceitar o desafio?
Correr o risco?

Arranho-me, e sangro no caminho
naquela roseira que insististe em plantar
e cujos espinhos, prometeste-me

...sempre arrancar.

Karla Julia








Magma II


Vem e traz-me de presente teu tempo
Já te entreguei meu sentimento
e deixei como unguento em tua pele, o cheiro do meu perfume
e a marca de meus lábios, que insistiram em te beijar e beijar.

Recostada sobre teu peito, que emana aromas de puro desejo

sei que a qualquer instante me levarás a deliciosas repetições
provocando em mim, uma avalanche de luas e sóis
para depois sentir-me explodindo em bocas
beijos
olhares

e

s
a
c
i
e
d
a
d
e


Quero me vingar da sorte, contigo, que me estréias a cada hora
e dizes baixinho que me namora, quando me derretes em teu abraço
causando-me ardor e febre ,cada vez mais fundo e preciso,
indo e vindo, viril, sempre me conduzindo.

Ah! Esse homem que me faz conhecer o paraíso em seu leito!
Ao seu lado, meu desejo não tem medo.

Karla Julia











Magma V

Fito-o como se fosse a última vez
Sempre o amo como se fosse a última
Já não sou mais dona de mim

Sou seu abrigo e bem sabe que pode contar comigo.

Coleciono seu olhar

e desmorono em aromas de puro âmbar
Morro quando nos despedimos

E ressuscito ao nos revermos .

Grávida de sua masculinidade,
Pressinto que transcendemos todos os limites
Livre e leve, ao dizermos até breve,

acaricio o vento... você me deixa toda sentimento.

Karla Julia










Magma I

Esse homem que me percebe e me entende
que gosta de mim do jeito que sou seu querer é tanto, que mesmo contrafeita,
quando o vejo, penso em abrir minhas comportas
e deixá-lo entrar...
i
n
t

e
i
r
o

Ele é feito de desejos perfeitos
e diz que sabe esperar,
mas sinto que me quer consigo já.
Me desculpo porque hesito tanto
e assim, vamos levando...

Durante o dia, teço um tapete como Penélope.
À noite, o desfaço, para ter tempo, e assim me recobrar,
mas ele tira da minha face a cor quando me olha.

Acho que é chegada a hora de partilhar com ele o agora.

Karla Julia






Profundezas

Tanto esperei ...
agora é aprender a desamar.

Eu, bem ali,
ouvindo o moço.
Calada,
sangrando palavras.

Agendei passeios, amores,
arrisquei um beijo,
descartei certos pudores.

Não tive escolha,
ele deu-me o sonho.
A realidade... essa, sumiu na esquina,
junto com ele.
O que restou foi o frio
e mil calafrios.

Afrodite ri da minha cara.

Karla Julia


















Marcadores:

1 Comentários:

  • Marta,

    Uma vez mais aqui estou, agradecendo-lhe por tanto carinho. O tempo passa, parece que voa e com ele, meus pensamentos, transmutados em poesia. Obrigada por deixar aqui meus versos, minha poesia e um certo aroma de orquídeas no ar..

    Karla Júlia

    Por Blogger Karla Julia, às 2 de outubro de 2012 14:34  

Postar um comentário

<< Home