.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Para Gostar de Poesias!


DO QUE EU PRECISO

Preciso da veemência
que tuas palavras revelam,
da urgência despudorada dos teus versos,
das tuas rimas viscerais e indecentes;
preciso da contundência do teu verbo
a criar imagens em minha mente.

Preciso que me leves ao delírio,
pois no bater de um coração afrontado
eu redescubro a magia que existe em mim.
Preciso habitar tuas entranhas
para que eu possa me sentir
caça abatida entre os dentes.

Preciso sentir tuas presas
cravadas em minha carne quente
e tuas garras a arranhar meu ventre.
Preciso não mais carecer
do silêncio das madrugadas,
preciso adormecer em teus braços
e acordar como se tu fosses a hospedeira,

Preciso sentir o teu hálito,
te sentir por inteira
e em teus lábios sorver a peçonha.
Preciso morrer de paixão,
para depois renascer poesia,
palavras obscenas que brotem de tua mão.

NALDO VELHO


PENSANDO CAMINHOS
Guida Linhares

I

O primeiro passo
nos leva a tantos outros
que o caminhar desvela.

III

Andar à vista de um ponto
não sendo o de fuga,
às vezes nos remete a algum lugar.

IV

Cada passo que damos,
pelo caminho escolhido,
nem sempre pode ser o melhor.

V

Seja como for é impossível parar.
Que se continue no caminho,
escolhendo melhor os passos.

VI

Como somos humanos e falíveis,
às vezes é dificil prever
o resultado da caminhada.

VII

Que a razão seja o equilíbrio
que a emoção necessita,
para escolher o melhor caminho.

VIII

Contudo o maior caminho
é aquele que nos transporta
ao encontro de si mesmo.



Estou num destes momentos idéias
Ideais pra um amor
Sim para um amor diferente
Um amor que me faça
sentir-me mais feliz
Amada querida
desejada como mulher.

Ana Beatriz Nascimento


Renasce a esperança...


Chove forte!
Sinto medo dos
Segredos das águas,
Natureza acuada,
Próprio homem destrói,
E dói...
Os dois lados prejudicados,
Descontrolados,
Desconsolados;
É preciso salvar o planeta,
Cuidar da Mãe Natureza,
Seu espaço ocupado,
Chora por todos os lados;
Homem vive em guerra,
Sofre a Mãe Terra;
Sonhos desmoronados,
Fé em Deus!
Renasce a esperança;
Continua o amor
E os sonhos...


Marisa de Medeiros



Ao acordar hoje,
meu primeiro pensamento foi para você.
Me deu uma saudade imensa de ti,
de estar contigo.
Uma vontade enorme de te abraçar
bem junto a mim,
te acordar com muitos beijos e te sorrir,
te apertar.

Sonhei que dançávamos uma música linda!
Dançávamos sobre as folhas caidas no chão
era outuno no campo, as folhas faziam
um tapete.
Nós dois bailávamos abraçadinhos e
sorriamos felizes,
Você como sempre linda, juro que
senti teu perfume!

Eu te respiro.
Teu perfume suave está impregnado
em mim,
Te amo de forma inexplicável,
ora bom ora ruim
Porque eu sofro tua ausência e
isto dói demais.
Esperarei ansiosamente teu retorno,
porque eu
morro aos poucos de saudades de você,
volte!

(Joe Luigi)




Anjo Demônio

Para além da saudade
Mora um anjo de duas caras
Vezes arlequim, outras pierrô
Sorriso e lágrimas, amor e dor

Hora mensageiro afável
Acaricia-nos o coração
Noutras fantasma indelével
Empurra-nos para escuridão

Saudade, anjo infiel
Senhor da própria vontade
Guardião das chaves
Do inferno e do céu

(Samisxela)

FLOR.

Flor néctar do amor,
Pétalas que irradia perfumes, odor.
Beleza que colorem,
Jóias da natureza.

Encanto do amor,
Que traduz sentimentos:
Profundos,
Vibrantes,
Alegres, sedutor.

Flor que esta no meu olhar,
No meu pomar,
Na minha casa.

Você tem o perfume das flores.

Tu és flor que me faz exaltar,
Alegra-me, encanta-me, apaixona-me,
A entregar-me a ti,
Com muito amor.

Tu és flor a mais bela jóia,
Que traduz o amor.

Cláudio D. Borges.



Acalma Minha Alma, Senhor!

Minha alma vive em desalento e dor, acalma
minha alma Senhor! Sofrida bato-Lhe à porta
pedindo clemência, pois lastimosa a alma,
dorme nas pedras, dorida já não se importa!

Tenho os olhos rasos d’água, vivo magoada,
as noites são sombrias e soluço como o vento,
carrego nas costas o peso do mundo, pálida,
sinto tremerem as pernas, vida de tormento!

São pesares, Senhor, problemas mal resolvidos
ou sem solução, acalma minha alma, Senhor,
altas horas da noite vagueia em prantos sentidos.

Toma minha vida em Suas mãos para não me perder,
acalma meu pensamento, alivia o sofrer, Senhor!
Faz renascer em mim a esperança, assim irei vencer!

Marta Peres



Prantos ao que se Foi

Tristeza salgada, pseudo nome da flor,
Íris plantada no raso negro dos olhos,
Entregou-se aos prantos, toda a sua dor,
Esvaem-se todas as pétalas e pólens inodoros!

De joelhos nas lágrimas, implora ao amor:
- Não vá, não deixe-me amarrada à tristeza,
- Não vá, destonará toda a minha viva cor,
- Não vá, necessito de ti para ter clareza!

Vi muita água espalhada pelos rasos olhos d'alma,
Vi a terra ser encharcada por tudo que Íris viveu,
Por um amor santíssimo que lhe dava a calma...

Por tudo quanto é mais sagrado, ela prometeu:
- Não chorarei mais, pelo que se diz preso a mim,
Juro que no fim, me plantarei e direi: - Vá com Deus!


Pergentino Júnior


O TAMANHO DO AMOR!

O amor pode ser muito mais simples
do que abrir a janela da alma de manhã
e contemplar aquela flor mais obscura
que nasceu por acaso em teu jardim...
.
A flor vai surpreender-te tanto
que não terás mais tempo para nada...
.
Nem mesmo para não acreditar
que no instante tão breve de uma flor
há um instante eterno para amar...
.
Ou muito mais que isto, pensarás
que és teu próprio mito de felicidade
se te fizeres brisa da manhã chuvosa...
.
Perceberás que o relógio do teu tempo
fica parado ao passar a eternidade
no perfume suave de uma rosa...
.
E Deus será teu cúmplice de êxtase
e proverá a eternidade para a tua flor...

É juízo d’Ele que tu tenhas a medida
das raízes mais profundas desta vida,
do tamanho do teu imenso amor!

Afonso Estebanez


Enchente sem rima

Assisti atento, um verso escorrendo pelo chão,
Como dor afogando-se, num lamento, em vão.
Vislumbrei uma fagulha imensa, no céu escuro,
uma cascata, um rio intenso, enchente no coração!

Águas e letras misturadas,
sôfregas almas, em pranto,
poesias trágicas, inundadas,
no concreto, no manto...

Haverá arte, em morrer soterrado?
Poesia que descreva a dor?
Sou um poeta inundado,
no pranto, no fulgor...

A dor do povo esquecido,
do pobre, do condenado...
É a mesma dor do rico,
é o sino do vitimado!

Assim me vem a avalanche,
a enchente suja do rio,
assim me vai o instante
a chuva levou a rima,
dos morros do Brasil!


Mando Mago Poeta


QUANDO VOCÊ VOLTAR

...Meu sorriso será mais aberto
O abraço mais intenso
Em cada canto da casa
O perfume de incenso
E o amor que te guardo
Imenso...imenso!

Simplesmente Teresa


SEM VOCÊ

Perder você por alguém,
que não sei de onde vem,
herdado, do vento ou do além...
nada sei do mistério,
dos leitos no cemitério,
de gritos ouvidos na noite,
como respostas ao meu sofrer.
A dor é tão profunda,
que parece não cessar nunca.
É tão intensa, como a lápide imensa
que descansa sobre ti.
Indiferente ajo eu,
à alegria , e até à poesia,
que me visita todo dia,
no intelecto alvorecer.
Indiferente vejo eu,
a mágica do pássaro beijando
a flor branca ou pinc do jambo.
Nada importa agora,
se o pensamento é vago,
mesmo quando vejo o lago,
que era verde, todo verde,
de esperança no meu Deus.
A tela branca permanece,
mesmo com aquarela floral,
com perfume angelical,
que percorre teu corpo inerte,
sem o tétrico cheiro do éter.
Enfim A vejo...
num jardim multicor,
deitada num travesseiro de flor.
Paro então nesse momento,
dou- lhe o último beijo,
solto-lhe a mão e a deixo,
seguir o caminho do vento,
ao encontro de DEUS.

Luz Miranda

Me segue...

Para que eu lhe mostre,
pessoas conhecendo pessoas,
pessoas amando pessoas,
pessoas que acolhem pessoas...
Para que eu lhe diga,
algo sobre ser feliz,
algo que deixe alguém feliz,
algo que não se contradiz, ser feliz...
Para que eu lhe cante,
uma bela canção,
uma pequena oração...
Para que eu apenas fale,
daquilo que precisa ser dito,
do meu mais nobre sentimento,
do meu soluço de lamento...
Me segue...
Me acompanhe o passo,
logo atrás, do meu lado, no compasso,
no meu tempo e no meu espaço...
Para que te prenda no laço,
para te apertar no abraço,
para te guardar no coração...
Me segue...

Betânia Uchôa



Dentre Todas as Coisas

Muitas coisas a vida me trouxe,
e outras tantas me levou
E tanto de mim também foi embora,
em tudo aquilo que não durou
E dentre tantas idas e vindas,
sonhos e desencantos;
ficaram apenas os teus olhos,
e esta fortaleza que é o teu corpo
E de tudo que sou,
e já fui um dia,
nada mais me restou, senão,
aquele que te ama,
te busca,
e te encontra,
mesmo onde não estás ...

Marcelo Roque


Instável

Foi pelo seu sorriso, apaixonei-me
perdidamente naquele dia. Jamais
esqueci o olhar alegre, enamorei-me,
senti por você imenso amor, demais!


Amei além da conta, sofri, obsessão
virou este amor, atração simplesmente.
Você ia e vinha quando queria, coração
arrasado virou trapo por amar, somente!

Instável feito folha da bananeira ao vento
agitava ao léu como a grande palmeira,
irresponsável, covarde vivia pela vaidade!

Presunçoso, viveu mentindo tanto! Lamento,
não o quero mais, chega, vá pela ladeira
abaixo, enganará outras tolas pela cidade!

Marta Peres



COMO ACENDER MEU CORAÇÃO

Traga-me flores
e seu cheiro de perfume...
Não cobra-me modos
e nem crises de ciúmes!

Faça-me rir
e ria junto comigo...
Antes de ser meu namorado
seja um grande amigo!

Fale-me de seus sonhos
que revelarei os meus também...
E ouça-me calmamente,
ainda que eles sejam mais de cem!

Convide-me para sair
e saiba me esperar...
Não critique minha demora
ainda que vá se atrasar!

De mãos dadas
diga que minha pele é macia...
Que ter-me a todo instante
é tudo o que mais queria!

Fale-me de seu amor
e de como morreria por mim...
E já caída de amores
às tuas investidas, direi sim!

(Mell Glitter)


Alegria de viver!

Eu não sei dizer o que quero dizer
Eu só sei dizer que amo você
Que eu só sei amar você!
Que tudo de ti está em mim
A tua alegria de viver
O teu jeito de sentir está em mim
A tua paixão e os teus desejos
Está em mim o calor dos teus beijos
A tua luz está em mim!...

Quem diria que poderia nascer
Um amor tão forte assim
Dentro dum coração cansado de sofrer
Que de repente uma alegria de viver
E um jeito simples de sentir
Faria uma paixão explodir
Numa melodia nova p’ra cantar.

Eu posso dizer que agora (canto)
Que a felicidade de amar você é tanto
Que me dá vida, sangue, e ar.

(Poeta- Dolandmay)

Marcadores:

3 Comentários:

  • Minha linda GRANDE POETA MARTA PERES!
    "PARA GOSTAR DE POESIAS!"MÁGICO CANTINHO!Um cenário deslumbrante de beleza rara e sentimentos diversificados que encantam a vida,a arte e a alma dos que por aqui passarem.Fico sempre muito emocionada em me ver incluida entre
    tantos talentos.Meu muito obrigada de coração.Você é de um jeito de amar inigualável como amiga e ser humano incrível que vc tem.Parabéns!Te adoro!Beijos meus!


    PARABÉNS A TODOS OS POETAS E POETISAS QUE TORNARAM ESSE CANTINHO UM LUGAR MÁGICO PARA PASSEAR E SE ENCANTAR!BEIJOS MEUS!

    Por Blogger Marisa, às 29 de janeiro de 2010 11:50  

  • Obrigado Amada Minha!(Marta Peres)

    Por mais este Carinho!!!

    Não sabes como fico feliz quando
    me vejo ao meio dos tantos Poetas e Poetisas Maravilhosos que aqui nos encantam!...

    Beijos ternos na alma!

    Dolandmay.

    Por Blogger Dolandmay, às 30 de janeiro de 2010 08:08  

  • Marta , muito obrigado mais uma vez pelo carinho de me postar entre grandes nomes,um beijo enorme neste coração lindo.

    Joe

    Por Blogger Joe, às 1 de fevereiro de 2010 14:43  

Postar um comentário

<< Home