.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

É Natal!



É Natal!


ENTÃO...
É NATAL!
CRUZES!
NÃO,
LUZES...
DÉCIMO TERCEIRO, PRESENTES,
AH!
VINHO, MESA...
COMIDA FARTA.
FARSA!
VERDE E VERMELHO...
NOEL, PRESÉPIO!
ABRAÇOS!
AMIGOS, FESTEJOS...
RESURGEM QUIMERAS.
DOCE LUMINÁRIA
DO FIM DO ANO!
TEMPESTADES DE LAMPEJOS
EM UM EMARANHADO
DE DOURADOS...
E ONDE FICA O AMOR?
AQUELE...
AO PRÓXIMO

JULENI ANDRADE

1 Comentários:

  • ESTA COMPOSIÇÃO/REFLEXÃO É OPORTUNA, MEDIANTE A HIPOCRISIA DAS MENSAGENS NATALINAS. O CONSUMISMO FEZ A HUMANIDADE ESQUECER O SIGNIFICADO DESSA FESTA CRISTÃ.
    A JULENI ANDRADE, SEMPRE PROPÕE REFLEXÕES EM SEUS POEMAS E NA VIDA COTIDIANA MANTÉM ESSE MESMO ESPÍRITO.

    Por Blogger davi, às 14 de dezembro de 2008 06:12  

Postar um comentário

<< Home