.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Poesias, São Para Sonhar!



Bilhete

Minha alma é concisa, calma, não gosto
de usar palavras pesadas, penso no que digo
e no que escrevo.
Procuro me posicionar de acordo a não ferir alguém.
Busco a boa leitura, os bons escritores, uma fonte imensa
de pesquisa. Carrego comigo o bom e velho dicionário. Ele,
só ele é um grande amigo. Troco idéias, converso, brigo,
concordo, discordo. Sou amiga, sincera, porém, não me tira
do sério, viro bicho, e perdôo logo.
Até me esqueço. Não guardo coisas inúteis no coração.
Jamais tive pretensão de ser a primeira, a mim basta
uma boa colocação.

Marta Peres


Fresta

infiltro nas estampas intensas
a denúncia do piscar
sobe nu e vestida

conflito nas tampas suspensas
a pronúncia do olhar
move chegada e partida

estimula experimentos
desafia captura na flâmula mordida

firula argumentos
afia abertura e convida pra vida

(Cris de Souza)



Jornal



Pego o jornal de hoje
Encho às mãos de letrinhas
Tem bandido com face de beato
E inocente caído no lixo
Fofocas do Jô Soares
Políticos com bolsos pesados
Cansei!!! Dou um tapa no jornal
Colo de novo as letrinhas
E fecho, para não virar versos
De primeira página do meu dia
*Elisa César Poesias


AMAR DE VERDADE É ASSIM






sempre que embarco
nessa onda
de martírio e solidão
navego inteiro
num mar sem rumo;
remo em minhas
próprias lágrimas
e afundo em mim...
pois então sou oceano;
só a tua lembrança
me leva pr’areia
daí, exausto e sonhador
me deito à sombra
de tua saudade...
cabeça em teu colo...
sorrio... suspiro...
...e vivo !



(Tadeu Paulo -- 2008-09-15)




Na sombra do ipê florido...

Meu ipê florido fostes
pelos anjos esculpido,
imaculado pela terra
concebido...

Suas flores roxas,
mescladas de lilás
e rosa são de beleza,
inefável e majestosa...

E, essa sua sombra,
acolhedora e fiel,
faz-me sentir num
pedacinho do céu...

Ah, meu ipê florido!
Fostes sim pelos
anjos esculpido.
para trazer-nos
a poção mágica
da cura...
E por nós apreciado
pela sua candura.

(Valquíria Cordeiro)



ALMA DE MENINA...

Minha alma de menina
esperando o amor chegar
despia seus desejos
brincando, fazia festa
aconchegada em mim
Na brisa fresca
que acariciava a tarde
sentiu o seu cheiro...
O olhar gracioso
carente de mimos
encontrou o brilho sincero
dos olhos teus
em silêncio, dialogaram
um sorriso maroto
em minha alma de menina
se acendeu...
Minha alma deixou
de ser menina
nasceu a mulher atrevida
aprendeu a amar
encantada, devaneia
vive contigo, sonhos de amor
sorri feliz, dentro de mim

(Van Albuquerque)


VOLTAR...

Voltar-se para dentro de si nesta lapa
em extrema atitude de carência
ao encontro do seu amor primeiro... na ausência.

como um homem apaixonado guarda seu diamante
sozinho na solidão da sua ansiedade o sente
volta da guerra ao encontro da sua amada
com tanta saudade o entrega... carente.

transpor por vontade o covil do ego medonho
que pelo medo prende o peixe em sua rede
tal qual tuaregue que atravessa o deserto
confiando no norte do seu faro... sua sede.

entrar no processo humilde de reversão
sentir-se de novo criança alheia ao mundo
Iluminado por esta alegria que o acolhe e o cheia
será venturoso de vida seu dia a dia...

Edgar Alejandro


QUIMERA

ousadia sonhar
sem razão em acordar
amor não tem lado
pintar o sol na esquina
onde muros prendem
pela cintura
pés iluminados
pela ousadia
do dia

Ana Wagner



Apaixone-se

Com cara lavada e atrevida
Nem que seja uma vez na vida
O amor é devotamento
Mais a paixão é passageira
Anima o coração tem gosto também!
Apaixone-se
Faça uma declaração de amor
Reprimir criar resistência já era
É sofrer calado não dá!
O importante é tentar amar
Apaixone-se
E fique estupidamente animado
Em um estalo em um triz
Tudo pode mudar
Amanhã você ficará decepcionado
Por não saber o significado
De exclamar a alguém eu te amo!
Autora Marina Nunes


Ter sua amizade

É certo que ser amigo
É esquecer de si mesmo
Vem sem avisar
Nos surpreende
Sua chegada
Justamente na hora
Que mais se precisa
É demais
Escuto exatamente
O que preciso
Me traz alegria
Quando na verdade
Só chorar eu queria
Que coisa é essa?
Meu amigo
Afinidade,intuição?
Não importa o que seja
Só sei que tu
Com essa meiguice
Comprou meu coração
Amigo certo
Das horas incertas
Te amo com paixão

Anjopoesia






Retrato

Senti saudade de você!
Hoje tomei nas mãos o seu retrato,
já estava amarelado, amassado
porém, seu sorriso estava divino,
parecia estar ali, dentro daquela foto
em carne e osso, senti sua ternura,
um carinho! Meu coração inebriou.
Lembranças vieram à tona, saíram
rápidas do rolo das saudades, sua
mão senti em meu rosto, acariciando!
Quantas recordações boas, seu jeitinho
de andar, de falar, de me chamar a
atenção, naquele retrato encontrei
lembranças, tantas, que fizeram bem,
ao meu sofrido coração!

Marta Peres


SE EU FOSSE VOCÊ

Se eu fosse você,
Nunca mais sofreria assim.
Deixaria de lado,
O orgulho, os ciúmes
E voltava pra mim.

Se eu fosse você,
Não chorava assim,tanto, tanto.
Resolvia
Voltar de uma vez,
Aos meus braços e pronto!...

Escrito por Elcio Moraes







_Discussões Equivocadas_



Um rapaz esteve diante a Nietzsche
E discutiu com ele
Filosofia

Uma mulher esteve diante a Salvador Dalí
E discutiu com ele
Pintura Surrealista

Um senhor esteve diante a Michelangelo
E discutiu com ele
Sobre esculturas

Um outro rapaz esteve diante a Mozart
E discutiu com ele
Música Clássica

Uma outra mulher esteve diante a Gabriel Garcia Márquez
E discutiu com ele
As técnicas
Para escrever romances

Um outro senhor esteve diante a Shakespeare
E discutiu com ele
Poesia e Arte Dramática...

Ah! Antes houvessem permanecido calados
Apenas ouvissem
E aprendessem
Assim teriam se poupados
De terem sido vistos
Como asnos



Rob Azevedo


A fim!


Eu confesso que não sei,
O que buscas em mim,
Confesso que já errei,
Mas sabes, sou assim.

Um cais em mutação,
Um oásis no deserto,
Um poema uma canção,
Depende de quem esta perto.

Não sou constante,
Nem previsível,
Gosto de ser errante,
E de fazer o possível.

Não tenho parada,
Tenho estadia,
A vida é uma estrada,
A um sol por dia.

Quero-te, porque quero,
Na simplicidade de um sim,
Não explico, não espero,
Só quero que estejas a fim.


Santaroza



Pra você

Possua...
Um coração que nunca endureça
Uma emoção que nunca pressione
E um toque que nunca magoe...

Possua...
Um carinho que nunca envelheça
Uma doçura que não estacione
E uma razão que muito perdoe...

Possua...
Uma paixão que nunca enfraqueça
Um prazer que jamais relaxe
E um silêncio que não se destoe...

Possua...

Uma verdade que nunca encareça
Um medo que nunca ameace
Uma tristeza que não se amontoe...

Possua...
Uma amargura que não amanheça
Uma alegria que nunca entristeça
Uma fantasia que jamais voe...

Possua...
Uma felicidade que jamais empobreça
Um desejo qualquer que nunca se apague
E um amor que lhe abençoe...

Enise



O bilhete...


Fadinha apaixonada
Anda meio avoada
Desde que recebeu o bilhete
Daquele namorado secreto...
O encontro fora marcado
Atrás da roseira
Que fica entre as duas macieiras
(Paty)



Onde seu elemental já aguardava,
Com carinho guardava
Um lírio branco para ser dado!
A Fadinha que chega avoadinha
Entrelaçando suas asinhas
Com seu sorriso, a querida Fadinha
Encontra seu namoradinho!
Mais ela espeta o dedo na roseira e faz chorinho...
(beics)

Publicado no Recanto das Letras em 15/09/2008
Código do texto: T1179704


Á espera de um milagre...

Esperar por um amor,
É acima de tudo ter fé...
É mandar embora a saudade,
Dos dias tristes,
E acreditar que a felicidade,
Nasceu pra você.
Esperar por um amor,
É preencher um grande vazio,
Com esperanças renovadas,
É mandar aquele frio,
Da solidão,
Deixar o seu coração,
E acreditar que um milagre,
Esta pra acontecer,
É se deixar envolver em algo,
Maravilhoso...
É libertar sua alma,
Pra que ela encontre o tão,
Esperado amor verdadeiro.

(Valquíria Cordeiro)


Esperar...


Esperar...esperar...

Esperar a flor desabrochar
Esperar o vinho envelhecer
Esperar o fruto amadurecer
Esperar o novo dia nascer
Esperar a criança enfim crescer
Esperar o amor acontecer
Esperar a felicidade chegar
Esperar a maturidade chegar
Esperar a vida passar
Esperar a velhice chegar
Esperar a morte nos levar

Esperar...esperar...



Ana Beatriz Nascimento


Despedida

Existe tanta dor escondida
Temos débitos à resgatar
E a Terra é nossa maior guarida

Pela vida passamos de viagem
Precisamos estar de malas prontas
E cuidar bem de nossa bagagem

Se a morte não dói, devemos ter calma
A dor que se sente é da despedida
Mas necessitamos de paz na alma

Dos que amamos sentiremos saudade
Fizeram feliz o nosso caminhar
O reencontro será de felicidade

Buscaremos o vôo, rumo ao infinito
Como pássaros livres almejaremos
Sanar todos os nossos conflitos.
(Graciela da Cunha e Neneca Barbosa)



MENINO PASARINHO

Uma noite sonhei que uma semente eu plantei.
Acordei! Uma semente havia brotado;
Cresceu forte como o brilho do meu olhar
ao ver este presente tão sonhado.

Cresceu um homem, se formou, criou
asas e voou longe a buscar seus horizontes.
Volta sempre e em suas asas me leva a
conhecer novos tempos, passarinho que
nunca se esquece de mim e seu ninho.

Quando preciso, voa correndo até mim, leva-me
para onde necessito ir em um passado tão longínquo
voou sobre minhas asas, meu menino passarinho!

Eliza Gregio


As Razões da Emoção

Tão difícil calar quando o coração grita
Tão difícil falar quando a garganta soluça
Pensar, falar, calar a razão com a emoção
Pesar a emoção pela razão, deter o vôo
E pousar sobre as penumbras da vida

Como não olhar para trás se o rumor
Da magoa me segue com seus passos
Pesados em alvoroço descompassado
Como socorrer um coração despedaçado
Que desesperado segura-se no amor

Como parar o relembrar, reerguer
O confiar voltar a acreditar...

Juras-te em nome do amor, perfídia
Assim mentiste, chega, basta agora
Não ceda implora-me a razão
Acaba com essa droga de uma vez
Retoma teu rumo, respira fundo

Como forçar esse tolo coração
A parar de te amar, voltar no tempo
Quando as tardes eram louras
E a saudade trazia teu cheiro
Na brisa das lembranças...

Como? Se não consigo parar...
De sonhar em voltar a voar a teu lado.


(AlexSimas)



Meios e fins

Coloquei um porto
Seguro!
Em duas mãos
Seguras!

Preparei-me um longo prazo
Errei!
Por ser um fardo farto
Pequei!

Desprezar a abelha
É zombar do mel

É degustar fel e ferrão...
Em forma de silêncio e solidão

Sorria!
Pois sorrir também é ver a felicidade em outrem
Mesmo que seja de um amor próprio ou inadequado de nós mesmo.

...........” Catarino Salvador “.




ENVELHECÊNCIA
Ninita Lucena

Envelhecência: envelhecer com arte,
Construção de uma nova história
Considerando a memória
De uma história de vida
Onde se busca guarida
No gesto de "fazer parte",
Sendo, assim, fortalecida
A qualidade de vida...
Em termos analógicos
Assemelha-se à adolescência
Nas mudanças corporais.
É um momento "demais"
Que precisa se buscar
Nas voltas que a vida dá
Outras formas encontrar
Que impulsionem o viver
Em detrimento ao morrer
E até mesmo ao adoecer.
O ato de poder refazer
Marca momentos essenciais
Dessa envelhecência, como tal,
Nesse excelente "Natal"
Que é nova gestação
Desse em em evolução.

O envelhecimento pode ser representado por uma linha reta e a envelhecência por curvas onduladas.

É preciso sentir

Não analise um coração...
São mistérios infindos
Calados na alma...
Haverá recantos de paz,
Amor,
Também de dor...

Um coração abriga toda
Capacidade de amar quando
Encontra motivos que o
Façam pulsar na força da
Esperança, da alegria,
Da paixão...
Da vida...

Decifrá-lo será o mesmo
Que se perder no emaranhado
De conflitos constantes...
Um coração precisa ser
Preservado...
Amado...
Sentido...
Jamais analisado!...

(Cida Luz)

Marcadores:

5 Comentários:

  • Está supimpa esse cantinho Marta!
    Obrigada por publlicar mais um rabisco meu aqui no jornal! Fico toda feliz rsrs Beijos minha linda!
    Ana W

    Por Blogger ana wagner, às 16 de setembro de 2008 13:11  

  • Marta,
    faltam-me palavras para poder agradecer do modo como gostaria..rsrsrsr
    Você não faz ideia do quanto me fez feliz hoje, do quanto me fez feliz ontem...e do quanto me faz feliz sempre...
    Não apenas por postar meus poemas ( é muito bom saber que agradamos as pessoas com os nossos escritos..rsrsr), mas principalmente pela atenção e carinho do dia a dia...pela amizade que sinto ter em você...
    Obrigada moça!!!
    Muito, muito obrigada!!
    Com carinho
    Rô Daros

    Por Blogger RoDaros, às 16 de setembro de 2008 18:42  

  • Novamente agradezco por la gentileza de me colocar entre estos poetas maravillosos, gracias

    Por Blogger Edgar Alejandro, às 17 de setembro de 2008 05:22  

  • Obrigada amiga!
    Sempre colocando os poemas dos amigos em seu cantinho delicioso. Fico muito feliz de fazer parte de seus amigos.
    Um beijão!

    Por Blogger Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução!, às 17 de setembro de 2008 11:59  

  • Marta,que tudo muito belo!Demais amiga!Mil beijos,parabéns!

    Por Blogger Cida Luz, às 18 de setembro de 2008 15:47  

Postar um comentário

<< Home