.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Árvore de Natal


Árvore de Natal


A minha árvore tem:
a cor da esperança
o sabor do perdão
o cheiro do amor

Adornei-a com lágrimas de alegrias,
luzes da magia eterna
de fazer o bem
sem olhar a quem

Mas é uma árvore simples
como a alma da natureza
sem luxo, nem pedrarias,
apenas traz o encanto
dos sinos de dezembro
que partem o silêncio
da indiferença escravizada

Abriga em sua paz,
um sorriso acolhedor,
as gotas de orvalho
do universo sem cor

Alcança a luz,
cura insolentes angústias
busca o meu todo em tudo,
une o homem a Deus!


Conceição Bentes

Marcadores:

3 Comentários:

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    Por Blogger Portal da Poesia, às 22 de dezembro de 2009 16:50  

  • Essa é arvore do amor a todos, da vida, da esperança de termos no novo ciclo que se aproxima,um mundo mais justo,mais humano.
    Obrigada minha menina

    Amo voce

    bjos

    Ceição Bentes

    Por Blogger Portal da Poesia, às 22 de dezembro de 2009 16:52  

  • O Jornal como sempre está um encanto.
    Confesso que fiquei emocionada!
    A querida e nobre poetisa Marta Peres
    Está de parabéns por adornar com tanto amor e beleza este conceituado
    espaço poético.
    O poema "Árvore de Natal" Está primoroso!Parabéns Poetisa Conceição
    Bentes! Pela forma mágica de escrever
    e despertar emoções!!
    Um abraço carinhoso de Feliz Natal para você e a Amada e dinânica Marta!

    Por Blogger hortencialopes, às 22 de dezembro de 2009 17:15  

Postar um comentário

<< Home