.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CAMINHANDO AO SEU LADO










CAMINHANDO AO SEU LADO
Mírian Warttusch

Só descobrimos quanto é rica a vida,
Ao recordar quem primeiro nos deu a mão...
Eram papai e mamãe, a conduzir-nos,

Tão doce lembrança - não se apaga não.

Mais um tempo, e outro anjo em nossa vida,
Partilhou conosco uma linda missão...
Os professores são tão grande esteio,
Como uma bússola que indica a direção.

E de repente o amor, chegou como um tufão!
Nos fez sentir quão lindo é a estrada partilhar...
Mas nada é eterno e de um jeito ou de outro,
O destino teima em tudo separar.

Os nossos filhos caminham por um tempo
Ao nosso lado, mas soltam os grilhões,
Voam libertos, seguem suas vidas,
Eles não são propriedade nossa não...

A vida passa e ficam as lembranças,
De todos que conosco a vida atravessaram,
A solidão é nossa companheira agora,
E as lembranças todas que pra nós restaram...

São poucos os momentos de felicidade...
A realidade fará sempre o coração doer.
Tudo é efêmero e fugaz; só vai ficar
A fé que assim nos move e nos faz aprender,

Que um Certo Alguém jamais nos abandona,
Fiel caminha sempre ao nosso lado;
É um Pai presente nos momentos cruciais,
Em que tudo e todos nos tenham abandonado.

Seria muito triste somente O recordar,
Quando atingíssemos o ápice da estrada.
Tudo com nosso Deus tem muito mais valor,
Sem Ele, tendo tudo, não teremos nada!







 O MILAGRE DA MUTAÇÃO
Mírian Warttusch

Tão deslumbrantes em suas pétalas de seda,
Orquídeas negras, raras, misteriosas,
Não nascem simplesmente, pelas alamedas,
Devem ser cultivadas qual joias preciosas.

Pra se chegar a esse fabuloso resultado,
Foram precisas, talvez, inúmeras pesquisas,
Fórmulas mágicas, enxertos estudados,
Trazer à vida, o irreal, ultrapassar divisas.

Diante da magnificência de sua criação
- Loucura ter chegado a esse resultado!
Ao ver nascer esse prodígio, o artesão
Terá ficado perplexo, mudo e extasiado!

Ele promoveu a incrível mutação da flor,
E enquanto não o conseguiu, não descansou.
Mas não o fez sozinho, pois um Deus de amor,
Pra que nascesse a orquídea negra, sua mão guiou...
 
 
 
 


Marcadores:

1 Comentários:

  • É motivo de muito orgulho ter um trabalho meu publicado em seu site, Marta Peres, uma escritora que acompanho de há muito nos velhos tempos em que trocávamos recados no velho Orkut. Só posso agradecer por este presente minha amiga a quem admiro e respeito pelo seu belíssimo trabalho. Aqui fica meu apreço e consideração e meu coração emocionado também quer lhe agradecer. Lindo este recanto. Virei mais vezes visitar.

    Por Blogger Mírian Warttusch, às 17 de setembro de 2012 12:30  

Postar um comentário

<< Home