.

domingo, 19 de outubro de 2008

Poesias e Amigos!


MINHA VISÃO

Diante de mim você está
Trêmulo não consigo disfarçar.
Minhas mãos tentam tocar seu rosto
Meus lábios balbuciam teu nome...

Tu não podes me ouvir!
Pois é o coração
Quem plasma tua imagem diante do meu olhar
Distante de mim você está...

Misturam-se no ar lágrimas e ilusões
Deixo aos ventos minhas incertezas
E novamente me vejo só...
A solidão de mim se apossa.

Solidão...
Tanto fiz pra não mais vivê-la
Tinha medo que voltasse,
Quando na verdade nunca foste embora
Faz-se presente em minha alma que chora.

Na busca do amor que me completa
Nunca chego na hora certa
Alguém tira de mim o tesouro

E assim sigo em meio à escuridão
Tendo em meu olhar
Sua visão...

Enemércio de Moura


Estilo


Minha poesia é feita de segredos.
E para cada verso que você lê
brota, em contrapartida, uma entrelinha
espalhando perfume de orquídeas pelo ar.

Karla Julia

Soneto a tua ausência

Desde que voce se foi,
eu fiquei muito só
meus olhos nublaram
meu sorriso se apagou.

É como se tivesse
levado junto contigo
todo encanto e magia
que nutria meus dias.

Quem poderá deter
esse rio de lágrimas
que inundou de mim?

Sigo chorando tua falta,
estou tão sozinha
como areia sem teu mar!

Denise Flor©




Pequei, Senhor!

Pequei, Senhor, arrependo de haver pecado,
diante de Ti, rogo piedade, arranco a veste
rota me despindo do infortúnio agreste,
triste da minha vida, nisto tenho empenhado.

Pequei, Senhor, eis o motivo do meu gemido
nas minhas caminhadas, temo ter ofendido
Teu Santo Nome, carrego culpa pelo pecado.
Tento melhorar a cada dia, em Ti, esperando.

Sou uma ovelha perdida do rebanho, cobrada
e a espera da Glória e prazer algum dia, Divino
Pai, preciso auxilio e mudança na minha história.

Quanto já pecou pobre ovelha desgarrada!
Quanto sofrimento viveu em tempo repentino!
Agora só espera pela honra de Tua Glória!

Marta Peres





Venha Me Amar

Quero em você
aconchegar o meu amor
acariciar sua pele quente
no seu peito nu
deitar todo o meu carinho

Em seu abraço
quero me envolver inteira
em sua boca me perder
com amor tocar sua alma
afagar seus desejos

Venha
sinta de mim o sabor
embriague-se com meu cheiro
se entregue ao prazer
de me amar
(Van Albuquerque)



Paixão doentia

Num olhar
Nasce um sentimento.
Nas palavras
Ocorre o envolvimento.
Nas caricias
Há o prendimento.
Na convivência
Surge a dependência.
No rompimento
Entra a carência.
Na distancia
A depressão.
Na saudade
A loucura.
Na possibilidade do fim
A insanidade.
E por fim,
O trágico desfecho.
É assim
A paixão doentia.

Ataíde Lemos



Meu grito

Descompassado mal solado sem arranjo...
É o meu grito sem orquestra sem cantor...
Sai sem melodia só dor...
Vai de encontro ao um coração,
Em cada canto da madrugada,
Onde alguém também chora...
A procura de outro alguém,
Também vivi apaixonado...
O meu grito assusta quem passa,
Os andarilhos da madrugada
Na rua também anda solitário chora...
Meu grito me apavora, tanto!
Antes fosse um canto de um sabiá
Traduziria toda dor da melancolia,
Em melodia me fazendo melhor...
Meu grito é uma sonata de amor...
Autora Marina Nunes


ELOÁ

Vai Eloá!
A tí só resta voar!
Pega na mão de Deus
que ele irá te amparar!

Não desperdice suas lágrimas
pela vida interrompida!
No colo de Deus renascerás
curada de suas feridas!

Há mais vida no céu
do que se pode esperar.
Que estas minhas palavras
possam então te confortar!

Pois a alma é eterna
e ninguém a pode matar!
Engano quem pensa que a vida
termina num suspirar...

Que seja feita a justiça,
pois Deus justo irá cobrar.
Na Terra os seus amigos,
estarão por tí a rezar!

E hoje no céu vai haver
nova estrela à brilhar.
E de tanta beleza e encanto
se chamará Eloá!

(Mell Glitter)

*Dedicado à Eloá"


O tempo fala por si:

Traz, leva, refaz, constrói, destrói.
O tempo é o remédio, é o veneno;
É a saudade, é a expectativa;
É a prisão, é a libertação;
É a cura ou não da emoção.
O tempo é riso do amanhã
Do que foi choro no passado
Ou é no presente.
O tempo é o amigo, o vilão
É o companheiro, o ladrão
É a felicidade, a tristeza
É a certeza incerta do futuro.

Ataíde Lemos



SUA DANÇA

Passa com seus passos,
Num quase levitar,
Inebriante compasso.
Na dança do amar.
Corpo perfeito,
Copo-de-leite,
Causa e efeito,
De meu deleite.
Ninfa sensual.
Provocação animal.
Insinuante,
Estigmatizante,
Sensualidade viva.
O bailar da diva,
Delicada,
Delgada,
Malícia,
Delícia,
Delicie meu olhar,
Maravilhe meu sentimento,
Doce tormento,
Ondas do mar.
Me leve neste compasso,
Se entrelace a cada passo.
Se enraize em mim.
Farta, fértil, feliz.
Ultrapasse os limites,
Nada que te imite.
Dança da estrela,
Dança da lua,
Me esqueço a vê-la,
Girando nua.
Se entrelaçando,
Me abraçando,
Abraçando o amor,
Rítmo, risco, calor.
Minha bailarina,
Ouro da mina,
Água da fonte.
Mulher-horizonte.
Menina-fatal,
Princeza sensual!
[gustavo drummond]

MINHA DOR


Ai! deixa eu chorar
essa dor tamanha
deixa eu gritar
a dor do peito!

Ai! Saudade dor
das dores
leva essas lágrimas
que são tuas...
do fim deste amor.

Não consigo arrancar
de dentro do meu
coração dilacerado
esse amor infindo
que teima
persiste
maltrata...
que me mata!

Ai! Leva essa dor
As horas passam
tão lentas
ele não volta
a solidão toma
minha noites
e meus dias
esquece-lo é
impossível pra mim
saudade preciso de ti!

Ah! Saudade pelo menos
tu... estás aqui!


celina vasques



Trova

És o brilho do meu olhar
O causador da minha emoção
Remanso de paz do meu navegar
Cativa estou do teu coração!

Denise Flor©


TE PEÇO APENAS!

Que me deixes toar canções
e cantar com meus encantos
e desencantos a tua distante
ausência!

Que me deixes embalar
teu sono e nas minhas
fantasias estar sempre
contigo sem que tua imagem
ao amanhecer desapareça
com as estrelas!

Que me deixes sonhar contigo
e neste sonho realizar
o que sinto
viver o imaginado
sem qualquer dor e
medo de acordar!

Que me deixes amar-te
calada...quieta
para que eu possa chorar
os meus dias tão frios
e tristes sem ti!

Te peço apenas
que sejas o meu espelho
para que eu possa refletir
em ti esta febre de minh'alma
dizer-te o que nem imaginas...
e nem te importas!



celina vasques


Á espera de um milagre...

Esperar por um amor,
é acima de tudo ter fé...
É mandar embora a saudade,
Dos dias tristes,
e acreditar que a felicidade,
nasceu pra você.
Esperar por um amor,
é preencher um grande vazio,
com esperanças renovadas,
é mandar aquele frio,
da solidão,
deixar o seu coração,
e acreditar que um milagre,
esta pra acontecer,
é se deixar envolver em algo,
maravilhoso...
É libertar sua alma,
pra que ela encontre o tão,
esperado amor verdadeiro.
(Valquíria Cordeiro)

Eloá
Olho-te e a vejo assim...
Tanta vida para viver
muita alegria no seu sorriso de criança
no olhar, um brilho luzente
repleto de sonhos.
Planos para o futuro de menina
foram roubados de você...
Em nome de um amor doentio.
Amor de medo, não amor de alma.
Teus pais choram, os anjos te sorriem
porque você estará ao lado deles
Você descansará no Senhor.
Hoje não sou o poeta, sou o pai.
Pai que sente dor e medo, até pavor!
Tenho uma filha, que é minha vida
por isso sinto medo
vivemos em um mundo
onde se diz eu te amo
depois cortam os nossos sonhos
ficamos sem tempo de ser felizes....
Deus tenha misericórdia
dê alento a de seus pais, nosso Deus!

Joe Luigi



Para sempre

Tudo que foi um dia e o que será
Se convergem sempre no coração.
Quem sobreviveu à chama de uma paixão
Ressurgirá como a fênix que emerge da solidão...

Permita que eu tenha voce entre os braços
E levitar-te aos jardins do Éden, que o amor guardou
Ouvir dos teus lábios, sons de hinos angelicais...
...notas etéreas marcadas a fundo no coração.
Tempo nenhum jamais apagará essa canção...

Denise Flor©

Cravos pelas campinas

Aquecidas pela renda marrom,
dobram-se as pétalas da flor.
Dorme semente por estações,
acorda vida, promessa de amor.

Deixa que os pássaros cantem
enquanto o reino germina
inebriada pelo próprio perfume
abre-se em púrpura flor-menina.

Sentada à margem do rio
o tempo escorre lento
e o poema nasce macio
a brisa faz ondas nas colinas
e o verso da flor mais o vento
leva pra longe, muito longe
cravos pelas campinas.

Claudia Almeida e
Lenise Marques



BRISA DO TEMPO

Primeiro era um banco
Frente ao mar calmo.
Sentados nele, calmos,
Dois marinheiros,
Que dividiam a mesma alma,
Falavam de amores passados
Que nunca passaram.

O mais velho tinha um porto em cada amor,
O mais moço tinha um amor em cada porto.

Havia neles uma solidão
Que o mar não continha.

No dia seguinte era um banco
Impregnado de vazios,
E um navio à procura de um porto
Que pudesse lhes conter a alma.

Oswaldo Antônio Begiato


“A palavra"

Entre as nuvens e montanhas
Acompanho teu caminhar
Os espinhos em tua vida
Não irão te machucar

Observo tua alma
Observo tua vida
Alegro-me com tua calma
Com tua chegada e partida

Sei que por onde andas
Profetiza minhas palavras
Divulgas a minha glória
Glorifica a trajetória

Os espinhos no caminho
Já cuidei em retirar
Recebas o meu carinho
Sua benção vai chegar

Jane Rossi


SOMBRAS DO PASSADO

Você...

Veio de longe e deste a mão para te seguir
Levando-me e enlevando porque me amava
Fazendo-me apaixonar e de tanto amor me imbuir
E eu por amar-te tanto algo me acusava

Procurei o porque desta acusação
Não via razão para tanto sofrer
Sentia aperto de culpa no meu coração
E me vi desolada junto a ti padecer

Você me cativou e me levou encantada
Sem saber quem você era fui seguindo adiante
A alma doendo uma dor desenfreada
E nosso amor recíproco por demais fumegante

Tentei buscar dentro da minha alma
O porque de tanta culpa e de auto-acusação
Cheguei a chorar e perdi a calma
Buscando no recôndito uma solução

E você com seu jeito me ajudou a sanar
A dor aflitiva, triste e latejante
Pois o que eu sentia era medo do passado voltar
E ficar entre nós como sombra insinuante

Culpa por amar...
Medo de perdê-lo...

É passado!

Rô Lopes


A Fada e a Poesia

A Fada ser elemental,
E leva luz por onde passa
Clareando nossa vida
Divina Mulher,
Cheia de encanto e magia

A Poesia alivia a dor,
Trás alegria,
Desperta desejo
E libera emoção,
Revela fantasias
Perfuma almas vazias

Fada e Poesia: amor


Paty Padilha

Marcadores:

15 Comentários:

  • Obrigada pelo carinho querida.

    Por Blogger Paty, às 19 de outubro de 2008 17:17  

  • -----Marta,..lindo o poema da Ro Lopez!.....
    ___é passado querida Ro!..rsrsrs.....um bjo em teu coração!...

    Por Blogger Enemércio de Moura, às 19 de outubro de 2008 17:28  

  • Obrigada pelo carinho Marta Alma de Poeta... sempre nos mimando, nos impulsionando e nos fazendo um afago na alma.
    Lindas poesias, lindos poetas...

    Obrigada Enemércio... sua poesia é belíssima... parabéns sempre meu lindo poeta.
    Bjos na alma

    Por Blogger Rô Lopes, às 19 de outubro de 2008 17:52  

  • ´´´´´´´´Marta, obrigado por mais esta oportunidd de aqui novamente estar.....junto com tao consagrados poetas...._
    ___grato pelo carinho!...
    e feliz estou em meio a tao nobres colegas....!!!..
    _
    bjo

    Por Blogger Enemércio de Moura, às 19 de outubro de 2008 18:09  

  • Marta querida!

    Você sempre dando a maior força para os poetas iniciantes!
    Obrigada querida! Você é um anjo!!
    Beijosss!

    Por Blogger Lenise, às 19 de outubro de 2008 18:11  

  • Martinha Poetisa linda,Parabéns pelo Dia do Poeta.
    e pelas lindas poesias que postas aqui sempre.
    Seu incentivo a todos nos poetas,faz a diferença em nossa vidas
    lindíssimas poesias
    Ana

    Por Blogger Ana Beatriz Nascimento, às 20 de outubro de 2008 08:42  

  • Marta, riqueza de poema parabéns...
    beijosss

    Por Blogger bradesco, às 20 de outubro de 2008 08:50  

  • Marta, riqueza de poemas...parabéns
    beijossssssss

    Por Blogger VERINHA, às 20 de outubro de 2008 08:53  

  • zAnjos e almas tristes revelam um lado triste da vida porém a iluminada ro daros nos toca o coração para este problema em forma de uma linda poesia.parabéns por expor talentos deste nível.A poesia talvez não salve o mundo mas com certeza torna o melhor de se viver....

    Por Blogger BONY, às 20 de outubro de 2008 09:11  

  • ola amiga, Marta, obrigado ao espaço que nos dá para assim, também nossos poemas serem lidos e propagados aos internaltas, proporcionando oferecer aos amantes da poesia prazerosas leituras de nós poetas, certamenete sem o carinho de pessoas como você permaneceriamos sempre no anonimato, abraços

    Por Blogger lguns poemas com fundo, às 20 de outubro de 2008 10:35  

  • Aqui noeste site li poemas belíssimos de alguns poetas que já conheço pelo orkut e não me canso de lê-los como Denise Flor, Gustavo Drummond e Rô Daros. Todos os poemas postado são belos, profundos e de muita poesia. Parabenizo a Marta Peres pela iniciativa e por usar mais este instrumento pra divulgar a obra destes grandes poetas, que deveriam ser conhecidos e mais comentados pelos belos trabalhos que fazem. Também sou poeta e gostaria de um dia merecer a honra de ver um poema meu postado aqui.
    Um abraço
    Vera Helena

    Por Blogger Vera Helena, às 20 de outubro de 2008 10:38  

  • Martinha,

    Parabéns a todos os poeta presentes, em especial a Deus e sua morada, com os que já se foram
    besos
    claudinha

    Por Blogger Claudia Almeida, às 20 de outubro de 2008 11:18  

  • Marta,mais uma vez meus sinceros agradecimentos.Você com este enorme coração sempre me impulsiona vá enfrente e te sou grato por postar meus rabiscos e nos presentear com nomes famosos que estou tendo oportunidade de conhecer.
    Beijos neste enorme coração.
    Carinho,
    Joe Luigi

    Por Blogger Joe, às 20 de outubro de 2008 14:09  

  • Obrigada Marta, pelo incentivo sempre, tanto comigo, como com todos os poetas..seu tabalho é lindo...e fico feliz de ter meus poemas ao lado de outros tão belos...aqui tem pessoas que adoro...amigos queridos que escrevem lindamente...
    Obrigada meu anjo...é...é isso...acho que vc é um anjo sabia???
    ti amoooo

    Rô Daros

    Por Blogger RoDaros, às 21 de outubro de 2008 08:13  

  • Querida Marta

    Aqui está a mais pura essencia da poesia brasileira contemporãnea. Os poetas que homenageias, alguns nossos amigos comuns, mostram a sua grandeza de alma e doçura e particularmente, me tocam profundamente nao so pelo quee screvem, mas pelo carinho com que receberam essa simples biologa.
    Obrigada a voce tambem pelo amor que me tens.
    bjos
    Ceição Bentes

    Por Blogger Conceição, às 22 de outubro de 2008 11:38  

Postar um comentário

<< Home