.

domingo, 25 de janeiro de 2009

Sempre Tu


Sempre Tu

Completo a ausência de tudo
Amando a dúvida
Que sucede o meu por que.
No rosto deslavado
A verdade é disfarçada
Não proclamo o que convém
Nem louvo o parecer
Mas sou o tempo que sinto,
Que mensuro, que encaixo
Enquanto o instante for,
Ter-te-ei sempre
E a palavra permitindo
Eu direi Tu.


Conceição Bentes

1 Comentários:

  • Obrigada a tanto amor, mineira querida
    Pelas orquideas, pela postagem que sempre me emociona.
    Feliz por ter voce em minha vida
    beijos
    te amo

    Ceição

    Por Blogger Conceição, às 25 de janeiro de 2009 14:27  

Postar um comentário

<< Home