.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Frágil


Frágil

Cheguei bem fundo, dentro de um poço
onde minh’alma perdeu-se, meu princípio
tornou-se o fim! Enlouquecida tentava
subir, ir à tona, arranhando as laterais,

quanto mais tentava a subida, mais descia,
voltava com mais força, sem ar, não conseguia
sonhar, estava cega, os olhos não enxergavam,
minha história triste de amor, chegava ao fim!

Na fragilidade do meu ser, entreguei-me
por completo, arrastei-me por um amor
que nada valia, mistério da vida, li em seu livro
de venturas, acreditei cada palavra pronunciada,

mentiras deparei no caminho, razão do meu viver,
jamais passou de mentiras, farsa, meu castelo
desmoronou, rastros se apagaram, meu mundo
de sonhos já não voa, foi o princípio e o fim!

Marta Peres

1 Comentários:

  • Marta querida amigo muito lindo seu blog!
    Admiro-te muito como poetisa... e como uma pessoa de espírito elevadíssimo!
    Exatamente por você ser uma ,
    Pessoa preparada espiritualmente!
    É que faz... a diferença! Lindo texto! Grande poeta grande pessoa! Um abraço no coração!Beijos Marta e obrigada por fazer parte da sua vida!Marina Nunes

    Por Blogger Eterno Amor, às 29 de agosto de 2008 10:21  

Postar um comentário

<< Home