.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Certeza


Certeza

Uma orquestra invisível deixava no ar
canção doce e melodiosa, procurava
entre a multidão a bela morena, olhar
profundo e firme, por ela eu suspirava!

Já me sentia ansioso para ver a amada,
madona silenciosa por quem apaixonei
perdidamente, em todos os cantos busquei,
mudos meus olhos caíram na sacada!

Lá estava ela, olhava longe em meio a flores,
pensamento voando ao vento, olhos tentadores,
parecia não se importar com lindos beija-flores!

Mais parecia anjo faceiro tamanha delicadeza,
e meu coração sentiu-se cheio, feliz na certeza
do amor escolhido, despi de velhos amores!

Marta Peres

Marcadores:

3 Comentários:

  • Oi minha linda GRANDE POETISA MARTA PERES!
    CERTEZA!É de uma beleza extraordinária!Um encantamento único!O amor sempre presente!Bem característico de vc que é o amor personificado!Obrigada por nos presentear com a grandeza e beleza dos seus textos lindamente escritos.Parabéns!Te adoro!
    Beijos no coração!Vc é gente que brilha!

    Por Blogger Marisa, às 16 de agosto de 2009 19:52  

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    Por Blogger josebonifacio, às 16 de agosto de 2009 21:05  

  • Graça e paz!

    "Certeza" é um poema revestido da maestria do encantamento, onde o amor é exaltado com muita graça.

    Simplesmente, posso afirmar como o Jornal O Rebate está em plena harmonia, nos concedendo a graça de ouvirmos as mais românticas vozes da alma.

    Parabéns! Fantástico!

    José Bonifácio

    Por Blogger josebonifacio, às 16 de agosto de 2009 21:06  

Postar um comentário

<< Home