.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Poesia de Lena Ferreira!



ACALMA

Nos teus dias de tristeza sofro tanto
No intento de curar tamanha dor
Quando escuto tão doído clamor
Minh'alma entoa então um doce canto

Sentindo escorrer no rosto o pranto
Elevo o pensamento em forma prece
Fina lágrima dos meus olhos desce
Sinto-me envolver por sereno manto.

Serenidade no meu peito aporta
Mais que de mais urgente me importa
É emanar essa energia à tua alma

Do céu, mil anjinhos abrem a porta
Derramando Luz em todo teu trauma
Restituindo mansamente tua calma...

(Lena Ferreira)



COMPLACENTES

Noite fria, vem me aquece
Com o seu corpo e braços
Seu sorriso me enternece
Da alma desatam-se laços

Boca quente me apetece
A beber seu beijo ardente
Avoluma, o desejo cresce
Consumindo minha mente

Inicia-se uma inevitável
Luta digna de história
Entre línguas e dentes

Num resultado provável
Sem derrota nem vitória
Amamo-nos, complacentes

(Lena Ferreira)

Marcadores:

1 Comentários:

  • Grata surpresa, Martinha!! Quanto carinho, querida amiga..Que grandeza de alma, só encontrada em poetas do seu quilate..Sem muitas palavras, pois não haverá para expressar a emoção que me toma nessa hora...

    Amo-te!

    Um beijo sereníssimo em sua nobre alma, amiga.

    Por Blogger Sereníssima-Lena Ferreira, às 26 de janeiro de 2010 13:39  

Postar um comentário

<< Home