.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Pequeno Sarau!



Permita-me
Invadir seu pensamento,
E em silêncio sondar seus sonhos,
Seus medos, seus anseios...
Ir conhecendo seus sentimentos,
E assim tornar-me intima dos seus segredos.

Permita-me
Invadir o seu coração,
E fazer dele a minha morada,
Ir conhecendo assim as respostas,
Que lá estão,
E aos poucos ser sua fiel namorada.

Permita-me
Aquece-lo em um desses dias de inverno,
Cativa-lo com meus carinhos,
E mostrar a você meu lado terno,
Conquistando-o de mansinho...
Para que você meu amor, seja só meu.

(Valquíria Cordeiro).

ME ACOLHE, PRIMAVERA!

Abre teus braços pra mim,
Primavera!
Me acolhe em tuas águas calmas
Após tão longa espera
Necessito teu colo sereno,
Teu vento ameno,
este sol a me embalar
Me faça dormir e sonhar
Derrama suave em minha alma
O teu delicado florir,
O véu azul do teu olhar
Me ilumina com cândida luz
Suave de doce renovar
Para que eu esqueça de vez
Meu velho medo de amar.

Ana Wagner



Primavera na Praça

Planto girassóis em teu jardim
areia, brisa suave
sinos peregrinos
o pássaro balança
no delgado galho
e um anjo passeia
pelo chão, raiz
flores em teus olhos
infantis
asas, coração
carregas tua própria luz
a Paz

Ana Wagner


Agora eu sei de mim


Sensitiva e emotiva sou
Eu sou assim grande amante
Das ilusões uma palhaça da vida
Incompreendida muitas vezes
Sente o coração pulsar e chora
De coração sensações variadas
De amor fervoroso zelosa na vida
E se sente ofegante em um instante
E cada dia para mim é diferente
Mim abasteço de movimentos
E fantasias variadas dramáticas
Eu sou toda grandeza do criador
Que mim ensinou meu caminho
Tão esperado por mim
E nessa vida tão inesperada
Surgir um grão de areia
Em uma beira de estrada
Uma Casa um recanto
Tão singelo mais florido de amor...
Autora Marina Nunes




Te amando

Estou sofrendo por seu amor
Queria te falar o que sinto
Mas o medo me invade
Sou apaixonada por voce
Quando te vejo
Meu sorriso aparece
Meus olhos brilham
Meu coração dispara
Minha face muda de cor
Quero te declarar meu amor
Mas na hora fico sem voz
Sem saber o que falar
Medo de voce me magoar
Não quero por voce chorar
Meu coração
Está descontrolado
Quer sentir-se amado
Só por voce

Anjopoesia




Tua Imagem

Ao desvirginar da noite,
bemol’s encantados,
vagam, divagam, trazem-me
tua voz, tua pele, ardendo,
bebendo do vinho, da letra
que flutua, treme em
favos de paixão!

Tua musica,
chega em gemidos
soletrados, haperjados,
nas jades deste teu corpo,
úmido no libido do néctar
da rosa em flor!

Tua elegância,
desfila em agudos nórdicos
versejando, afinando, com
o diapasão do amor o meu
deslizar dos lábios
pela geografia de todos
os desejos!

Ao desvirginar da madruga,
quero-te no pôr-da-lua,
sedenta, instigante, como
purpurina a bailar, a suspirar
claros sustenidos, fazendo
do instante um sonho
estampado no pulsar
do coração!


Auber Fioravante Junior!


Verso dorido

Muda mundo meu segundo
segue passo vai passando
muda logo ou eu mudo?

Manda pra longe o que dói
mais que perto o que amo
mudo e muda vou mudando
dia e noite emanando
mudança de muda que cresce
no jardim infante florido
que morre para o mundo
nasce apenas
verso dorido...

Maria Flor!


Cuida de Mim

Quando o mundo deserto se transformar
A menina se perder
E a mulher carente gritar
Cuida de mim.

Quando o dia se fizer noite
Sem luar
E as estrelas morrerem
Cuida de mim.

Quando a chuva
Encharcar minha alma
E eu tremer de frio
Cuida de mim.

Seja minha fonte de calor
Brilho
Proteção
Conforto.

Quando eu mais precisar
Por você esperar
Teu nome gritar
Cuida de mim.

Clau Assi


Entre a razão e o coração


Entre a razão e o coração
Eu vou vivendo o amor
A razão diz que eu não tenho razão
O coração diz não desista, tudo vale por amor...

Vou seguindo esses meus dias
Cheia de sol no coração
Sinto dentro do meu peito
Que por amor eu tenho razão...

Tenho razão de colher estrelas
Tenho razão de ousar um minuto a mais
E de querer mudar a história, para estar no teu coração...

Tenho razão de voar bem alto e pousar no teu carinho
Acreditar que é possível, ter tua mão na minha mão...

Tenho razão de tentar a sorte, de tornar real uma ilusão...


Glorinha Anchieta – GG


A Graça de Viver

Como é lindo o amanhecer
Depois de uma noite de chuva...
A natureza se veste de festa
Para saudar o dia que nasce,
Os pássaros felizes cantam seu bom dia e
As arvores balançam seus galhos
Agora brilhantes e limpas
Secando-se com o gostoso calor do sol...
O sol brincando de esconder
Por entre as flores
Tocam meu rosto
E começo a sorrir
Observando toda a grandeza
Do amor de Deus.
A vida desabrochando
Bem diante dos meus olhos
Estou viva! Amo e sou amada
Sorrio me espreguiço
Dou bom dia à vida
E vou depressa meu dia viver!

(Maria Bonfá)




TEU AMOR, MINHA VIDA !








sinto o teu cheiro
por onde ando...
por onde passo e
em tudo o que toco
fronhas.. lençóis
ou quando abro a
porta do armário
ou mesmo entro
em meu quarto

incrível como sinto
a tua presença
a tua sombra
o teu perfume
preenchendo lembranças
e festejando saudades
pois tudo aqui
está impregnado
de mulher e amor. . .



(Tadeu Paulo -- 2008-09-14)



.



Em versos te amo...

Ouço em silêncio os versos
De amor em cada pulsar do
Coração...
Palavras ecoam docemente
Na alma e suave brisa beija-me
Acariciando o momento...

E se é o seu nome que escuto
Em terno versejar, a alegria
Exalta com leveza
Sua existência...

Rimas da paixão misturam-se
Em harmonia,
Procurando não macular a
Essência revelada em
Cada batida célere no peito...

E pareço enfraquecer,
Sentindo a face lívida no
Enlevo do prazer que me põe
Ao seu lado...

E em versos vou te amando...
E o amor extasia-se enquanto
Vai pulsando você no meu
Coração!...

(Cida Luz)



Tempo seco

A chuva não chega
Tempo seco só poeira
Caboclo sofrido
Mãos calejadas
Pés doloridos
De andar na terra seca.

Nas mãos uma enxada velha
E uma foice que nada corta
Sol quente como fogo
Galhos estalando
E no caminho só garranchos.

Ele mal consegue enxergar
Embrenha-se na catinga
Nem sombra nem relva verde
Onde ele possa sentar

Assim vai seguindo o caboclo
Naquele deserto
Esperança ele não viu
Pois o verde acabou
E só a poeira ficou.

Autora:Terezinha C Werson




“Hoje é dia”

Hoje é dia de:
Sonho e fantasia
Beleza e harmonia
Afastar a tristeza
Paz e muita alegria
Amor e saudade
Conchego e ternura
Falar que te amo
Com toda doçura
Não poderia esquecer.

(Graciela da Cunha)

Amor Sem Fim

Embriaga-me o perfume de tuas palavras
Sussurradas ao pé da madrugada
Sob a ultima gota de lua
Que se reflete no fio que me atas


Quando o sol se convida a deitar em nossa cama
Vão-se as sombras
Tangidas pelo frescor preguiçoso de teu acordar


Teu olhar languido me diz
Bom dia Amor!
Então percebo-me teu
E percebo-te minha


Enquanto a eternidade dorme
Para que nossas manhãs sejam infinitas

(AlexSimas)


Asas da Ilusão

Nas asas da ilusão
Voa alto meu coração
Fazendo de cada momento
Prazerosos sentimentos.

Por cada estação que passo
Deixo saudades e meu rasto
Levo lembranças inesquecíveis
De instantes imprescindíveis.

Nas asas da ilusão
Afago as fantasias perdidas
Que no outono ficaram caídas
Que acalentam o coração

Nas asas da ilusão componho versos
Fazendo deles poesias
Alegrias, sonhos e melancolias.
(Ataíde Lemos e Graciela da Cunha)


CICLO DA VIDA

Amanhece o dia vem o sol
aquecendo a terra
trazendo-nos um brilho no olhar
e no rosto, um sorriso de criança
No jardim sementes germinando,
desabrochando os botões
de rosas exalando perfumes
dando-nos paz e esperança
Vem as nuvens e logo cai
a chuva fininha com seus
pingos refrescantes, revigorantes,
alimentando as plantas
A noite chega com sua lua
formosa e constante
que com seu brilho total
embeleza a madrugada fria
Em breve mais um amanhecer
de um novo dia,é o ciclo da vida, enfim
é simplesmente a Natureza!
Autora: Lúcia Biazetto.



Homenagem...


Como homenagear
Alguém que se aprendeu a amar.
por escrever com o coração inteiro.

Mesmo em meio as provações que passa.
E não foram poucas neste curto tempo
em que nos conhecemos.

Alguém que se tornou importante para mim
Pela força que transmite
Com simplicidade e carinho.

Alguém que distribui o que sabe
sem parcimônia ou arrogância.
Sempre com carinho e alegria.

Assim nestes humildes versos
eu tento homenageá-la amiga e poetisa.
Dizendo as palavras que sempre trocamos
No nosso dia a dia
Te Amo!

( Poema dedicado a Poetisa e amiga Valquiria Cordeiro,
A quem muito devo pelo incentivo a escrever )



Ana Beatriz Nascimento


Soluços noturnos

Crescemos de junto dos coqueirais
Temos as formas iguais! Em relevos
Colhemos perdas como pedras
Guardiões que fomos à outra era

Excêntricos a pastar algas
De um oceano sem sal

Nossos suores serão eternos
Em nossa luta para com o amor
Como eterna será nossa fuga
Na fulgura de ainda nos encontrar
(Assisto-te ao longe dos coqueirais...)

Mais doce seria um adeus
Com a certeza do esquecimento!

Para ter-te esta certeza de eterno
Faça como eu! Pranteie nas noites
Não deixe que o calor dos dias
Venha a evaporar teus soluços

Digo-vos sem mendigar palavras
E estas são exatas! No extremo.

...........” Catarino Salvador “.



In Loco

Hoje é o tempo preciso
agora o momento exato
o poro exprime a origem
a carne expele a dosagem

Frenéticamente o instante
presente
hora
sem demora
viver intrínsicamente
e se morrer.....
que seja ao entardecer.


Neguinha Mucelli


Noites vazias

Um grito, uma ausência
Um vazio sem estrelas, um céu
Um aceno, uma lágrima
Um mundo, e uma enorme solidão
Nas noites vazias
A dor me acomoda
Num sideral sem estrelas
Passeio em minha saudade.

Kátia Caetano Claudino Pereira
Kátia Pérola _ (arquivo)


“Sei lá”


No meio do nada
Sem nada
Quem vê
Se encanta.



kátia Claudino Caetano Pereira


kátia pérola _ [arquivo]
07/07/08 _ 15:00

Marcadores:

9 Comentários:

  • Marta querida,vc sempre distribui doçura,quanto posta nossos poemas,me encanta teu despojamento,tua habilidade em dosar de forma amorosa tudo que recolhe de teus amigos,agradeço por me permitir colocar minhas palavras neste jornal virtual,abranda meu coração saber que existe uma mulher sublime de alma como tu..beijos sempre...Neguinha Mucelli

    Por Blogger Neguinha Mucelli, às 15 de setembro de 2008 08:28  

  • Marta,
    Obrigada moça pelo seu carinho sempre comigo...
    É lindo poder ver meu poema entre outros tão belos, entre poetas tão queridos...
    Me fez muito feliz...como sempre...
    obrigadaaaaaaaa
    beijos imensos...
    Com muito carinho
    Rô Daros

    Por Blogger R, às 15 de setembro de 2008 09:38  

  • Que lindo Marta,não tenho palavras pra lhe dizer a emoção que sinto ao ver uma poesia minha em seu espaço.obrigada pelo seu carinho e parabéns pelo seu lindo trabalho,está maravilhoso,reunindo tantas pessoas com sensiblidade,transformadas em palavras de carinho,através da poesia...
    Beijos e mais uma vez parabéns

    Por Blogger Marisa (anjo da poesia), às 15 de setembro de 2008 09:40  

  • Ficou lindo o Sarau de hoje Marta! Acho que a primavera inspira os poetas. Agradeço o carinho de estar aqui nesse espaço tão importante!\Um grande beijo!
    Ana W

    Por Blogger ana wagner, às 15 de setembro de 2008 10:38  

  • Minha Amada Marta
    Sempre com suas gentilezas e afagos para com a gente. Sem palavras para te agradecer. Espero sua visita em meu blog...
    Beijos e abraços poéticos

    Por Blogger Meus Riscos, às 15 de setembro de 2008 12:35  

  • Marta quero te agradecer por todo esse carinho..vc me encanta com sua doçura e generosidade. fiquei emcionada ao ver meus poemas aqui junto com poetas conceituados.voce merece tudo de bom..obrigada..beijos..Maria Bonfá

    Por Blogger maria, às 18 de setembro de 2008 15:30  

  • Marta, dificil agradecer voce com palavras, mas receba minha admiração e carinho, por me colocar entre pessoas que escrevem e respiram poesia. Agradeço imensamente o respeito que tens por pessoas como eu , e todos aqueles que tiveram a oportunidade de conhecer voce, e as coisas lindas que escreves. Do Tempo, é um poema, que se DEUS, permitir estara em meu livro, que esta sendo escrito juntamente com LUIZ ZATAR, colaborador deste jornal. Se voce tiver oportunidade, leia em meu perfil, uma pequena parte dele, o nome será ACACIAS NO JARDIM. Mais uma vez, obrigada Marta, sempre, muito obrigada. Beijos...Cassia Da Rovare.

    Por Blogger CASSIA, às 18 de setembro de 2008 19:52  

  • MARIA BONFÁ UMA ARTISTA DE SENSIBILIDADE APURADA E DISTINTA CONSEGUE SE SOBREPOR A VALORES ESQUECIDOS E DEMONSTRA COMO SE CHEGA AO ÂMAGO DO SENTIR COM ROMANTISMO HA MUITO NÃO VISTO DIA 25 DE SETEMBRO ANIVERSÁRIO DA MORTE DE NERUDA...BONFÁ ...QUE SEMELHANÇA TEM COM NOSSO GENIO POUCAS VEZES VI ALGUEM ESCREVER ASSIM!
    PROSSIGA QUE SEU CAMINHO SÃO AS ESTRELAS....
    BAUCES
    AHAMAD ABUL

    Por Blogger ewald, às 19 de setembro de 2008 06:14  

  • Gostaria de parabenlizar Maria Bonfa!!!
    Em se tratando das suas lindas poesias
    so alguem tao especial como voce pode escrever tudo tao lindo, palavras que soam como musica, palavras que se encaixam em tantas verdades.
    Frases que nos fazem voltar ao tempo, ir alem da imaginacao e sentir o coracao palpitar. Sei que colocas todo o seu amor em cada letra, que misturadas saem frases perfeitas e assim sao escrita as poesias, com o nome Maria Bonfa.
    Obrigada amiga por compartilhar essas joias comigo!!!!
    bjos em seu lindo coracao

    Por Blogger atitudes valem mais que palavras, às 19 de setembro de 2008 07:38  

Postar um comentário

<< Home