.

domingo, 13 de setembro de 2009

Profecia


Profecia

Tão triste!... Nesta esfera,
É noite morta em pleno dia!
Sonhos esquecidos, orgia...
Dos desejos fincados a terra!

Mundo nostálgico!... Encerra
O que tudo em trevas fazia...
Nas ilusões, jamais poderia
Seguir nos maus que fizera!

Gela a alma, passado infeliz...
No corpo, abre uma cicatriz
Dos males que agora sente...

O mesmo que fizeste o corta!
No que passaste é a porta...
Duma era plácida dormente.

(Poeta- Dolandmay)

Marcadores:

2 Comentários:

  • Querida Marta Peres!

    Dizer que fico feliz quando encontro um poema meu aqui é pouco!
    Tu não sabes o tamanho de meu sentimento!!! Obrigado querida por seu Carinho... "Beijos na alma linda que te habitas!" curvo-me a ti. AMO-TE! Dolandmay.

    Por Blogger Dolandmay, às 13 de setembro de 2009 18:17  

  • E eu me curvo diante do poeta e da beleza dos seus versos...
    Ele sempre intenso, poético e profundo.
    Beijosssss

    Por Blogger Vera Helena, às 23 de setembro de 2009 16:53  

Postar um comentário

<< Home