.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Poesia, És Rainha!



SOZINHA

Escurece lentamente
Mais um dia que se foi,
Tempo de vida que se esvai
No canto escuro onde estou.

Solidão que cobre a noite
Silêncio pairando no escuro
Vazio que minha alma sente
Perdida sem achar meu rumo

Alegria como escudo
Do meu verdadeiro eu,
Cubro de névoa meus sentidos,
Deito na vazia saudade, breu.

Noite fechada no meu mundo,
Chuvosa escura e sem cor,
Na desesperança enfrentada
Onde sinto tanta saudade do teu amor.

Prisioneira sem correntes,
Abandono de quem se foi
Lágrimas que me correm livremente
Dentro do pequeno mundo que me restou.

MÁRCIA ROCHA




Soneto ao Poeta...

Trazei-me papel, tinta e pena...
Escreverei o que se passa em meu coração...
Pois que sou poeta e a mim só resta escrever...

Trazei-me tinta e pena...
Escreverei sobre minha carne...
Pois que sou poeta e a mim só resta escrever...

Trazei-me uma pena...
Escreverei com minhas lagrimas sobre a rocha...
Pois que sou poeta e a mim só resta escrever...

Trazei-me uma migalha de amor,
Um reflexo da lua, a chama de uma paixão,
Uma saudade, um espinho pregado numa flor
Onde possa furar o indicador...

Escreverei com esses dedos embebidos em sangue
Sobre as paredes de minha alma...
Pois que sou poeta e a mim só resta escrever...

(SamisXela)


“Poeta”

Poeta amigo,
Poeta que fala em poesia
Poeta dos amantes
Poeta que fala de alegria...
Poeta que também fala de nostalgia.

Poeta da vida
Poeta da paixão
Poeta do amor
Poeta da ilusão...
Poeta que fala para o coração.

Poeta da canção
Poeta que faz suspirar
Poeta que sempre chega
Poeta que faz a gente viajar...
Poeta que nos ensina a amar.

Poeta da arte poética
Poeta que fala com ou sem sentido
Poeta hoje é seu dia
Poeta que não pode ser esquecido
Poeta que também precisa de abrigo.

Poetas queridos... Parabéns!
Poetas como é bom ser seu amigo.

(amaropereira)



POETA

Poeta é bicho carpinteiro,
com borboletas no estômago
e pirilampos no olhar.

Clau Assi


Minha busca...
.
Sou Poeta, sou Amante
De coração frágil, Alma andante...
Em busca do Amor!...
.
Encontrar? não sei...
Em minhas poesias me entreguei
Rabiscando traços em flor.
.
Em cada palavra um instrumento
Sinto reproduzir o sentimento...
Que chegas sem pudor.
.
De um ser que tenha vida...
Que não sejas apenas chama erguida...
Sem Alma nem dor.
.
Mas que tenhas fogo ardente,
Corpo altivo e bem florente
De vivo fulgor.
.
Em meu mar de linhas tortas
Envergo-me em paixão, abrindo as portas
Como a vara o pescador.
.
O que escrevo em pensamento
Alivia as tempestades e o tormento
Das rajadas no furor...
.
Que me consomes desta distância
De ver perdida a constância
Com tanto rigor.
.
No coração não perco a esperança
Em meu versejar a confiança...
Em busca do Amor!...
.
(Poeta- Dolandmay)


DESAFIO
Ana Barreto

*
Que me venham os sóis causticantes
Ou os dias de intensa tempestade
Que fuja da noite, toda a claridade
Que me tome a pele, o frio instigante
*
Que seja a vida uma aventura errante
Que dos meus olhos fuja a luminosidade
Que me tome o peito, uma imensa saudade
Pois tudo posso, em teu jeito intrigante
*
O que não posso, meu amor, é ficar só
È ver fluir a vida como se fosse pó
Que o vento leva ao seu cruel capricho
*
Pois sem ti eu estou só, desamparada
E qualquer dor maior é uma piada
Fico acuada e faminta... Como um bicho...
*


MANHÃS DE VERÃO

Ainda carrego na lembrança,
todo calor do abraço que trocamos
nosso riso de contentamento
o brilho do nosso olhar,quando nos avistamos...

Acreditamos que era um encontro de almas
que há muito se procuravam...
um encontro de corações
que há muito se buscavam...

Tantos momentos vividos...
tantos beijos de amor, trocados
tantas juras...tanto prazer...

Mas depois, e isso não compreendo
saiste da minha vida, tão de repente
e tudo que vivemos,
esqueceste...

Te afastaste de mim,
me abandonando a própria sorte,
fiquei perdida no mundo
sem rumo, sem direção...

E hoje, descubro com tristeza,
que toda felicidade,que pensei ter existido
nada mais foi que um delírio,uma utopia
apenas sonhos vividos
em manhãs de verão...

Regina Azenha



MOMENTOS A DOIS

Volupia e descoberta
Num momento de paixão
De um ser incompleto
Na procura da emoção.

Essências sentidas
Nas sombras escondidas
Almas confundidas
Na ânsia engolidas.

Rolando em mágica
Misturando a carícia
Confundindo a essência
Absorvendo a fragrância.

Instantes eternos
Em meio aos lenções
Êxtase completo
De momentos a dois.

Amarilis Pazini Aires

PÉS DE LÃ
Oswaldo Antônio Begiato

Olha como deixaste
em desordem
o meu olhar!

Agora vais ter
que conservá-lo
em lugar seco,
longe da luz solar.

E ainda,
se assim possível for,
evitar que ele tenha
contatos
com produtos químicos
e voláteis.

Acontece
que um certo par de pés
de uma certa mulher,
bailarina de meus balés,
anda me encantando
sobremaneira.

Por isso vou precisar
de meus cristalinos
sempre cristalinos.



Sobrevivência...
.
Ainda que cortem minhas asas
Minha imaginação
seguirá voando..
.
Ainda que me tirem as pernas
Seguirei andando
de cabeça erguida..
.
Ainda que me arranquem os braços
Eles estarão sempre
abertos e abraçando..
.
Ainda que me ceguem os olhos
Continuarei enxergando
amor em tudo..
.
Ainda que me tapem os ouvidos
Escutarei sempre
o meu coração..
.
Ainda que me calem a boca
Levarei a minha
palavra adiante..
.
Ainda que me tirem todo o ar
Eu respirarei poesia..
e sobreviverei!
.
"Milene Sarquissiano"

“Alma de poeta”

Tu tens alma de poeta
Que transpira emoção
Em uma forma discreta
Versos tornam-se canção

Letras mágicas bailando
Como as notas musicais
E os versos vão rimando
Com harmonias florais

Tu tens alma de poeta
E o dom da inspiração
No deslize da caneta
Vibra o som do coração

Só quem tem alma poeta
Conhece o desconhecido
Alça vôo, sem ter asas e,
Vai ao céu sem ter morrido

Jane Rossi
(in Amargura tem Cura?)


Poeta?!


Da-me tua mão?
Tira-me dessa escuridão
que se chama desamor.
Arranca do meu peito a dor
que me dilacera o coração!
De tristeza ando cansada...
Ensina-me a flutuar?
Mostra-me teu mundo mágico,
onde o amor existe e eu sinta
o que é ser amada!

Poeta?!
Sonhe comigo meus sonhos?
Vamos!
Lá o amor se deixa ser visto
e a felicidade também existe.
Sonharei que serei única
e com um beijo teu
esquecerei que sou triste...

Poeta?!
Peça ao amor que desperte
em mim o prazer adormecido.
Diga a ele que existo
e que me recuso partir
sem antes te-lo conhecido.

Quero apenas senti-lo,
_ que seja apenas por um dia...
E viverei o resto da vida
acreditando que o amor
existiu pra mim
e que não era utopia!...

(Ginna Gaiotti®)


Parabéns pelo dia de hoje poeta!


Na mente seus versos desenhados
Se torto, brancos ou rimados
Para o poeta não importa, tudo é magia!
Veste-se de espectros, vive sua fantasia.

Abandona-se de si mesmo...
Vai das galáxias ao ermo
Entre idas e retornos
Mantém-se taciturno.

Até que seus dedos nervosos
Timbre no papel, seus versos
dourados, de estrelas ponteado,
criados, por um poeta apaixonado!

Diná Fernandes



Você...

Você conversa com as águas
deixa as ondas irem,
com esperança
delas levar-me até você .
.
Olha para o infinito mar emocionada
que parece uma prece em silêncio
pedindo ao mar e ao vento
que neste momento eu vá até ai.

Mas, leio teus pensamentos lindos
tão lindos, que te fazem sonhar...
Não são sonhos de tristeza mas sim
de saudades no momento estou distânte
mas eu nunca sai de dentro do teu "EU"...
Sou feliz porque você sonha,
Te amo por ser capaz de sonhar!

Joe Luigi



*O POETA

O Poeta é um ser obstinado,
às vezes teimoso
sonhador e lírico
e nunca admite que
o mundo não possa
ser melhor...

Ainda acredita na
evolução do ser humano,
contra tudo e contra todos
defende essa tese...

O poeta é antes de tudo
um irrecuperável...

Quando tudo parecer
perdido...

Quando todos se derem
por vencidos...

Ele é capaz de entre lágrimas:

Recitar um Poema e Cantar uma Canção.


Marçal Filho
Itabira MG


Autêntico

Amo este teu jeito
De moleque atrevido
Com este sorriso maroto
Tens alma de criança
Simplicidade à flor da pele
Falas o que pensas
Sentes o que falas
Ès franco ,verdadeiro
Homem com coração de menino
Livre,solto,largado
Sem etiquetas ,sem frescuras
Vais direto ao que queres
É assim que aprendi a te amar
Amo este teu jeito
Nem penses em mudar.
Geninha

O POETA
Kedma O’liver

Por todos que o cercam
ele é sempre querido,
sua palavra é esperada
e quase sempre bem-vinda.
Fala de amor, de ternura,
de paz e de satisfação,
toca a alma da gente,
mexe com nossa emoção.
O poeta é aquele
que diz o que não sabemos
quando estamos amando
e faz a declaração
com as palavras que queremos.
É muito incompreendido
quando fala sobre sexo
pois coloca palavras fortes,
muitas vezes sem nexo.
Mas o poeta é alguém
que ama e se declara,
com palavras certas e rimadas,
mas que deixa tudo às claras.
Sou suspeita para descrever
esse ser com palavras certas
eu tenho orgulho e prazer
em dizer que sou poeta.



Poeta! Poesia!


Poeta! Imortal, inesquecível,
Anda por caminhos inacessíveis
Vive amores impossíveis;
Na leveza do pensamento
Faz real o momento
Sonhos e sentimentos;
Flutua levemente e intensamente,
Ama livremente, como ama o amor;
Veste-se de emoção,
Desnuda o coração;
Frágil como uma criança,
Forte como a esperança;
Voa na imensidão com
Fantasia e magia;
É amor... é poesia.



Marisa de Medeiros


APRENDIZ DE POETA

Na arte de poetar sou novata
Ainda não tenho estilo
Nem sei qual caminho seguir
A não ser o do coração
Que às vezes chora, outras ri.
Se emociona e se encanta
Muitas vezes se enfurece...
Mas logo, logo esquece

Falo que sigo a linha do coração
Porque escrevo com emoção
Falo de minhas dores...amores
Falo de saudade...momentos perdidos
Encontros e desencontros...elos partidos.
Da alegria de viver...felicidade

Procuro sempre escrever com a alma
A mão segue o que dita o coração
Assim não tem como fazer verso rebuscado
Falo com simplicidade
Versos que contém verdades...
Outros que imagino e posso ser quem eu quero
Menina...amante...mulher
Posso ser Amélia...mulher de verdade
Posso ser santa...profana..meretriz
Na poesia me solto e me encontro
Meus versos sinto na alma...hoje completa
E não posso deixar de reconhecer
Na minha humildade...
Que sou uma eterna aprendiz de poeta

(Vera Helena)

Poeta abre o coração

O poeta abre o coração
De várias formas no ritmo da emoção.
Versos que transformam o clima.
E faz da inspiração obra prima!

Coloca poesia no pensamento
Nas asas das aves no sentimento
Com a esperança faz veste.
E de amor se reveste.

Solta a imaginação
Respira satisfação.
Contempla tanta beleza.
É a arte com clareza!

Exprime o sublime olhar
O coração poeta faz sonhar.
Em rimas versejas
E na emoção navega!

Abre o coração artístico
Pinta escreve faz rabisco.
É fantástico e amoroso.
Viva os poetas maravilhosos!

Hortência Lopes




O TRIUNFO DO AMOR

Amamo-nos pela noite fria,
com um desejo tão intenso,
que seria um contra-senso,
parar naquela hora do dia.

Desejo-lhe ainda implorar,
que os seus anseios, refaça,
e mais uma vez, me satisfaça,
depois sim, poderemos parar.

É certo, na noite somos iguais.
Alimentados pelo nosso querer,
onde encurralados pelo prazer,
sempre queremos ainda mais.

Entretanto já sabemos de cor:
apenas se existir reciprocidade,
quando buscamos a felicidade,
é que existe, o triunfo do amor.

Marco Orsi



Poeta à flor da pele

O poeta é um ser mais q sentimental,
foge, sempre, do parâmetro normal!

De modo geral sua emoção está,
sempre, à flor da pele, exarcebada!

Se indispõe contra as arbitrariedades
não suporta ver tanta desigualdade!

Poeta, desde, que mundo é mundo
sempre pensou de modo profundo!

Ele é um misto de amor e paixão,
pioneiro da imaginação e elucidação!

Ada/Vitória

Despertar

Um quadro em branco
Um livro sem palavras
Tintas espalhadas
Lápis de ponta afiada
Inspiração.
Tudo pronto...

É só criar.

Marilene



ECLIPSE LUNAR

É noite e a lua insiste
Em te olhar lá de cima.
Vejo o brilho e lembro-me
Dos meus olhos tristes,

Solitário olho para o alto,
E por um instante seu quarto
Minguante parece sorrir.

“A Lua quer brincar de nos unir”.

Do outro lado você percebe algo
Estranho, vê na lua o brilho
Dos meus olhos castanhos
Os mesmos olhos tristes
Que viram você partir.

Com o olhar fixo ao firmamento
E o pensamento há anos luz;
Vago a procurar por ti
E me surpreendo!

A lua, tímida se encobria,
O Sol havia vindo a visitar...

E eu que achava que a lua
Era solitária, presenciei no empíreo,
“Morada dos Deuses”,
A forma de amar mais rara.
E por um momento,
A lua se uniu ao sol
E nos uniu...

(Flávio Cardoso Reis)



Num Canto Qualquer


No dedo que toca as nuvens,
Um vento conduz um canto,
De tanto que cortei caminho,
Perdi de ver o sol se pondo,

Pois o sol que desce o horizonte,
É monte que esconde-se de tudo,
A forma do teu formatado mundo,
Era quadrada antes do meu punho,

Pelo punho que punha a rosa,
Um rubro escorre pelos dedos,
Aperto a promessa que chora,
Num canto não conduzido pelo vento!



Pergentino Júnior

AMIGOS POETAS

Tive muitos desamores, amigos verdadeiros
muito poucos, vivia na tristeza à procura de
amor,carinho e aconchego.

Foram tantos desencantos, as lágrimas muitas
vezes rolaram em meu rosto, sentindo a dor
da desilusão.

Encontrei meus amigos verdadeiros, que só
me troxeram alegria, vontade de viver em
qualquer mundo!!Vou enaltecer meus amigos

Que são vocês poetas, com suas poesias me
deram amor...Paz...Alegria!!
Quando eu partir para junto de Deus lá de

cima estarei orando para meus poetas cada vez
mais se inspirarem e lembrarem que um dia eu
existi e fui feliz!!

Pelas criaturas que me levaram aos mais belos
sonhos de amor e me tornaram uma poetisa!!
E hoje vivo a escrever feliz!!Vendo meu tempo
passar!!

Nancy Amorim


Cinzas do coração

É começo de noite na floresta,
Fogueira acesa iluminando rostos,
corpos quentes dançando ao redor...

É festa na aldeia tranquila,
nenhum animal está a espreita,
olhares brilhantes, cantam a vida...

Enquanto bebo na cuia sagrada,
adornada de pedras coloridas,
minha alma canta em língua nativa,
o canto mágico do amor...

É noite escura, lua minguante,
Em cada guerreiro ofegante,
na dança que lhes é de costume,
mostrando a força e destreza,
e o cuidado com a Natureza...

É dia na floresta tranquila,
as cinzas dispersas no chão,
meus olhos continuam abertos,
minha alma continua a cantar...

Se voltar agora para casa,
meu corpo vai acordar,
e minha alma, parar de cantar,
e voltar a ser fogueira apagada...
com as cinzas de meu coração.




Mando Mago Poeta

Estranhos seres

Estranhas vidas desprovidas de maldade,
Doces seres que não sabem ser metade
Jóias raras reluzentes
Loucos seres de almas transparentes
A cultuar a liberdade!

Nos braços,
Trazem a esperança,
No peito aberto,
Levam a união.
Seu desafio é a aliança
Entre corpo, alma e coração!

Estranhos lindos seres
Muitos ainda nascerão, (Castelo Hanssen)
Anjos sem asas
Semeadores de emoção!

Estranhas almas a vagar
A semear letra a letra
Nas asas de uma caneta
Fazem o amor transbordar!

Que estranhos seres são esses, (Castelo Hanssen)
Que nunca se cansam de amar!
E levam o seu dia a dia
Vivendo de poesia!

Rosane Oliveira



ORAÇÃO DE UM POETA

Senhor!
Agradeço o dom que tu me deste,
de poder através das palavras
tocar o coração das pessoas
com a simplicidade dos meus versos...

Senhor!
Agradeço a inspiração
que brota dentro do meu ser,
cada vez que falo dos sentimentos
sejam eles amizade, amor
ou até mesmo os que me façam sofrer...

Senhor!
Agradeço a sensibilidade
que habita dentro de mim
que muitas vezes até me fere,
mas sem a qual,por certo,
eu não saberia existir...

Senhor!
Agradeço pelos sonhos
que são o alimento de minh'alma,
e pela poesia,
que é o alimento do meu coração

e agradeço Senhor em verdade,
a missão que a mim propuseste,
de vir para este mundo
como um simples Poeta...

Amém...


Regina Azenha

Feliz dia do poeta



O poeta
É a voz da terra
O ouvido das estrelas,
Os olhos que reflete o luar.

O leitor é o coração
Que sente a emoção da alma do autor
É o combustível que alimenta um coração sonhador
Fazendo-o trasbordar gentis palavras de amor.

Sou a voz sincera que soa
Sussurro dos delírios de amor,
Sou poeta derramando palavras
Do coração do autor
Com objetivo certeiro
Que é o coração Do leitor.

Autora: Mone Uezu

Náufrago

Nas ilhas que me isolei
tentando em vão te esquecer
mais no teu amor naufraguei
sem nunca antes te pertencer!

Nas ilhas do amor velejei
fugindo do eterno querer
ao teu seio me entreguei
é lindo o despetalar você

Em vão respirei essa dor
de fugir do teu espinhar
hoje te desejo, minha flor

Deixo-me toda, entregue ao amor
Abarque minh'alma à tua
Exultemos nosso esplendor.

Denise Flor© & Sergio, beija-flor-poeta


Poeta

Poeta no seu sonho, vive e existe.
Se acorda, ao seu redor, tudo é mui triste.
Insiste, pois seu sonho é ilusão
E vive com a ilusão, em comunhão.

Assim, vive, visões de um bel futuro,
Visões de paz e amor que sejam puros.
E põe, em cada verso, uma esperança.
De um mundo bem feliz e de bonança.

É certo que o poeta é mais ousado,
Pois tem, no amor, do mundo uma visão,
Adiante dos que têm os pés no chão.

No amor, que ao poeta tem inspirado
Um mundo, recriado por poetas,
Crivado, por Cupido, de amor, em setas.

Manoel Virgílio



Um Louco Sonhador!

Saudades que me invade, em ilusão...
De um amor que não aconteceu, ó dor!
Que bem, ó sonho, não fosse de amor,
Talvez não quiseres o meu coração!...

Já bem que tu foste ao teu esplendor...
Por que não voltas?... Deixaste solidão
Neste louco Poeta que já sofres o rigor
Desta vida tão fria de sagas em vão!...

Sim... Sou louco! Não sabes? Vou dizer:
Entendas como podes, um amanhecer
Dum sofredor que a noite sofre também!

Sou alma, sou vida, que tanto sonha!...
Talvez se eu tivesse alguma artimanha
Faria por mim louco o amor dum alguém!

(Poeta- Dolandmay)



CUMPLICIDADE
Oswaldo Antônio Begiato

Acordei com vontade de te dar meu olhar.
Queria que o guardasses para mim
Naquela tua caixinha de porcelana
Que tens na cabeceira de tua cama
E onde todas as noites, antes de dormir,
Guardas delicadamente
Os sonhos que não queres ter.

Resposta ao poema de Oswaldo Antônio Begiato

Numa caixinha seu olhar
Estará sempre guardado
Mas se liberta na noite
E voa em céu estrelado
E entra sem cerimônia
Nos sonhos em letargia
E em oníricos versos
Se transforma em poesia;

Regina xavier


Resposta ao poema de Oswaldo Antônio Begiato
E Regina Xavier

Meu coração encantou-se pelo
olhar preso em caixinhas
e solto nos ares, pássaro
voando no meu jardim deixou
olhar cair em mim...
Senti na alma voz dos Ares, jeito
estranho e delicioso de sentimento,
na forma de doce condão!

Marta Peres


Resposta aos poemas de Oswaldo Begiato, Regina Xavier e Marta Peres


Caixinhas de bom parecer
Não há sonhos guardados
Só a noite vem entreter
Libertando os sentimentos
Como chocolates a comer
Sinto na letargia poesias ouvir
Entre versos meu nome repetir
Na cabeceira dos sonhos
Vejo tua imagem e proponho
Antes desse meu despertar
Suaves beijos quero apreciar

Carlo Magno


CAMINHOS


Percorri vários caminhos:
O que conduz a vida
O que conduz a morte
O que não leva a lugar algum.

Em todos os caminhos
Havia uma ponte,
Por debaixo de uma delas
Vi águas claras que refletiam
Os raios dourados do sol.

Eu queria vê mais
Continue andando
De repente, perdi-me.

Já não sabia que caminho seguir
Foi aí que vi outra ponte
Tive medo de atravessá-la
Recuei.

Percorri vários caminhos
Alguns me deixavam confusa
Resolvi seguir em frente.

Cada vez que parava
Sentia os raios do sol
Em contato com meu corpo
Lembrei-me daquela ponte...

(Alice Costa)

Marcadores:

7 Comentários:

  • "POESIA,ÉS RAINHA!"QUE LINDO ESSE REINO ENCANTADO!OBRIGADA GRANDE POETISA MARTA PERES POR VOCÊ SER POESIA E AMOR!ME SINTO FELIZ E IMENSAMENTE GRATA POR FAZER PARTE DESSE NINHO DE AMOR!PURO ENCANTAMENTO E EMOÇÃO!O CORAÇÃO SE ESPARRAMA E A CARGA DE EMOÇÃO ENOBRECE QUEM POR AQUI PASSA!ADORO VIR AQUI E TE ADORO!BEIJOS NO CORAÇÃO!

    PARABÉNS A TODOS OS POETAS E POETISAS QUE ESCREVEM COM O CORAÇÃO A DIVERSIDADE DE EXPRESSÃO E DE AMOR EM VÁRIAS FACETAS!BEIJOS MEUS!QUE FALE O AMOR!

    Por Blogger Marisa, às 21 de outubro de 2009 08:42  

  • Marta minha linda...
    Que grande coração tens pois sai de si pra mostrar outros poetas em um belo trabalho...Todas as postagens estão lindas...Todos os poemas muito bem escolhido, com beleza de versos, lirismo e poesia...E vc a Rainha de tudo isso..alguém que existe pra difundir a cultura.
    Participar dos seus posts aqui no seu cantinho do O REBATE é sempre uma honra e motivo de alegria pra mim.
    Te admiro e te gosto muito...muito.
    Beijosssssss

    Por Blogger Vera Helena, às 21 de outubro de 2009 14:33  

  • Graça e luz!

    É sempre um privilégio poder desfrutar do lirismo desta bela página, onde a maestria dos escritores fala bem alto aos corações.

    Marta, preciosa poetisa, amo estar presente com minhas simples considerações. Sim, porque o Jornal O Rebate, de uma forma carinhosa, nos presenteia como digmas e louváveis composições poéticas.

    Parabéns! Deus seja louvado!

    José Bonifácio

    Por Blogger josebonifacio, às 21 de outubro de 2009 19:16  

  • "ENTRE MIL POEMAS
    Estando neste cantinho entre os mil
    O poeta de sonho se torna varonil
    Escreve as trovas nos domingos
    E reescreve com alegria aos amigos..."
    Esta estrofe de uma poesia que fiz algum tempo se encaixa em "POESIA, ÉS RAINHA!" É alegria de qualquer poeta estar presente neste encanto onde as postagens poéticas mais lindas se encontram.
    Para mim é um previlégio estar aqui, para quem lê deve sentir lindas emoções. Parabéns Marta e à todos que se dedicam a "POESIA"
    CARLO MAGNO

    Por Blogger Imaginação, às 23 de outubro de 2009 18:53  

  • "Poesia,És Rainha!"
    É fantástico esse poético reino!E a poesia encanta e ilumina a emoção!Marta Peres é uma estrela
    que brilha e engrandece com sua maestria esse lindo Jornal!Parabéns
    por nos encantar e estimular com tão belos poemas!
    Parabenizo todos os poetas que com sua arte leva amor e emoção para os corações!

    Beijos carinhosos!

    Por Blogger hortencialopes, às 24 de outubro de 2009 16:21  

  • Nesse reino da poesia, somos súditos
    do amor inspirado em letras e voce
    querida Marta Peres é nossa rainha
    dedicada e abençoada.
    Um bjo grande e grato pelo lindo
    trabalho.

    Por Blogger Denise Flor, às 25 de outubro de 2009 10:35  

  • Marta é sempre um prazer poder estar entre os teus poetas.
    Este blog é um lirismo de grandes emoções.
    obrigada.
    bjs

    Por Blogger meus duetos & poemas recebidos de grandes amigos, às 27 de outubro de 2009 04:55  

Postar um comentário

<< Home