.

domingo, 19 de outubro de 2008

Anjos do Céu


Anjos do Céu

Deitados sobre nuvens anjos admiravam
a terra, o mar ondeando como se o próprio
coração palpitasse! Poeira de estrelas era
o brinquedo predileto, banhados de luzes
falavam entre si, faziam projetos para as
crianças, piscavam felizes ao baterem
o olhar em casais apaixonados. Harpas
eram ouvidas, vinham da residência dos
bons pastores, som melodioso, encantador
de ouvir. E eles riam, cochilavam,
piscavam, davam asas aos sonhos no leito
macio e alvo. Dedos sujos da poeira estrelar
pintavam a face uns dos outros, com elas
faziam bolinhas de sabão, assopravam,
voavam estrelas azuis, rosas e amarelas
pelos cantos do mundo, eram bênçãos,
graças caindo em cada alma vivente na
terra. Fachos prateados ligavam almas puras
à Casa de Luz, estrelas brancas chegavam
a hospitais, levavam alívio aos enfermos
do corpo, azul clara aos enfermos da alma.
Anjos suspirando refrescavam toda a Terra,
aliviavam o sofrimento dos pobres viventes
em forma do vento, que vinha de longe,
cálido e terno, beijando cada rosto amado!

Marta Peres

1 Comentários:

  • olá doce anjo , mais uma vez, obrigada! como sempre o seu jardim, anda florido... e prá completar essa linda poesia!MARTA QUE VC... SEJÁ SEMPRRE ESSA POETA SENSIVEL DE CORAÇÃO MARAVILHODO! BJS AMIGA!
    Marina Nunes

    Por Blogger posiase mensagens, às 19 de outubro de 2008 19:21  

Postar um comentário

<< Home