.

domingo, 21 de setembro de 2008

Poesias e Amigos!



“Primavera”

Chegou a Primavera
Trazendo a sua beleza
Os jardins floridos
Onde encontramos rosas
De todas as cores, vermelhas,
Amarelas, brancas, azuis
Trazendo paz e cantiga de amor

A primavera chega trazendo
Aromas novos
Mais uma obra de Deus!
E no jardim florido
Tem um arco-íris colorido

De tão belo deixo escapar um gemido,
são rosas germinando, margaridas
dançando em canteiros, bailando
ao vento que passa, imaginei orquestra

valsando suavemente, só elas ouviam,
só elas percebiam, no caramanchão
da praça, namorados se beijando, jurando
amor eterno, ao som da primavera.

(Graciela da Cunha e Marta Peres)
21/09/08


“Flor de Jasmim”

Flor de jasmim
Da cor lilás
Romântica e suave
Seu aroma exala amor
Suave como uma pluma
Que chega para acalmar
Os corações apaixonados.
(Graciela da Cunha)
18/09/09
“Rosa Vermelha”




“Rosa Vermelha”

Primavera chegando
e entre todas as flores e
aromas a rosa vermelha
é a mais bela...

O seu delicado perfume,
exala a paixão
revigorando a inquietação
dos corações apaixonados...

A rubra rosa vermelha,
atrevida e perfumada,
a natureza fez formosa,
para enfeitar meu jardim.

Deixando-me apaixonada,
pela doce primavera,
que permite que seu perfume,
chegue para mim...
(Graciela da Cunha)
08/09/08



Um hino à primavera...

Vem primavera!
Trazer-me as mais lindas quimeras,
junto a elas sonhos de outras eras,
com o colorido inusitado das flores,
e os diversos aromas de outros amores...

Encantar os campos e os corações,
ensinar a poção mágica das paixões,
trazer ao poeta sua mais linda inspiração,
ao senti-la chegar mais perto...

Vem Primavera!

Das estações és a mais bela!
Embriaga todos os sentidos,
atiça até os quietos cupidos,
á lançar suas flechas de amor singelas..

Trazes as paixões á flor da pele,
vem como uma brisa e de leve,
faz com que a natureza cantarole um hino,
como se fosse o som de um violino,
mas são só vozes que se misturam,
em saudação a mais bela das estações.

Olhando as rosas vermelhas e amarelas,
beija-flores a voar sobre elas,
trazendo esperança a cada novo amanhecer,
me sinto uma criança vendo tudo florescer.

(Valquíria Cordeiro/Graciela Cunha)
06/09/08

1 Comentários:

  • Querida Poeta!

    Há tempos este meio virtual propicia-me a análise de postura dos meus colegas do orkut. E esta sua ação merecia e merece realmente meu sincero comentário. Venho humildemente agradecer pela oportunidade de você postar e divulgar algumas das minhas palavras neste espaço. Sei que nos conhecemos por um generoso tempo, onde conceitos sobre seu o coração e profissionalismo eu dispenso comentários... Gostaria apenas de enfatizar uma coisa no âmbito profissional, existe muita gente que se propõe a ser profissional, mas o profissionalismo sério, aliado a uma postura solidária da qual você desempenha a tempos aos seus outros parceiros,realmente é uma raridade.
    Mas sinceramente nunca me achei digna de estar aqui, fazendo parte desta coluna. Não por desqualificar qualquer que seja minha obra/criação, mas falo pelo tempo que nos conhecemos. Você deve ter observado que procuro sempre agir discretamente e se possível creio que você nunca me viu inserida em um grupo que busca promoção do “NOME” a qualquer preço. No entanto é normal não me ver sendo divulgada em outros espaços da mídia. Não me vejo inserida em divulgações seja ela de qual segmento for, por que ainda não é esse meu principal objetivo. É muito raro ouvir falar de mim,ou de alguém que me divulgar, busco aprendizados contínuos... E serei uma eterna perseguidora destes objetivos. Reconheço realmente que quem me propicia este momento de estar aqui deve cultivar algum bom motivo para tamanha generosidade. Porque as ações que recebo do "PAI" que amo, são conquistadas e nunca negociadas. E já que você com sua postura de pessoa sensível, achou de presentear-me com essa conquista - a de participar da sua renomada e qualitativa coluna - eu só tenho que lhe agradecer pela oportunidade única e usando as palavras sinceras do meu coração, pedir a Deus que a abençoe por este ato que vejo com muita sensibilidade de alma.

    Por Blogger Kenia Bastos, às 30 de setembro de 2008 03:18  

Postar um comentário

<< Home