.

terça-feira, 7 de abril de 2009

Poetas e Poesias


A COMOÇÃO

A manhã calma e radiante,
Em beleza e proporção.
E de forma incessante
Sobreveio a comoção!

Em profunda oração
Ao Senhor Jesus, busquei!
E o espírito acalmei,
Saindo da concussão!

Então, pude vislumbrar
O magnífico esplendor
Das sabedorias e amar
Com fortaleza e fulgor!

O belo e ágape amor
Tal quais os insólitos,
Com o máximo dulçor.
Sem torpes propósitos!

E vendo a escuridade.
Fui, então, desfrutando:
Que só Deus é a verdade.
Quero viver amando!

No momento exato,
As doces harmonias,
De um amor de fato,
Preencherão meus dias!

Não importa o juízo
De qualquer ser humano.
Não sinto prejuízo,
Porque é vil e profano!

O mais importante é Deus!
Que julga o meu coração
E sabe dos dilemas meus,
Para vencer a comoção!

José Bonifácio


A MEIGUICE DA VOZ

Veio o alto sônico
E a sua voz maviosa.
Ecoou como um tônico
E curou a alma dengosa!

Nas nesgas desta canção,
Permaneço suasório.
De pronta e nobre ação,
Vencendo o ilusório,

Um som hipotético
Muito bem formulado,
Deixou-me patético
E também extasiado!

A bela sonoridade...
Longe, está ainda
A eclodir de verdade.
Ouví-la... Coisa linda!

O estágio de espera
É muito dolorido.
E a minh’alma verbera
O quanto tenho sofrido!

Com o coração garrido,
Anelando Deus buscar,
Seguirei destemido;
Vivendo para amar!

No eclético agir,
Pela digna postura,
Não se tem o porquê fugir.
Mas, louvar com ternura!

Deste modo, o sônico
Perfeito da voz de Deus;
Completo e harmônico.
Reviverá sonhos meus!

José Bonifácio



A COMPAIXÃO

O ambidestro porte
E sábia habilidade,
Claudicou com a sorte;
Fugindo da verdade!

Ao ver o triste fracasso,
As lágrimas rolaram.
Que erro fútil e crasso.
Os escombros ficaram!

A responsabilidade
Deve ser assumida,
Com forte qualidade.
O que requer a bela vida!

O grandioso chorrilho
Sem pensar cometido.
Vai ficar no sarilho
Do coração ferido!

Não posso procrastinar!
A cura da minh’alma
Preciso sempre amar.
Ser prudente e ter calma!

O estado de agonia
Causa forte retração,
Levando à afonia.
Em função, da decepção!

Há amor escondido
No íntimo do meu ser!
Como, viver perdido!
Devo parar de sofrer!

Mas quem pode merecer
Inspirar-se de paixão,
Percebendo-me morrer
Incólume no caixão!

José Bonifácio

BERÇOS GLORIOSOS

Nos berços gloriosos,
Dos teus meigos olhares,
Repousei, para me amares
Com carinhos deliciosos!

Que dádiva bendita:
Estar aportado
No teu coração delicado,
De forma inaudita!

Em ambidestros movimentos,
Heterogêneas partes
Paulatinamente toquei!

Arrebatado por carícias e artes,
Em efusivos envolvimentos.
Posso dizer: Como eu te amei!

José Bonifácio



Estrelas e astros

Escrevo meus coloridos sonetos.
Para as minhas amizades.
Desejos para eles muitas felicidades!
Amigas e amigos sempre são lembrados!

Versos e rimas que valoriza alto astral
Vem recheado de amor e felicidade.
Gosto de vê-los felizes de verdade!
Com fé caminhar, é doce e sensacional!

Este soneto é específico e significativo.
Quero dedicar a toda as amigas e os amigos!
Que escrevem poemas e mandam belos recados!

E na literatura estão integrados de alma e coração.
São estrelas e astros do céu estrelado.
E estão bem guardados no coração emocionado!

Hortência Lopes


MIRAGENS E LOUCURAS

A beleza dos instantes
Delicados, puros e formosos
Foram marcantes e portentosos,
Dignos dos nobres amantes!

A tua lealdade,
Bela e patente,
É algo puro e decente;
Revelando a doce sinceridade!

O seu caráter firmado,
Nas mais sólidas posturas,
Apresenta-se cheio de maestria!

Miragens e loucuras!
Sim! Por ti sou desprezado.
Mas, é dessa forma que eu te queria!

José Bonifácio


O amor triunfante

O coração manda a mensagem voando
Faz visita e continua circulado.
Emocionado não para de amar.
Sente saudade e quer as pessoas visitar!

Vai para o lado do sul
Feliz no abençoado céu azul.
Passa pela bela região norte.
Para dar um abraço forte.

Corre com alegria para o leste.
Leva conforto e paz celeste.
Semeando pelo caminho a fé e o fervor.
Entregando mensagem de amor!

Com todos os bons sentimentos
Voa por todos os recantos.
Partilha poemas no horizonte.
Envia linda melodia para o querido oeste!

Chuva de poesias e vento de harmonia.
Chove mensagem noite e dia!
Depois o sol brilhante.
E todos os astros no amor triunfante!

Hortência Lopes

JARDIM DAS FLORES

Mimos-de-vênus... Vislumbrei
Pelos raios de sol banhados.
Onde pássaros cantavam assanhados,
Levando-me aos ares, lucubrei!

Que momentos radiantes!
Pelas rosas, o jardim adornado,
Apresentava-se bem sofisticado,
Como berço de flores triunfantes!

As dóceis avencas queridas
Deleitavam-se na úmida terra,
Com ares de realeza!

Nesse jardim das flores, encerra
Meu interesse por outras preferidas.
Porque você é a flor da minha vida e fortaleza!

José Bonifácio -



Deus nos guia

O dia lindo trás boa impressão.
O sol brilha na imensidão.
Os pássaros cantam e voam em conjunto.
Na goiabeira se alimentam com os frutos.

O bem te vi na dourada cor amarela.
Canta eu não esqueci que a vida é bela.
Tenho ótima impressão.
Que a alegria é abunda no coração!

A graça e luz divina anunciam nova chance.
A paz e o amor em pleno alcance.
O objetivo caminha para a vitória.
Para escrever nas páginas da tua história.

O recomeço deixa novinho em folha
Nova chance nasce e brota.
Entre desafios altos e baixos.
Deus nos guia lá do alto.

Hortência Lopes

A HIPÓSTASE

Desde os remotos tempos,
Os quais dediquei a amar.
Os impressos dos momentos
Estou sempre a diagramar!

Fruto da hibernação
E da vil demagogia.
Não feriu o meu coração
A ação da letargia!

O judeu espiritual
Não é um cristão vulgar!
Mas, tremendo e virtual
A quem se deve respeitar!

Sobre sua cabeça
Resplandece a candeia.
Que alguém não esqueça:
O sangue corre na veia!

O dial de minha vida
Registra muito amor.
Apesar da ferida
Profunda e potente dor!

Blasfêmia é o estado
Doloroso e horrendo,
De quem toca o amado
Pois, acaba morrendo!

Num tremendo êxtase,
Meu Deus tudo revelou!
Longe ser a hipóstase
Ele muito me amou!

Não toque no Ungido
Nem fira a Predileta!
Não seja corrompido.
Deus ama o Profeta!

José Bonifácio

2 Comentários:

  • Querida Marta! Que primor o seu jornal! Lindo espaço literário que aguça a vontade de ler e participar
    desse cantinho tão charmoso!
    Só você para embelezar dessa maneira.E prestigiar e nos incentivar
    a escrever.Linda Marta estou muito
    Agradecida por ter postado os meus poemas e do meu amigo José Bonifácio nesse Conceituado Jornal.
    Só Deus poderá retribuir essa sua
    bondade e amabilidade! Beijos

    Por Blogger hortencialopes, às 7 de abril de 2009 18:36  

  • Estimada Marta!

    As luzes da candeia estão incandescentes, enaltecendo precioso e belo meio cultural de comunicação:Jornal O Rebate.

    Como as páginas estão belas e atraentes, onde as preciosidades dos escritos provocam radiantes emoções.

    Obrigado pelo seu carinho e amor para com os poetas da nova geração.

    Deus a recompensará por tamanha generosidade, afeto e grande amor.

    Fantástico!

    José Bonifácio

    Por Blogger josebonifacio, às 7 de abril de 2009 20:44  

Postar um comentário

<< Home