.

sábado, 23 de agosto de 2008

Pequeno Sarau!


MORTE E VIDA...

Cai a noite com seu mistério e encanto,
Desponta a lua como chuva de prata,
De repente do encanto o espanto,
Fatídica noite, noite ingrata.

Tudo era belo até o momento,
Convidativo para uma noite de amor,
Noite mágica, transforma em tormento,
Dando inicio uma noite de terror.

No chão jogada, ali se encontrava,
Aquela mulher inerte e desfigurada,
Tudo parecia que se acabava,
Um sonho, uma vida e uma longa jornada.

A mão do Senhor é poderosa,
E naquele momento se estendeu,
E aquele corpo arremessado,
Por ela amparada, não pereceu.

Mulher... Você tem uma nova vida,
Que o Senhor lhe concedeu,
Reveja; esqueça suas perfídias,
E lembre; que da morte renasceu.

Autor: Poeta Mineiro...
23/08/08 às 17h14min...



SEMPRE SUA AMADA

Amo-te cada dia mais
O nosso amor é angelical
Do tipo que nunca acaba
É amor das almas inseparáveis
Amo-te por você merecer o meu amor
Por saber que também me ama
Como todos os casais, brigamos também
Uma briguinha pra esquentar o ninho
Te amo vou te amar sempre
Vivemos normais até demais
E nesse tempo todo de vida
Encontramos defeitos
Que o amor preferiu não notar
Amo-te cada dia que passa
Cada noite que dividimos juntos
A nossa cama com o nosso perfume
Amo-te não vivo sem você...
Autora Marina Nunes B.




ANJO DA GUARDA
POETASP

Vou estar perto de você,
Velar teu sono, te proteger,
De desenganos e armadilhas
Que em tua vida, possa aparecer,
Quero acompanhar-te querida,
Nas alegrias ou na dor,
Me dedicar a ti por inteiro,
E atravéz do espelho, ser o teu único amor,
Verás a minha imagem refletida em tua retina
Me chamarás para tua vida,
Voarei a ti, com asas do meu sentimento,
Estarei contigo a cada momento,
Afagando os teus cabelos macios,
E não me importo com o passar do tempo,
Eu quero me ligar diretamente a ti,
E ser aquele que enxugará tua lágrima,
Ser a razão do teu sorrir,
E nos teus sonhos, serei anjo da guarda,
E quando de mim você partir,
Voarei chorando com asas quebradas
Mas eu não vou me despedir,
Estarei te vendo tão linda,
Em meus sonhos, no despertar do dia,
Serei teu caminhar e tu, minha razão de amar,
Vou te abraçar nas horas de solidão,
E te encantar com minhas palavras,
Com meu amor tão sobre-humano,
Nesse meu mar, ser do teu barco, a direção,
E dar a ti o meu amor, num coração de anjo.



EU QUERIA

Hoje eu queria dançar num chão de espelho,
exorcizar todos esses sentimentos sem dono
que em noites desertas me invadem o sono.

Hoje eu queria sentir aqueles aromas ingênuos
de terra sedenta, molhada, depois da chuva
e tocar o barro entre meus dedos, sem luvas.

Hoje eu queria esquecer as distâncias,
a lembrança agasalhada no silêncio
e a promessa que ficou presa num lenço.

Hoje eu queria voar atrás da luz de um cometa,
libertar as estrelas de suas rotas estremadas
e retratá-las na luz da madrugada.

Hoje eu queria cantar sem nunca ter chorado,
expulsar meus medos sem perder a calma
e descobrir se a lágrima seca ou molha a alma.

Basilina Pereira


JURO QUE TE VI



juro que te vi
na espuma branca da onda
encrespada pelo vento da manhã
te vi...na nuvem passageira que ameaçava
desabar
e na areia branca da praia, beijada
pela brisa suave que vinha do mar
Te vi no sorriso de uma criança fazendo castelos
e no grito das gaivotas que iam em bando
pros lados dos rochedos...
Te vi no beijo que não te dei..
e na saudade que ficou
entre meus dedos....



bY £UNA




SONHO E NUVENS

Quero voltar a sonhar...
E isso me apavora.
O medo do sonho
tornar-se realidade
e a realidade dor,
faz-me sofrer antes
mesmo de saber
se sonharão meus sonhos.

Sinto saudade
de sonhos que já vivi...
Quero descer das nuvens,
despir-me da fantasia de Anjo
e voltar a ser somente mulher!...

Sei que o amor dói,
e que as lágrimas
serão inevitáveis.
Preciso voltar a sonhar!
Me alimentar de felicidade
e saber que meu coração
ainda pulsa!

Sinto sede novamente de beijos...
Meu corpo grita de desejo
e minha alma sorri
- prevendo não sei o que.

Quero voltar a sonhar...
E vibrar com o frio gostoso
e perverso da paixão!
Sonho,
amor,
felicidade...

Quero sofrer novamente!
Nem que seja a última vez.
Deixarei as nuvens,
Descerei do céu,
Beberei o doce veneno
da luxúria que me queima
e morrerei
nos braços do amor!

(Aut:Ginna Gaiotti)



Amor descrito em versos






Quero sentir meu amor
Na brisa que me afaga
Numa noite repleta de estrelas
Fazer com ele chegue em versos
E como poema brilhe no firmamento
Que meu desejo o luar
Derrame no seu coração
Como chuva prateada envolvendo
Seu corpo em êxtase
Quero beijar-te provocando
Laços de carinhos
Poder nós dois sermos
Uma só imagem
Sou tua!!!...
Meu amor encantado em sonho
De primeira vez
Caminho que enfeita meu andar
Entre flores desabrochadas
Piso em pétalas de felicidade
Verdade e fantasia
Te Amo!!! Luar do meu querer
* Elisa César Poesias *

Soneto à minha Mãe (Neneca)

Maestrina de coração devotado,
não mais julgas o amor um sentimento,
por vivê-lo a todo e qualquer momento,
o fizeste um ofício declarado.

Amor que à prole não é limitado,
tens um irmão como próprio rebento,
que prostrado em copioso sofrimento,
lembras da lição do Crucificado.

“Amai-vos uns aos outros”, Ele disse,
e tu desde a mais tenra meninice
guardaste a sublime filosofia.

Nunca olvidaste o suor edificante,
mesmo diante de aflição fatigante
elegeste o bem como romaria.


Ticiano Pereira Barbosa
João Pessoa, 29/07/2008




Algo mais.

Por onde andara a primavera,
Que tempos felizes me trouxe ontem,
Não a enxergo aqui da janela,
E tão pouco a vejo no horizonte.

Flores, haviam, á beira do riacho,
Tapete estendido a nos esperar,
Foram perdidas, ou passaram, eu acho,
Talvez como as águas que passam a cantar.

Só sei que uma coisa inda guardo no peito,
E que volte logo esta bela estação,
Pois aí, entre as flores, já foi nosso leito,
E se não volta, incendeia meu coração.

Continuo te amando em locais proibidos,
Mas a primavera é um lugar especial,
Parecemos na lua, e nos achamos perdidos,
Há um quê, que não sei... Algo espacial.

Santaroza



Lua no céu
Estrela no mar
Lágrimas nos olhos
amor no coração.

Preciso lhe esquecer
Como vou fazer
Se você não sai
Do meu pensamento
Como seria
Sem ter você
Em minha mente
E em meu coração?

Vou tentar Tirar você
De dentro de mim
Não sei como...
Se vou conseguir?
Não sei...
Se eu conseguir
Eu aviso você
E se não conseguir
Aviso também
Sendo assim
Não conseguirei
Tirar você
De dentro de mim!


Autoria:
Therezinha Ferrer


A cotovia

cantoria era enleio
pairava espanto, respirava bruma
prelúdio nas dores antigas

acrobacia era gorjeio
pintava acalanto, inspirava pluma
refúgio nas cores ambíguas

que melodia...
embora sol havia
por dentro neve cortava o sombrio

que ironia...
outrora leve cotovia
por dentro febre pesava o vazio


(Cris de Souza)




FOI AMOR

No silêncio, ouço teus gritos
De não te ver, enxergo tua alma
Foi amor
Tua ausência é o que mais tenho
Não me pergunte se penso em ti
Foi amor
Como um peregrino estou a procurar
Aquele coração que aprendeu a me amar
Foi amor
Minha vida não é completa
A vontade que não se aquieta
Foi amor
Sinto meus lábios em teus lábios
Teus braços em volta dos meus
Foi amor
A saudade que corrói, me dá força
Tenho amor para dar, que me reforça
Carlo Magno 21/08/08



Mil Almas


Mil almas eu teria
Para te encontrar um dia
Para ir bem mais além
Além de onde estou
Além do que querias

Mil almas sim...
Mil almas eu teria
Para buscar-te além dos montes
Por outros horizontes
Além do gris dos dias

Mil almas sim...
Mil almas eu teria
Só para te encontrar
Só para te amar
Para te amar um dia!

Adriano Hungaro




O AMOR EM MEU PEITO...


O amor em meu peito
consome, é chama acesa
ardendo no fulgor da paixão

Meu coração lâmina afiada
corta devagar cada fibra
que de ti, sente saudade

E feito pólen, na primavera
sai versejando ao vento
sangrando a sua procura

Exausto, pede ao seu coração
aprenda a amar-me e venha
viver dentro de mim!


(Van Albuquerque)



Nossos Momentos

Flashes que passam
Diariamente em minha mente,
Olhares e carícias,
Intimidade e liberdade,
Beijos e malícias.

Brigas e desentendimentos
Reconciliações ardentes
Noites calientes,
Vivas em pensamentos.


Autor: Flávio Cardoso Reis



Espera Pela Primavera

Árvores sem folhas
esperam pela primavera,
querem florir de verde,
ornar nossos caminhos!

Esperam pelos cisnes
brancos, abrindo as asas,
enfeitando os lagos
dourados pelo sol!

Esperam pelas rosas
e flores coloridas,
pelos pássaros multicores,
esperam pela vida!

Marta Peres



Poema do Acaso

Versos distraídos,
perdidos em becos
esperam o momento
de despertarem nas mãos
de um poeta louco.
Que os busque pra
gritar a todos, que.
a poesia nasce, num
encontro casual.

Sandra Almeida

DONA DE MIM

Não cale minha boca,
me deixe gritar!
É livre a voz
que teimo em soltar!

Desata esta vida,
corrói seus elos!
De peito aberto,
sem fugas ou duelos!

Corrompa o nó
que estrangula a alma.
Quero a liberdade,
aqui na minha palma!

De cara lavada,
de sonhos desfeitos.
Feridas que sangram,
cicatrizes no peito!

Não tape meus olhos,
que a luz já é pouca!
O silêncio tem voz
e a parede é oca!

De braços cruzados
e mãos espalmadas,
sou dona das marcas
da minha estrada!

(Mell Glitter)



O Bilhete

A névoa envolvia toda a cidade,
Tinha um ar melancólico,
Apenas poucas pessoas se arriscavam,
A sair pelas ruas desertar...

As luzes da cidade pouco clareavam,
Era passagem típica do inverno rigoroso,
Eu acordei no meio da noite ,
E você não estava mais a meu lado.

Apenas um bilhete de adeus.
(Graciela da Cunha)
Santa Maria/RS - 19/08/08



Reflexos Mudos

Escrevo como quem escreve
uma carta de amor nostálgico.
Distraindo meu “eu”... trágico,
visualizando nosso amor breve.

Minhas mãos deslizam frágeis,
entre um verso e outro, zombando,
das incertezas, sempre reverenciando.
diálogos de cenas ardentes e afáveis.

Na busca de uma das lágrimas,
que esquecida molhou minha alma.
Vagueio entre as palavras com calma,
na busca incessante de algumas rimas.

Uma luz ofusca o brilho das vitrines
que repassam minha vida numa tela.
E as palavras e rimas vêm e te defines,
num poema que chora e nos atrela.

Sandra Almeida


Nada importa...

Que importa agora se desnudo meus
Sentimentos...
Tudo de mim está na tua vida
Não há limites para o amor que te oferto.
Sem reservas me entrego...

Acolha-me em algum cantinho do seu...
Transforme em realidade o que em sonho recebo.
Teu abraço que amortece a razão...
Alegria em pertencer-te.

Amando-te com a alma submissa...
Tua vontade imperando...
Em outro mundo me perco.

O que importa se não há volta...

Estou apaixonada...

(Cida Luz)





Primavera

linda estação,
pois nossas vidas,
ficam coloridas,
com luz das flores !!!

pois depois da florada,
vem os frutos ...
dessa estação de flores...

como Deus é generoso,
ensina por meio das estações,
por meio da natureza,

lições as quais são
relevantes na vida...

o tempo é de fato
dádiva da vida !!!
em cada estação,
razão lógica,
natureza ser florida,
ou seca....

pois o solo necessita,
das folhas secas,
para nutrir suas
novas folhas,
e fazer as flores
renasçer na primavera,
e colhermos seus frutos...

eu lhe desejo belo e harmonioso dia ...

não importa a estação,
Deus está conosco
todos os dias do ano !!!

com afeto,
claudia almeida
22/08/08 luz


Pássaro Mensageiro





O pássaro pousa
Carregado de lembranças
Do abrir das janelas
Do vento que a saudade
Beija o tempo
Do amor amante em gozo
Na floração do desejo
Do sofrimento em pétalas soltas
Fora do outono
O chorar de rostos limpos
Que a infelicidade embaçou no espelho
Pássaro mensageiro de sentimentos
Que o coração baú de peças escritas
Guarda sempre como palco
Para os versos de cada dia..
*Elisa César – Poesias*


ISABELA

LUZ DE DEUS
EM MINHA VIDA
REFLETE TODO PASSADO
VIVIFICA O PRESENTE
E FAZ SONHAR COM O FUTURO
ONDE HÁ FLOR,AFLORA LUZ
IKEBANA SANGUETSUO

FLOR É LUZ,
LUZ É DEUS-VIVO

ADORNANDO NOSSO OLHAR HUMANO,
NA TERRA ENTRE OS IGUAIS

LIBERDADE E FRATERNIDADE
DIREITO HUMANO EM
TODO PALNETA...
POIS Á VIDA É UMA FLOR
TEM QUE DESABROCHAR
E ILUMINAR O MUNDO
POIS É DEUS-VIVO

SEM LIBERDADE E FRATERNIDADE,
NOSSA É VAZIA E SEM LUZ DAS FLORES
DO MUNDO...

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS,
COMO EU VOS AMO...DEUS

POIS TODA FLOR VIVA,
TEM O DIREITO DE SORRIR
E VIVER ILUMINADA E ILUMINANDO
O JARDIM DO MUNDO...

SOU ASSIM...BUSCANDO
LUZ PARA ALMA FLOR...
QUE DEUS CRIOU
EM MIM E NOS MEUS IGUAIS

AMO SEM MEDO DE ABRIR
MEU CORAÇÃO AO MUNDO
DAS FLORES DA AMIZADES
ILUMINADAS...

ISABELA ..BELA FLOR
TEM EM SEU SORRISO,
DEUS-VIVO
A ILUMINAR MINHA FLOR AVÓ

CLAUDIA ALMEIDA
22/08/08 LUZ


UTOPIA...DE FENIX....
SER LIVRE FRATERNA IGUAL,
VIVENDO COM ALMA DE PALHAÇO

QUE FAZ SORRIR.....CHORANDO

E QUE CHORA......SORRINDO

MUITA PAZ E BEM
EM TODOS OS MOMENTOS...


POIS A VIDA
É ASSIM........
SONHO DE PALAHAÇO...
NO CIRCO DO MUNDO !!!

QUE TEM ALMA,
PALHAÇO...TEM
O SORRISO E O CHORO
H U M A N O !!!
NO CIRCO DA VIDA

SOMOS APAIXONAVEIS
LUTAR PELA RAZÃO
LÓGICA DA VIDA

SORRISO DE FELICIDADE
CHORAR DE EMOÇÃO
SABENDO VIVER
EM MEIO TANTOS,
DESAFIOS DO MUNDO !!!

MUITA MUITA PAZ...
CLAUDIA ALMEIDA
22/08/08






DONA DE MIM

Linda mulher
Qual o teu nome!
Minha pequena
De olhar de menina
Posso ver sua
Transparência
Não és santa nem é Rosa.
Linda mulher
Se não és flor
Por favor, seja quem for
A minha vida anda
Perturbada
Mulher que
À noite me atiça
Na fogueira
Do teu corpo
Quente me ama
Deixando-me
Desamparado
Se não sei
Com quem eu deito
Linda mulher
Pôquer me mata
Desse jeito
Desalmada sem
Compaixão
Linda mulher
Sufoca-me então
De paixão!
Autora Marina Nunes



"G R I T O"

.
Teço cordas, braços
e pontes
em direcção
à Luz numa cadência
angustiadamente cega!

Grito surda contra o silêncio
mordaça-venda rasteira

asa, abraço existência
que a vida todos os dias
me nega.

Por vezes a morte
se instala
angustiadamente
em meu regaço
com o ímpeto
de quem possui o futuro
no ápice de um instante.
.

LuizaCaetano



“Tenho curtas palavras a Resumir uma longa história.”

...........” Catarino Salvador “.



Amor

Amor é pétala sedosa
rosa vermelha escarlate
cor da paixão
apetecida, faceira
que devora, consome...

É gota de orvalho
néctar dos deuses
pingando translúcida
de manhã, nos corações
dos amantes

Avassalador, inquieto
acende as estrelas
em céu nublado
brincando, acorda a lua
verseja aos apaixonados
(Van Albuquerque)




Serenata de Amor

É noite...beira mar
ondas espumantes
quebram nas pedras
com todo seu esplendor
as estrelas brilham no céu
luar de prata em noite bela!

Escuta esta melodia
que vem do meu coração
acordes divinais
parecem cordas de violinos
mas é minh'alma tocando
serenatas de amor
com toda sua magia!

Canto e grito
ao vento
todo este amor
magoado
a tristeza dos
meus desencantos
nas canções
lágrimas de solidão
que tua ausência
desperta!

(Celina Vasques)


Você, mais Poema

Das macieiras,
aos dourados campos de vida,
tenho você em papel e tinteiro!

Você,
com os cabelos ao vento,
vistosa, cheirosa,
cheia de profecias,
acalantando o verbo e
fazendo do provérbio a
Vitória Régia do amanhã!

Você,
de olhar penetrante ao peito,
erudita, prosaica,
uma imensidão de pingentes
atenuando o avesso
fazendo do versículo
o deslumbre crepúsculo
do anoitecer!

Você,
que me fala ao silêncio,
abrindo seu culto de
ternura e sabedoria,
fazendo-me instrumento
da palavra poetisa,
do amor em poesia!

Do Atlântico
ao Pacifico verdejante
tenho você em papel e poema!

Auber Fioravante Junior



P oderia escrever até a eternidade
O rquestrar as mais lindas palavras
E mesmo assim ainda não seria suficiente
S ublimar meu amor eterno e sincero
I nigualável pessoa que despertou
A mor mais verdadeiro em mim...

SIGRID SPOLZINO




ÊXTASE V

Te ato com meus beijos,
Te algemo com abraços.
Enredo em suas teias,
Meia noite e meia...
Duplo desejo.
Gotículas de gelo
Caem em sua nudez.
Somem de vez.
Arde em chamas,
Me chama,
Me pede,
Implore.
Entro na floresta virgem.
Entre sendas, cipós.
Vou do caos a origem.
Cravo a lança
Em seu escudo.
Icebergs, sargaços.
Atol de prazer.
Preso a seus laços.
Liberto por amor.
Mistura de seivas,
Combinação de sumos.
Devassos, todos espaços
Preenchidos, sem lacunas.
sem clemência.
Escalada íngreme.
Galope compassado.
Mergulho ao fundo
do amar.
Amarro-lhe com minha voz.
Sussurros
Fluídos.
Cuido de seu prazer
Cuida do meu climax.
Cometas no céu da boca.
flor-do-sexo,
flor policromática.
Traços, pegadas,
Impressões digitais
Amada das amadas.
Humanos-animais!...
[gustavo drummond]


CICLO DA VIDA

Amanhece o dia vem o sol
aquecendo a terra
trazendo-nos um brilho no olhar
e no rosto, um sorriso de criança
No jardim sementes germinando,
desabrochando os botões
de rosas exalando perfumes
dando-nos paz e esperança
Vem as nuvens e logo cai
a chuva fininha com seus
pingos refrescantes, revigorantes,
alimentando as plantas
A noite chega com sua lua
formosa e constante
que com seu brilho total
embeleza a madrugada fria
Em breve mais um amanhecer
de um novo dia,é o ciclo da vida, enfim
é simplesmente a Natureza!
Autora: Lúcia Biazetto.


Eu amo o amor...

O amor que há em mim,
O amor que há em você,
Aquele que Jesus ensinou,
Aquele verdadeiro e sem fim...

O amor delicado, direcionado,
O amor imaculado...-Sim!
Aquele que doamos sem perceber,
Aquele que dá razão ao nosso viver...

O amor com ou sem medida,
O amor que chora na partida,
Aquele que não consegue disfarçar,
Aquele que só sabe amar e amar...

(Valquíria Cordeiro)
23/08/2008



Caçadora...

Já cacei borboletas...
Ia ate o jardim
E lá olhava,
Flores coloridas e borboletas
Em uma linda mistura.

Cacei vaga-lumes
Nas noites escuras,
Em minhas mãos
Os colocava
E os prendia,
Por entre os dedos
Eu olhava
Brilhantes como as estrelas
Seu brilho me deslumbrava.

Sou caçadora de sonhos
De ilusões
E de esperança

O tempo vai passando
E eu continuo
Caçando tudo que eu perdi
E assim eu continuou
Uma eterna caçadora.

Autora:Terezinha C Werson
São Paulo



Matreira

Com olhos de sol lua e estrelas ando por ai. Dando risadas e seduzindo. Pintando os sete. Quantos anos tenho? Cinco dez, mil! Ah! Quanto importa a idade que tenho se brinco estrelas amarelinhas. Tenho o corpo que possuo e duro o tempo da flor. Mas tenho a malícia do amor subindo e descendo curvas. Comprometida com o encanto da flor e o canto do sabia. Sigo procissões comovida e descalça jogando pedrinhas. Mas rezo também... Rezo sorrisos dengosos matreiros brincando de estrela guia guiando o amem. Rezo amores gentis. Rezo beijos e abraços, ave Marias e todos os pais . Rezo olhares intensos que prometem a idade que tenho, oculta de mim. Ando com a boca cheia de borboletas, voando promessas e sensações desflolhando margaridas. Rezando! Audaciosa e fugaz

Mara Araujo


Inconfesso Sentimento

Céu em azul-marinho,
um suave teclar enluarado
traga-me em seus raios,
sem perceber; pego-me
em um pranto acalantado
na saudade,
na paixão,
no amor,
que levo
nas letras,
no peito,
na alma,
aconchegado em teu colo,
onde cada lágrima tem
um visionário sorriso
abrindo-se ao mundo
como criança,
como menina,
como mulher,
como amante, sedosa
sob as enluaradas notas
ecoadas em tua pele, ao dedilhar
destas mãos que te desenham
em literatura no verdadeiro
caminho das flores que
compõem a canção do
inconfesso sentimento!

Auber Fioravante Junior


Declaração

gosto
quando quem gosto
me procura

isto me tira
a clausura
liberta meus olhos

gosto
de quem fala
com ternura

isto sara
fraturas
aquece meu cosmos

gosto
do que é
eterno

amizade
é o verso
onde transbordo


Luiz Fernando Prôa



ELA SEMPRE SERÁ CRIANÇA

Quero sonhar cada momento
Quero brincadeira de roda
Quero um vestido florido.
Quero ser a menina de outrora
Quero girar em uma roda gigante
Só por um estante... Gritar de alegria
Quero brincar em uma gangorra
Querro assistir... Uma sessão de drama
De um filme mudo... Na sala do colégio
Estadual, que por sinal... Era um dos melhores!
Quero vadiar... Pelas ruas, ladeiras afora
Chupar manga no pé... Lambuzar-me, até o pé,
Brincar de roda... E atirar meus versos
Pra quem quiser, revidar
Dançar sem me exaustar
Quero reviver... Meus encantos
Minha inocência de virgem anjo.
Tão tímida e calada mais na hora da roda
Me esbaldava na rua ladeira afora...
Autora Marina Nunes





A sabedoria do descansar,

É...
Descansar a alma, a mente,
Trabalhar a calma assim...
Docemente!

Deixar a energia boa, fluente,
Clamando a Deus por paz...
Incansavelmente!

É...
Deixar a criança que há,
Em todo ser, transparente,
Para que a alma sorria...
Livremente!

Permitindo a felicidade sempre...
Afastando-se da maldade,
E das pessoas doentes,
Seguidoras do mal...
Gentilmente!

É...
Sobre tudo amar!
Amar com fé esperança...
Ser a fonte de um manancial
de sonhos e ir seguindo...
Sabiamente!

(Valquíria Cordeiro)
23/08/2008

Marcadores:

5 Comentários:

  • Poeta e a grande amniga,Marta!Fico agradecida por teu carinho para comigo.
    Beijopoetamiga!

    Por Blogger Sandra Almeida, às 23 de agosto de 2008 16:40  

  • ..."Ah, isso aki tá muito bom!Isso aki tá bom demais!
    Ah, quem tá fora quer entrar e quem tá dentro naum sai!!!!!"...

    Delícia de Sarau...mais gostoso ainda por fazer parte dele!
    Bravo,Martinha!Bravo!Vc é uma das pessoas mais adoráveis que já conhecí neste mundão virtual.Naum atropela ninguém e ainda oferce a mão para ajudar!
    Te admiro naum só pelo seu talento,mas por sua humildade, por seu carisma.Vc é gente!!!Gente que brilha!
    Te amo!

    Bjos

    Por Blogger Mell Glitter, às 23 de agosto de 2008 16:46  

  • Obrigada amiga mais uma vez, por sua generosidade. Cada vez mais o seu recanto fica belíssimo, com tantas pérolas que você vai encontrando ao longo de sua caminhada.
    Um enorme beijo!

    Por Blogger Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução!, às 23 de agosto de 2008 18:32  

  • Ô minha linda, obrigada viu???Sempre carinhosa comigo...estou muito feliz de estar aqui na sua coluna ao lado de pessoas tão talentosas, e com três poemas...uauuuuu!!!!
    Beijo menina!!!!
    com carinho

    Por Blogger RoDaros, às 24 de agosto de 2008 06:01  

  • Olá amiga Marta. Estou acariciando as palavras pra ver se acho alguma pra lhe agradecer à altura. Você é muito especial pelo talento e pelo carinho que espalha. Dize obrigada é pouco, mas mesmo assim quero agradecer pela oportunidade de participar do seu sarau e de ler essas preciosidades que passaram pelo seu crivo. um grande abraço, amiga e parabéns.

    Por Blogger Basilina, às 24 de agosto de 2008 11:00  

Postar um comentário

<< Home