.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Amanheceu Primavera!



A vida amanhece...

A madrugada parindo
os primeiros raios solares,
num belo amanhecer.

Tanta grandeza,
numa beleza ímpar
da natureza viva.

A brisa matinal brilha
nos braços das árvores,
o orvalho pinga algodão doce
sobre os mantos verdejantes.

O vento brinca com as folhas,
e as flores desabrocham,
em várias cores perfumadas.
As aves voam em direção à liberdade
é a força da vida que amanhece na
Primavera...

Maria Flor!


Lembrei você...

Ainda á pouco alguma coisa me lembrou você.
Não sei se foi à brisa leve,
ou o perfume da chegada da primavera,
ou a saudade de ti, ou mesmo de mim.

Veio essa lembrança de cheiro de mato molhado,
com gosto de cachoeira,
um beijo doce e um abraço apertado.
Talvez de tempos remotos,
que não nos lembramos mais.

Veio num cavalo alado com poesia e flores,
veio assim tão suavemente como o pulsar do coração.
E foi tão forte essa lembrança que tive vontade de correr
pelos prados ao seu lado e te dizer da
doce lembrança de você na tarde da primavera...
.
.
Maria Flor!

Margaridas na calçada...

Estava só,
como a onda,
que quebra na areia,
e deixa sua espuma branca,
silenciosa.

A brisa noturna,
tocava suavemente meu rosto,
secando as lágrimas,
que vinham do coração.

Era só mais uma página virada
na história da minha vida...

Ostara alegrava-me com
as margaridas na calçada,
E o prenuncio de nova caminhada.

Primavera se anunciava no
Outono da minha vida...

Havia margaridas na calçada!

Maria Flor!


A chuva e as camélias...

As camélias germinam na poesia,
como a semente jogada ao solo,
como a lua sempre nova.

É tudo lindo neste dia de chuva clara,
nas roseiras em flor,
tudo é sinônimo de amor,
de paixão,
com vontade de viver.

As camélias germinam na poesia,
amarelas das idéias, das palavras.
Nascem dias com ventos de versos e poesia.
Tudo é exercício, mesmo a ordem para viver,
na existência podemos plantar as camélias,
elas que germinam da dor.

Os dias claros fazem luas ao sol.
porque há rios
que germinam camélias.
As crianças estão escondidas, mas eu escuto o seu riso
na chuva clara da primavera cheia de versos e poesia.

Um dia assim, tenho que chorar.
É primavera meu amor!

Maria Flor!


Primavera...

Depois do Inverno, morte figurada,
a primavera, uma assunção de flores.
A vida,
renascida,
e celebrada,
num festival de pétalas e cores.

Maria Flor!


QUATRO ESTAÇÕES

Vivo como as quatro estações!
Tenho dias de primavera,
igual uma flor desabrochando
cujo perfume me embriaga o coração.

Quando estou no verão,
busco novos horizontes.
Visto-me de pôr-do-sol
para aquecer minha alma.

Quando me visto de inverno
procuro o aconchego
do fogão a lenha
para aquecer meu coração
e fugir dos cobertores
brancos das geadas.

Quando estou vestida de outono,
desnudo-me como as folhas
que caem das árvores em tom
avermelhado,se preparando
para colher dias melhores na primavera.
(Graciela da Cunha)



PRIMAVERA

Desperta primavera,
forma estação das flores.
Os jardins começam
revestir-se de um matizado
manto verde, bordado
das mais preciosas flores.
Límpido, brilhante e risonho é o céu,
mas o coração triste conserva-se
com todo esse alegre despertar
da NATUREZA.
(Graciela da Cunha)

PRIMAVERA

Amamo-nos na primavera
que passou
embaixo de um
flamboyant.

O ar era de doçura!

Os pássaros cantavam;
a primavera chegou
tarde este ano.

O ar fresco demais
propôs um prazer
diferente a nós.
(Graciela da Cunha)



PRIMAVERA DA AMIZADE

Chegando a primavera
florescem muitas flores
no canteiro da amizade,
tem pássaros para alegrar
nossa caminhada.
Sol brilhando
no fim do poente!
Alegria que contagia...
(Graciela da Cunha)


PRIMAVERA

Primavera chega
cheia de preguiça.
Suplico tua clemência.
Abandono o coração
que flutua ao sabor da brisa
num gotejar invadido de mel;
do néctar que as abelhas
colhem das flores.
O sol, que me acaricias,
bebe meu coração sem defesa.
(Graciela da Cunha)

PRIMAVERA

É a primavera que chega!
Com perfume de flores no ar.
Enchendo nossos jardins
junto com sol abrindo horizontes
com as flores na explosão multicor
para alegrar os casais enamorados.

Os beija-flores e colibris bailando no ar
para sugar o néctar mais puro das flores,
cantam felizes para saudar a estação que chegou.
Os botões das rosas começam a desabrochar
perfumando todos os jardins.

A noite chega como fantasia
os vaga-lumes iluminam a noite
para os casais apaixonados,
ouvirem somente o idioma do coração.

Ali o amor nasce com o mistério da noite!
(Graciela da Cunha)


PRIMAVERA

Primavera chegando!
Flores desabrochando.
O sol vem abrindo horizontes.
Pássaros de todas as espécies,
cantam felizes para saudar a nova estação!
Flores perfumando não faltam em nenhum jardim.
Os beija-flores bailam juntos com as fadas,
para alegrar o povo!

A fonte do riacho murmura,
com o sol refletindo e
o céu azul com muitos
sonhos a realizar.

Nova estação trazendo amor.
(Graciela da Cunha)


PRIMAVERA

Chegou a Primavera
Trazendo a sua beleza
Os jardins floridos
Onde encontramos rosas
De todas as cores, vermelhas,
Amarelas, brancas, azuis
Trazendo paz e cantiga de amor

A primavera chega trazendo
Aromas novos
Mais uma obra de Deus!
E no jardim florido
Tem um arco-íris colorido

De tão belo deixo escapar um gemido,
são rosas germinando, margaridas
dançando em canteiros, bailando
ao vento que passa, imaginei orquestra

valsando suavemente, só elas ouviam,
só elas percebiam, no caramanchão
da praça, namorados se beijando, jurando
amor eterno, ao som da primavera.
(Graciela da Cunha e Marta Peres)



PRIMAVERA

Vem chegando à primavera,
trazendo flores e rosas
de todas as cores e aromas.

A primavera chega sorrindo,
logo sinto o perfume das flores,
que aquece meu coração solitário.

Bela e perfumada e cheia de encantos,
dá sinal que vem trazendo um amor
para adubar este coração.

Que seu colorido traga esperança,
e a força da natureza traga novos
sonhos e apague todas as dores.
(Graciela da Cunha)


Sonhos de Primavera
Abri a janela e vi o jardim florido
Era a chegada da estação das flores
Com o encantamento de multicores
Dando a paisagem novo colorido.

O sol com seu vermelho radiante
Doa humildemente energia vital
Do ser humano até ao vegetal
De uma bela estrela flamejante.

A alegria reina em toda a Natureza
Os pássaros pulam de galho em galho
No gramado verde o frescor do orvalho
Trazendo esperança e muita beleza.

As borboletas bailam com magia
Absorvendo o pólen das margaridas
Voam em busca de novas investidas
Usando da sutil sabedoria.

A Primavera é brilho e renovação
Do suave perfume que o amor exala
Com carinho meu coração embala
Os meus sonhos em forma de canção.

Neneca Barbosa
João Pessoa, 01/09/09



ME ACOLHE, PRIMAVERA!

Abre teus braços pra mim,
Primavera!
Me acolhe em tuas águas calmas
Após tão longa espera
Necessito teu colo sereno,
Teu vento ameno,
este sol a me embalar
Me faça dormir e sonhar
Derrama suave em minha alma
O teu delicado florir,
O véu azul do teu olhar
Me ilumina com cândida luz
Suave de doce renovar
Para que eu esqueça de vez
Meu velho medo de amar.

Ana Wagner


PÉTALAS

Rescendem estrelas
moças ondas, janelas
cravo e canela
olhar dormido
lírios florindo
resquícios de orvalho
primavera!
pétalas de ilusões
sussurrar de amor
em voz angelical
maciez na pele
renasce a luz
amanhece...

Ana Wgner


Só falta teu olhar

É primavera
Olho à volta
Tudo tão igual...

O mesmo céu
O mesmo sonhar
O mesmo mar...

Só o que me falta
É o teu olhar...



Glorinha Gaivota - GG

PRIMAVERA

vamos viver,
na primavera,
toda a ternura
de nossa essência
madura
e pura?

Ana Wagner


PRIMAVERA


Fantasio veredas de estonteante verde,
Caminhos de flores perfumadas de ti,
Trespasso vales e montanhas, contente.
O amor nas entranhas de um colibri.

De todos os amores entrevados em mim,
Ressalta-se o pensamento de teu rosto.
De todas as indagações de estopim,
Resta-me o sentimento extrapolado e torto.

Haverá outra canção?
Explode minha paixão.
Haverá outro sonhar?
Encanta meu desejar.

Teus olhos nos meus,
Recordações de encanto iluminado,
Os receios de desencantar são teus,
Apesar de declarações de estado!

Danço as melodias de minha realidade
Ensaiadas no ritmo de teu sorriso,
Momentos da mais pura deidade
Coração que acelera tirso.

As luzes das estrelas que iluminam teu cabelo,
Velam nosso amor, sonhos e esperanças,
Sorridente Lua minguante guarida o belo,
Nossa vida tecida como duas crianças.

Ah, bela primavera de nós!


Celina Vasques e Cristiano Melo, Novembro de 2008.



DEDICADO A VOCÊ

Há muitas
Flores na terra
Todas sempre
A me encantar
Mas a flor
Da ternura
Só encontrei no teu olhar

Glorinha Gaivota - GG


Nossa primavera


Manto de flores
Perfume inebriante
Coração repleto de emoção
Corpo querendo seu toque
Olhos nos olhos
Encontro ou perdição
Sei não

Deixa acontecer
É primavera
No peito uma vontade imensa
De acabar de vez com a solidão

Sinto-me tão leve
Tão precisando das amarras
Do seu coração

Amizade
Amor
Paixão
Seja lá o que for
Que seja com emoção...

Glorinha Anchieta - GG


Prrimavera



Estou
perfumada
de poesia em flor.



Glorinha Gaivota - GG

Momentos...


Se eu cair
como folha neste outono..
dormirei no inverno.
mas vai chegar setembro.
e eu retornarei primavera.


Glorinha Gaivota - GG



Primavera


Começo de um novo tempo
De beleza sem igual
A ti apresento a estação das cores
Em um arco-íris perfumado
Todo bordado de flores

É primavera
Amores em petálas
Perfumando o ar
Não há como não se apaixonar
Estão floridos os jardins
Deixe florir o teu olhar

Aqui venho ofertar
As cores do meu querer
Trago-te flores
Um trago de vida
Todo regado de amor


Glorinha Gaivota - GG

Manhã de Setembro

Aquietou e silenciou meu coração
nessa manhã ao ouvir o canto
do bem-te-vi anunciando a chegada
da primavera dando-lhe boas vindas


bem-te-vi também doce primavera
que chega com esperanças
de renovações em cada flor que nasce

fechei-me durante o inverno, tal como a flor
quieta fiquei sem as tuas cores
silenciei-me num canto solitário de mim
ou de qualquer canto de minha vida.

Tu chegaste linda primavera
e contigo trouxeste a vontade de viver
de sorrir, de cantar, renascimento
pleno em amor doce primavera

meu coração exulta e canta as manhãs
de setembro cercada de brilho, luz e calor
deixei pra trás todo sofrimento
e resquicios de dor.

Achega-te querida primavera e traga contigo
todas as flores, todos os pássaros, todos
os belos entardecer pra que eu possa
com carinho ofertar ao meu amor.

Rosane Silveira


Poética inspiração - Primavera
(O Alento)

Das noites frias e de ventos fortes
Vem surgindo à vida, deixa as mortes
O bálsamo do tempo cheirando flor.

Folhagens secas caídas ao chão...
A dor do ser por um tempo é ilusão
Os Poetas espremem, no peito, a dor.

Cantam a vida que vem surgindo...
Ao clarear do sol – o amor vem vindo
Quase em brasa, lenitivo de sorte.

São chamas, são deuses erguidos
Que das tuas noites são, zumbis caídos
E das primaveras, são norte.

(Poeta- Dolandmay)


Tempo Primaveril

Quando chega setembro percebe-se
logo a transformação do tempo, os ventos
amenos, o sol de tão alegre é mais amarelo,
é a sábia natureza amenizando o calor

favorecendo a flora da sua filha primavera,
que na sua euforia, espalha por sobre a terra
o seu manto colorido exalando seus aromas,
e até os corações, parecem entender que é

tempo de revigorar-se, o amor parece aflorar
juntamente com o desabrochar das flores,
tudo é encantamento, a moda chega colorida
os olhares mais despertos , é tudo contagiante!

A passarada comemora esse primaverar,
seus cantos parecem mais harmônicos
como que brindando com a natureza ,o
evento tão singular da esperada primavera!

Diná Fernandes


Primavera

Chega sempre no seu tempo
seu calendário é sagrado
volta grávida de flores,
ávida de sol, alegrando
os olhos do mundo com
o seu manto colorido.
Assim chega a Primavera!

Estação das mil flores
chega recompondo
os campos entristecidos.
alegrando a natureza
espraiando aroma e beleza

Borboletas e beija-flor
num bailado frenético
polinizando cada flor,
é um multicolorido
formando uma linda aquarela
nos canteiros e jardins
enamorados da Primavera!

Diná Fernandes


PRIMAVERA

Quando entrar setembro,
O sol começa a brilhar
Brilha como as estrelas
Embeleza a vida com o luar.

Primavera de cores e odores,
Estação que floresce as flores,
Cheiro espalhando no ar
O doce desejo de amar.

Todos saúdam a primavera!
É promessa divina no coração,
Ventura batendo a porta
Amor chegando trazendo emoção.

Brindemos o sol que clareia,
Joguemos flores no mar
Amando, enfeitando a vida
Sem medo de apaixonar.

Alma gêmea trazida por ela
Na minha faz moradia,
Amo o frescor da primavera,
O amor que virá com ela
Nas delícias dos teus dias.

MÁRCIA ROCHA

Marcadores:

4 Comentários:

  • Oi amiga querida pra mim é sempre motivo de imensa alegria e uma honra infinda figurar entre tantos poetas maravilhosos que aqui estão. A primavera é a estação mais linda do ano neh e com ela, cores, brilho, luz e amor...seja bem vinda doce primavera!
    e Obrigada doce e querida Martinha por estar aqui mais uma vez entre tantos amigos maravilhosos...
    Um terno beijo
    com carinho
    Rosane Silveira

    Por Blogger VIDA EM POEMAS, às 17 de setembro de 2009 12:07  

  • Oi Martinha!Está florida de poemas esta página, com ótimos poetas e
    belos poemas! Parabéns por sempre fazer-nos feliz nesta data!
    Beijos carinhosos,
    Aninha

    Por Blogger Aninha, às 17 de setembro de 2009 14:24  

  • Mana Querida,

    Como a Primavera seu jardim floriu.
    Grata!
    E que nessa primavera seus sonhos
    floresçam.

    Beijos da Flor!

    Por Blogger Maria Flor!, às 20 de setembro de 2009 17:28  

  • Marta querida;
    Meus olhos se encantam diante de tanta beleza...poemas e imagens inundfam nosso olhar e faz a gente sentir o aroma das flores..canto dos pássaros...alegria intensa no coração...bela canção...Tudo isso é aPRIMAVERA ...E a sua está envolvente emocionante.
    Beijosssss

    Por Blogger Vera Helena, às 23 de setembro de 2009 16:39  

Postar um comentário

<< Home