.

sábado, 11 de abril de 2009

Paixão Incondicional


Paixão Incondicional

Carregou sua cruz nos próprios ombros
Virou corcunda ao fim da travessia
Cravou a cruz do proprio sacrilégio
O sacrificio que o Pai queria


Foi homem, foi Deus , tudo num piscar de olhos
Chorou e confortou com dom de taumaturgo
Sangrou, até duvidou com febre alta
Mas percebeu que era sim
O salvador do mundo

Deus lavou seu sangue com a chuva
E reposou Jesus por três dias
Depois, Cristo, com as chagas e com um sorriso
Vive até hoje entre os homens e o paraiso

E ainda sofre por nós
Porque nos ama
Como uma mãe,um pai,um irmão
Incondicionalmente

Guilherme Sodré

1 Comentários:

  • Obrigado Marta por postar meu texto, a minha modesta homenagem ao homem que nos ensinou o verdadeiro amor, o amor de doação.
    Espero que todos tenham gostado.
    Beijos e Abraços!

    Por Blogger Guilherme, às 12 de abril de 2009 07:57  

Postar um comentário

<< Home