.

terça-feira, 10 de março de 2009

Escritor Alexandre H. Reis Homenageia a Mulher!




§. 115. Da sagacidade da mulher.

Uma mulher inteligente é sempre
mais sagaz do que um homem inteligente: ela, e precisamente ela, tem
que lutar contra uma história de escravidão.

§. 157. Da embriaguez e da sedução.

A beleza na mulher é, antes de
tudo, uma dose de uísque. Quanto mais um homem a ela se entrega,
tanto mais ele se distancia da sobriedade.


§. 186. Sobre o amor e a sensatez.

Quando a mulher diz .não. a um
homem apaixonado . os seus ouvidos fazem aquela negação transmutar-
se num convidativo .sim.. Somente os homens sensatos têm ouvidos
suficientemente amplos para ouvir esse .não.. Tais homens, no
entanto, raramente se apaixonam.


§. 187. Aeternae veritatis

A vida sobre a Terra só pode se realizar
plenamente com alegria . quando se reconhece a mais antiga das verdades:
a natureza é mulher.



§. 189. Quem tem ouvidos que ouça.

A amizade, quando existe
verdadeiramente entre um homem e uma mulher, é mais sincera do que
o próprio amor.


§. 225. Da grandeza da mulher.

Existem uma dignidade e uma beleza
na tristeza de uma mulher que sofre por amor: suas lágrimas são
sempre o apanágio da grande mulher.

Fragmentos do Livro Vita – breves pensamentos sobre a vida e a morte, de Alexandre H. Reis, Belo Horizonte, Mundo de Cetim, 2007.

1 Comentários:

  • Alexandre além de ter alma de poeta faz renascer em quem ler seus aforismo sentimentos puros e verdadeiros.Por não ser um lorde ele tornou-se um "Principe".

    Por Blogger graziela, às 18 de novembro de 2010 05:21  

Postar um comentário

<< Home