.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Mini-Sarau!


No jardim onde moro
não há frio nem o tempo passa
lá, todas as flores por ti semeadas,
são violetas, agora, desabrochadas.

No jardim onde moro,
ao som do canto dos rouxinóis,
cercada por girassóis, profano meu paraíso
como uma abelha, mordiscando tua epiderme
I
N
T
E
I
R
A
com o toque macio das gueixas

No jardim onde moro, transgrido o que não deveria
E me permito dançar ao som da tua eterna melodia
Convido para esse baile todas as tentações
E alcanço assim, meu canto predileto...

esse deus de versos de seda e vastidão de mãos.

Karla Julia







QUANDO VOCÊ CHEGA

Quando a lua aparece
E o sol se despede
É quando você chega
E vem me enlouquecer
Com seus abraços
Com seus beijos
Com seu olhar de desejo

Neste momento de magia
De cumplicidade com a natureza
Você me faz juras de amor
Me promete amor eterno
Me busca de forma incessante
Me puxa pra junto de si
E eu sinto o gosto seu
Antes que venha o adeus
E você vá pra longe de mim
Me deixa esperando outro dia
Até que a lua faça poesia
E o sol de novo me aqueça
Assim como você
Quem sabe de novo apareça.

(Vera Helena)


Domingo solidão


Todo dia existe solidão,
Mais a solidão do domingo
É mais dolorida.

Pela manha levanto,
Abro a janela,
Belo dia, um convite
A um passeio pelo campo,
Pela cidade, um almoço fora de casa,
Sei la... Qualquer coisa diferente.

Mudar a rotina cansativa da semana
Mais que nada... Tudo igual,
Tento espantar a tristeza
Que me atormenta.

Então, outra vez olho La fora
Tomo um banho, o café,
E o domingo vai sumindo
E eu prisioneira dos pensamentos
Olho para o céu
Falo com Deus
Pois sei que só ele me escuta.

E o domingo vai sumindo,
Eu nada fiz; de casa não sai
Enfim é noite, linda!
Volto à janela contemplo o céu
O brilho da cidade
E eu nada fiz.

Uma imensa tristeza me agonia
E da janela vejo
O dia passando
E na alma uma agonia sem fim
Chega! o domingo
Acabou mais a solidão
Essa ficou.

Autora:Terezinha C Werson



Estranha Imagem

Cega-me essa imagem fria
Um espanto, faz-me ficar em anseios
Chega-me esse sentimento que o medo cria
Faz meu ser girar alheio.

Congela-me essa imagem abstrata
De um ser engolido pela paisagem
Amedronta-me essa sensação de miragem
Faz bater forte meu coração acrobata.

E na mente essa louca paisagem
Que se torna eterna dentro da pintura
Fazendo realidade aquela miragem.

E nos olhos atentos naquele canto
Fixos naquela estranha moldura
Esperando desaparecer tudo por encanto!

Betânia Uchôa



ANJO ETÉREO


Nuvens, fumaça , neblina, bruma....
sou mulher, sou anjo,
sou lua, sou apenas uma....

Sou pura, branca, casta,
indelével....
Sou leve, frágil, cristal ...

Sou flor, sou fina,
paraíso intocável,
sou tua, sou nua,
sou eterna emoção...
existo em teu pensamento...
vivo em teu coração...

by Stella Vives

Madrugada Encantada


Atravesso encantada a madrugada
iluminada com a mágica da poesia
minha fadinha é muito exigente
tem que manter a beleza da magia

Todo cuidado com ela é pouco
com o tratamento da fantasia
ilusão só pode ser coisa boa
quando a esperança irradia

sonhos não são apenas quimeras
utopia é pra quem não acredita
somos cercados de seres mágicos
sempre colocando a criança bendita

Fadas afastam as dores da alma
unindo os corações em uma só nota
vibram como melodia de acalanto
trazendo paz deixando guerra remota

SoninhaBB



Travessia de uma Estrela!

Atravessei inúmeros desertos
Para perder o medo das verdades
Que me foram destinadas.
Caminhei ao lado dos teus passos
Retratando tesouros
Buscando nas preciosidades eternas
Ética, luz e coragem.
Temperei a alma e o caráter
Tendo você, o meu maior referencial
Poliste meu talento
E no mundo da fantasia
Fizeste da dor, o alento
Cantaste a canção do vento
Buscando na musa distante
A poesia como fonte
E entre risos, lágrimas e emoções
Fizeste de mim
A mais bela estrela viajante!

Conceição Bentes
(Dedico ao poeta Théo Drummond)




Tempos





De hora em hora eu espero o teu minuto,
sentindo os segundos da chegada
e os séculos de tua partida.

O tempo não é mais a hora.
A hora é do tamanho que eu dou.
Vem, pois, num instantinho de vontade,
cede à minha saudade,
mesmo que não fiques mais.

Temo que o tempo se finde para sempre
e um outro tempo demente
custe em trazer-te inda mais.
Meus momentos melhores estão em ti
e são inigualáveis e não são ruins,
apenas se desencontraram de nós.

De hora em hora eu morro um ano
mas, juro, ainda te amo
aguardando no secular desprezo que ficou
o milenar desejo deste instante.





Paulino Vergetti Neto



Da-me a tua força

Senhor, minha alma esta agitada
Como o mar revolto
Vem Senhor manda que ela se acalme.

Senhor aumenta a minha Fe
Para que eu não pereça.

Angustiado esta o meu coração
Vem senhor, só tu podes alegrá-lo.

Meus passos vacilam
Pois sou fraca
Da-me a tua força meu Pai.

Estou no deserto
Me pega pela mao
Leva-me para uma rocha

Remove Senhor as pedras
E os espinhos
Que estão no meu caminho
Para que eu possa caminhar.

Quebra os grilhões
Que aprisiona a minha alma
Para que ela seja livre
Pra te louvar, e levar a tua palavra
Ao angustiado, e ao necessitado.

Senhor ajuda a tua serva;
Quero ser forte,
Vencer barreiras
Vencer os Golias que me assombram.

Quero ser mais que vencedora
Em teu nome Jesus.
Que esta suplica
Suba como incenso ao teu altar.

Autora:Terezinha C Werson



Hostilidade
.....................................
Nem tudo é Bordel ou Cabaré
Existem também Igrejas...

Nem todo mundo age de má fé
Existem pessoas boas...

Nem só de vilania o homem vive
Existem até gente que pratica o bem, sabia?

Nem mesmo a descrença que causei
Justifica suas atitudes hostís...

Nem mesmo assim você entende?
Pois é...Eu também não...

Que pena!!!

Marçal Filho



CHEGANÇA
Oswaldo Antônio Begiato

Eu te trouxe de presente um olhar.
Um olhar que achei escondido entre as pedras do rosário
E que brincava de encantamento com a Virgem Maria.

Eu te trouxe de presente um olhar.
Desses que não descuidam de nenhum movimento
E que de tão atentos se tornam anjos da guarda.

Eu te trouxe de presente um olhar.
Desses que contém dentro de si tamanha proteção
Que os olhos deles parecem um mar de cheganças.

Eu te trouxe de presente um olhar.
Desses que revelam uma entrega tão desmedida
Que se tornam portas de entrada de todas as abnegações.

Eu te trouxe de presente um olhar.
Apenas um olhar. Nada mais, além do meu servo olhar



No jardim onde moro
não há frio nem o tempo passa
lá, todas as flores por ti semeadas,
são violetas, agora, desabrochadas.

No jardim onde moro,
ao som do canto dos rouxinóis,
cercada por girassóis, profano meu paraíso
como uma abelha, mordiscando tua epiderme
IN-TEI-RA
com o toque macio de uma gueixa.

No jardim onde moro, transgrido o que não deveria
E me permito dançar ao som da tua eterna melodia
Convido para esse baile todas as tentações
E alcanço assim, meu canto predileto
esse deus de versos de seda e vastidão de mãos.

Karla Julia


PRISIONEIRO DO AMOR?


Eu quero amar hoje, agora, depois, além
Amar por amar, seja lá que jeito for
Amar você, aquele outro e não amar ninguém
Pois não quero ser prisioneiro de um só amor

Não me prender somente amar a quem
Pois que o amor para mim é universal
Desprender-me de todos sem ter nenhum bem
E que me entendam e nunca me levem a mal

Já que eu não sou e nem serei de ninguém
A vida que me ensinou a ser do jeito que sou
Amar, amar, amar, como jamais se imaginou

E assim eu posso dizer sem medo a alguém
Te amo! E dai? Que se assuste ou queira imaginar
Que eu possa por isso também querer lhe dominar

Escrito por elciomoraes


Em tí

Parei em frente à ti
e me vi refletida
alma límpida
despida de mim
reconheço-te luz...
Olhos além no infinito,
palmilhemos juntos
as estradas do sem fim
Os homens e as eras
nos esperam...
Permitamos que nossos corações
sejam os faróis a nos guiar
e que nossas emanações de paz
se propaguem no ar.
Felizes, nos completamos e
repleta de ti, me pego a sorrir!

Denise Flor©
25.7.08 - 18:59hs

Marcadores:

5 Comentários:

  • Agradeço ao seu carinho e considreção a minha pessoa.
    Fico muito lisonjeado de uma poeta assim como você, merecidamente reconhecida, publicar em seu blog uma poesia minha.
    Obrigado Poeta Marta.
    Um grande e forte abraço do seu amigo de sempre
    Elciomoraes

    Por Blogger elcio, às 8 de dezembro de 2008 05:38  

  • Mais uma vez agradeço pela generosidade sua Marta querida, por
    estarmos todos por aqui, nesse espaço
    de oportunidades para expormos nosso trabalho. Que Deus lhe ilumine sempre
    e abençoe tua intenção em auxiliar à todos.
    Muito obrigado e fica aqui o meu carinho e felicidade por estar participante.

    Por Blogger Denise Flor©, às 8 de dezembro de 2008 11:59  

  • Querida Marta
    Agradeço eternamente a Deus por Ele ter colocado voce em minha vida, foi um dos presentes mais bonitos que ganhei
    Agradeço tambem o carinho ao colocar nese espaço tão cheio de amor, a homenagem ao noso querido Théo, poeta dos mais respeitados no nosso meio
    Obrigada eternamente

    Ceição

    Por Blogger Conceição, às 8 de dezembro de 2008 14:42  

  • Marta, eu aqui novamente e feliz em ver a qualidade e variedade dos poemas postados, obrigada mais uma vez pela oportunidade de postar os meus trabalhos neste espaço tão lindo.

    Beijos!

    Por Blogger Betânia Uchôa e seu universo in versos, às 8 de dezembro de 2008 15:14  

  • Amiga querida...
    Obrigada...esse seu carinho me fez ganhar o dia sabia??
    Adoro vc Marta...muitoooooooooooo
    beijos...muitoooooooosssss

    Por Blogger , às 8 de dezembro de 2008 15:23  

Postar um comentário

<< Home