.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Pequeno Sarau!


MEMOH

A natureza é bela, inocente,
Com tua ganância, o homem destrói,
Não pensa no futuro, só no presente,
Destroem matas e rios, nele não dói,

Onde está a consciência, pobre diabo,
Que na ânsia do poder, tudo devasta,
Não pensa no teu fruto, oh! Devasso,
Com a pseudo-onipotência, deixa o rastro,

Matas queimadas, rios poluídos,
Crianças com fome, mendigos nas ruas,
Não enxerga, não ouve, todos perdidos,
Qual o mundo que nos pertencem?
Homem...

Será que não pensa, que um dia,
O teu fruto, de uma sombra precisar?
Ai homem, já é muito tarde,
Nada para o futuro restará.

Autor: Poeta Mineiro


Do tempo

Tenho saudades
da infânçia
que tão rápido passou
do cheiro do bolo quentinho
subindo as escadas devagarinho
Tenho saudades
das mãos de minha mãe
me fazendo carinho
falando baixinho
ali era meu ninho.
Tenho saudades
das risadas que davamos
quando um vidro quebrava
e o gato pulava.
Tenho saudades
de um tempo
que eu pensava
que ninguem que eu amava
um dia partiria
me deixando assim
tão vazia, de tudo que um dia
só me trouxe alegria.

Cassia Da Rovare


SEM VIDA

A beleza da vida não está escondida
Vive cantando o passado e o futuro
Reflete nas canções da pretendida
Numa luz, mesmo que viva no escuro

É bom sentir o perfume, o corpo
Se perder em delírios e imaginação
Personificar a vida num mesmo acordo
Sentindo essa maravilhosa sensação

Na vida acostume a preencher o vazio
Mesmo vivendo em seu fluxo vital
Arranque força do amor que o atraiu
Sem dilema desse mesmo ritual

Não digo que a vida me é favorável
E que me vejo num caminho perdido
Nesta vida me sinto confortável

Agonizo se você não me der sentido
Espero que você me seja amável
Sem isto, desta vida estarei arredido

Carlo Magno 16/09/08




Ventos da Estação

Sinais de um poema
versado entre as estrelas,
figuram, desenham-se
feito um colar de esmeraldas
colorindo teu peito, pairando sob
este birô de fantasias, escolhendo-me
como o violoncelo das letras,
simples ouvidor das brisas
que adentram por esta janela,
aberta ao dilatar do coração!

Uma centelha, um cálice,
um navega com luz do teu olhar,
o outro e a onde bebo-te em
versos prosaicos,
avessos balzaquianos,
rubros momentos
que quebram o silêncio,
rompem a madrugada,
entrelaçandos lábios,
abrindo o desejo!

Côncavo, convexo
espelhos de um mesmo tema,
compondo a mesma canção,
musica para alma sentir e o
corpo se entregar e se deixar
inundar de sois e luas, que
tão somente o amor,
pode exclamar pelos
quatro ventos da estação!


Auber Fioravante Junior

Faço-te um poema





Faço-te um poema
não que fale da dor de amor
mas da brandura em meus olhos
em senti-lo

Faço-te um poema
não que fale da noite escura e fria
mas que fale do orvalho
da magrugada nas flores

Faço-te um poema
não que fale da solidão que me assola
mas pra te falar desse
amor que me ampara

Faço-te um poema
não como quem chora
mas como quem canta
a canção da esperança

...de um dia te-lo comigo.

Rosane Silveira



PAIXÃO, EU TE AMO...







você dorme,
e o faz lindamente;
teu sono
é a paz infinita
do silêncio;
sinto a ambos
em minha alma,
porque tocam fundo
e “falam” alto;
quando fores embora,
por favor,
deixe um sorriso
em nossa cama;
um aceno e um beijo
neste quarto;
isso, será
o suficiente
pra eu saber
que estás aqui
e te abraçar de novo,
e carinhosamente,
em minha
costumada solidão...



(Tadeu Paulo -- 2008-09-17)



.



LUANA

Lua
Luar
Luarou
Luana.
Pela manhã
De novo dia.
Chega a lua nova.
Criança esperança.
Sonho infantil.

Meiga dança,
Sem passos ainda.
Coraçãozinho balança,
Pulsa febril
Alegria que não finda,
Nem findará.
Renove este mundo,
Cresça flor da inocência.
Bem no fundo,
Sinto sua doce presença.
Pulsar calmo e sereno,
Pequeno ser, inspiração
maior de Deus.
De longe te aceno,
Presente em minha oração,
Todos olhares são seus.
Canta, canta pequenina,
Encanta-nos linda menina.
Aprenda logo a voar,
Entenda breve o sentido
Real e puro do amar!
[gustavo drummond]


Um Amor em Dia Gris!




O azul trocou de céu
ou talvez de roupa
também trocou de mar.
E a baía amanheceu
tão gris, tão gris, tão gris...
que barcos, navios e catamaranas
cruzavam-se às cegas pelas águas
num dia brincando de perdido
querendo roubar a alegria da vida.

No varandão do aeroporto
uma paixão fugiu da rota
não aterrissou na pista
No bolso um celular
que não toca...
E uns olhos trêmulos
de tanto amar e esperar
um coração vadio
que não chega!

Tudo está gris, muito gris
sob esta lona furada
vazando água.
Cinza e molhado
como as cinzas em pó
de um resto de fogueira de amor
em tempos de espera
levando um balde de água fria.


de: Vallentine


" Indefeso..."


Descobre meus
Infinitos,
Explora minhas
Emoções
E atordoa
Minha razão...

Arranca desejos,
Deixa a ânsia
De uma saudade...
Desliza por meus
Sentimentos
A solidão...

Faz bagunça no meu
Peito,
Sai e volta quando
Que quer...

E o coração contempla
Tudo calado...
Indefeso... Perdidamente
Apaixonado por você...

(Cida Luz)

Miragem

Tão lindo
Tão perigoso
Tão belo na imensidão
Tão envolvente
Tão fascinante
Tão imponente
Tão forte
Tão despido de pudor
Tão deslumbrante
Tão delirante
Tão inspirado
Tão precioso como diamante
Nas palavras insanas e doces do poeta
Apenas miragem...
Miragem de amor.


Kátia Claudino Caetano Pereira
Kátia Pérola _ (arquivo)




Apenas me Ame

não me busques em retratos
nem em almanaques ou folhetins
vaguearás e ficarás vazio
não estarei lá.

procure na geografia de seu corpo
pedaços meus que em ti residem
misturando seu desejo com meu amor
percorrendo entre desejo e medo

não perguntes nada,não há respostas
apenas me ames , me chames me grites
me desejes,me possuas,entre em mim
estou pronta pra te acolher.

ando tesa pelas ruas a procura de ti
numa esquina da vida te vi e revivi
venhas,tenho mais que um retrato e poesias
sou amor,carinho,tesão e mansidão.

Sandra Almeida


Reina sobre mim Senhor

Vem me socorrer
Vem com a tua mão me proteger
Ser meu protetor
Quero ti sentir
Guia o meu caminhar
Não me deixa vacilar
Da-me a beleza da flor,
Cuida de mim meu senhor.

Autora:Terezinha C Werson 27/2/2008



Meu Desejo


Você é meu querer
meu desejo insano
quero em ti me perder
repousar meu desejo

No teu corpo quente
despir minhas vontades
aninhar suavemente
meu desejo ardente

No jogo de sedução
entregar-me as carícias
de suas mãos ...
Vestir minha pele de prazer

Em teus lábios úmidos
sentir o gosto da sua boca
saciar meu desejo
minha fome de ti...

A paixão me consome
envolvo-te em meu desejo
incendeio de amor seu querer
teu corpo alimenta o meu
(Van Albuquerque)

FLOR

Qual jardim da primavera
Em que nasceste, flor tão bela
E quem a trouxe para mim?

Dentre todas, a mais linda.
Que tal qual não vi ainda,
Entre todas, no jardim...

Escrito por Elcio Moraes



Noites Eternas

que me venha então meu amado
esse ser alado, livre, me decifrar
e me trazer dos ares dengos divinos

venha com sua alma de pássaro
mais bonita que a alvorada
transparente como a lagoa serena

venha com sua linda euforia daqueles que ousam
trazer –me de volta à luz na hora da lua cheia
na sombra terna dessas noites eternas.

Karla Julia


Quem passa por quem?


Estou pensando,
Enquanto penso caminhando,
Vou olhando,
A paisagem que vai passando.

É ela que passa por mim,
Ou será eu que caminhando assim,
Sem parada e sem fim,
Passo por ela e por mim.


Santaroza

Pacata Fera Ferida

Que me importa se você não me ama mais
Foi tudo uma aventura foi chuva de verão.
Foi uma vertigem chegou triunfante foi um milagre!
Inútil a dura realidade é minha desilusão.
Mais um erro meu, sem perdão estou transtornada.
A terra ruiu em meus pés e sem chão.
Mais descobrir a tempo, refeita de coração forte.

A minha felicidade depende exclusivamente de mim.
O sangue que pulsa dentro do meu coração
Comanda minha mente, ela é o meu reinado,
E nela predomina tudo que sou.
Que garantias eu teria vivendo sofrendo por nada!
Fica em teu trono, de marfim no seu império de deus..
Estou decretando minha liberdade!

O meu reino não tem rei, nem patrão.
Sou dona do meu coração enfim sou como fênix
Sem vôo certo eu conquisto o universo
Sou uma planta daninha quando quero ser.
Sou uma fada bondosa com minha varinha de condão
Eu estraçalho coração de serpente.
Em apenas um sopro a história encerra aqui...
Autora Marina Nunes


Pela fresta


Pela resta amarela
Numa fresta em minha janela
Vi o sol entrar
Ai, não me senti tão abandonada
Feito uma estrada velha...

Sinto Deus em minha vida
Iluminando minha estrada
Trazendo a paz esquecida
Abrindo botões em rosas
No canteiro do meu jardim.

Ouvia-se ao longe
Uma viola, uma entoada
Anunciando o despertar
De sonhos a se realizar
Na vida de quem se amar.

Um beija-for pousa em meu jardim
Nas multicores de suas asas
Trazendo a beleza de seu planar
As emoções afloram
Deixando a vida mais colorida
Foi em outro jardim pousar.

Chega à noite... A cantiga no ar
A lua enluarada a clarear
Nosso jardim em flores
Acolhendo-nos para amar.

Magali Oliveira



“Meu Coração”

Meu coração acordou
Com muita inspiração
Se me permitir
Entre poemas
Farei encantos
Ao meu amor
(Graciela da Cunha)





Você é Especial

Viva sua vida praticando boas ações,
reflita antes de qualquer atitude,
pense em seus atos, ações, se coloca
no lugar do outro...

Aprenda com o sofrimento, toma como
exemplo para si as desditas do irmão.

Olha dentro de si mesmo, descubra
em você, a pessoa fantástica que é, busca
realizar seus sonhos, para que encontre
como recompensa a satisfação pessoal.

Você nasceu para ser estrela, todos nascemos,
deixa a sua brilhar ao sol, ele, é dos filhos
amados do Pai, coloca otimismo no que fizer,
seja objetivo no sonhar, sua vida é especial!

Marta Peres

Marcadores:

3 Comentários:

  • Marta Obrigado pelo seu carinho para com todos os peotas!

    Por Blogger Antologia dos Poetas Virtuais, às 18 de setembro de 2008 16:29  

  • Querida Marta!

    Tua coluna está linda! Passei momentos felizes lendo os poemas e cada vez mais encantada com o teu amor aos poetas que te cercam.Considero-me fruta verdolenga,nem sei se meu poema "Um Amor em Dia Gris" merecia estar junto aos demais, tão belos!
    Mil beijos! Vallentine (poetisa menor)

    Por Blogger megg.carioquíss!ma, às 18 de setembro de 2008 19:56  

  • MARTA, MARTA PERES!!!
    QUERIDA AMIGA VENHO AGRADECER CARINHOSAMENTE POR TER POSTADO MINHA POESIA ENTRE AMIGOS POETAS MEU MESTRES.ESTOU MUITO FELIZ POR ESTAR PRESENTE E CONFESSO MARTA COMO É DIFICÍL ADMITIR ENTRE TODOS
    O QUE MAIS AMO?
    TODOS VCS AQUI E EM MINHA PAGINA NO ORKUT SÃO MEUS AMIGOS E PROFESSORES, AMO TODOS... COMO É DIFICIL...
    TODOS SÃO MARAVILHOSOS, INCÍVEL APRENDI A ADMIRAR E RESPEITAR O TRABALHO E O JEITINHO DE CADA UM. VOCÊ MESMA POETSA COMO É MARAVILHOSA , OBRIGADA POETSA MARTA PERES , OBRIGADA JORNAL REBATE, MEUS PARABÉNS!!!
    KÁTIA CLAUDINO CAETANO PEREIRA
    KÁTIA PÉROLA.ENEQEAVC.
    BEIJOS A TDS....

    Por Blogger katia, às 21 de setembro de 2008 15:21  

Postar um comentário

<< Home