.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Poesia, Canto do Entardecer!


















Estamos em nós


Se estás em mim,
a minha alma repousa
em teus sonhos
e adormece no teu suspirar

Se estou em ti,
teu coração me abriga,
nossos olhos se fecham
às areias do tempo
derramando a última lágrima
ávida da sede que não sacia

Estamos em nós,
caminheiros de esperanças
do mais antigo amor
como pedras antigas e polidas

Conceição Bentes




MEU PECADO

São frustrações que geram saudades de enamorados
Das antigas paixões materializadas em pensamentos
São pecados realizados com prévios consentimentos
Dos concretos desejos quando colado a ti abraçados

Dois corpos unidos formando uma alma apaixonada
Originando meu pecado em infidelidades familiares
Determinantes de sensuais sentimentos preliminares
Do eterno amante adolescente numa ardente noitada

Meu pecado idealização por um ingênuo apaixonado
Gozo copular do proibido fogo que deixou saudades
Ficando cinzas destas posses cheias de infidelidades
Adolescência que projetou uma época de enamorado

Pecar por amor num fornicar de amantes apaixonados
No amar proibido realizado em carnes de enamorados


Lino Soares Quintas Neto





O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA

Quando o ser humano fecha o seu interior
Fugindo das suas responsabilidades
Nasce o egoísmo que se faz condutor
De gerar em sua alma a intranqüilidade.

Trilha muitas vezes a rota da dor
Sob o sol causticante queimam seus pés,
Por não aprender que somente o amor
Livrará sua vida de cada revés.

A morte do ego torna-se necessário
Para o despertamento da consciência
Que se realiza com o trabalho diário
Conquistado por cada experiência.

Sempre vigilante na auto-observação
Para as barreiras internas derrubar
Vai disciplinando sua concentração
Atos que no dia-a-dia vão desabrochar.

Somente através da auto-educação
Esmera sua luta com boa vontade
Fantasmas psicológicos cessarão
Enfim, ele encontrará a felicidade.

Neneca Barbosa




A MUSA

Com os meus olhos eu pude ver,
a tua graciosa e singular beleza,
a qual te doou a mãe natureza,
em círculos fechados de prazer.

A vermelha rosa que tens à boca,
não consegue nem sequer ofuscar,
esse brilho, com que teu luminar,
já em meu aturdido coração toca.

Teu rosto mostra uma serenidade,
a qual somente as musas ostentam,
mas, nem os bardos se sustentam,
quando descrevem a tua felicidade.

Contudo, trazes contigo, a magia
das belas fadas e a imortalidade.
Nada se assemelha mais a verdade,
de que tu és a musa dessa poesia.

Marco Antonio Orsi





Ultima Carta,

Não é aquela que jogamos por ultimo
É aquela que escondemos na manga
Que só usamos quando não há recursos
Quando faltam as palavras
Quando parecemos fracassados
Quando o maior álibi se torna inútil
Nesse momento lembramos que há recurso
Que o maior espetáculo desse jogo começa agora
Quando são dadas as cartas
Olhando nos olhos mãos ainda tremulas
Dá-se o inicio ao jogo da paixão
Onde o amor parece perder campo
Até que ele mostra que a maior carta
É a ultima a ser jogada
Que nesse jogo o coração aprende
Que o amor é jogado com cartas marcadas
Que são cartas esperançosas
Quando faltam as cartas o jogo continua
E no final o vencedor é aquele
Que não perdeu nenhuma jogada
Mas marcou para sempre
Sua Ultima carta...

Ledemir Bertagnoli



Segredo...


A tristeza, ronda a vida como
um veneno amargo. Abro o vidro,
derramo, encho de esperança,
visto-me de alegria, te chamo,
novamente te amo. Sinto de verdade
o que é felicidade. Com ou sem medo,
te amar é o meu segredo.


Marisa de Medeiros




Cansaço


A palavra autêntica é câncer.

Não procurarei eufemismos
para dizer o que me corrói

Dói mais a hipócrita “massa tumoral”
que a porta real aberta ao ponderável

Tua carne se esgota
Teu sangue se esvai
E minha alma desperta para a dor

O grão de areia instalado na vista
- vermelha de tão sofrida -
não quer saber se esta ou aquela palavra
é maldita ou é a mais aconselhável ...
ele corta, a cada piscada!

Quando olhei-te nos olhos
e disse que te amava
não escolhi palavra inexata
mas a que era precisa
para dizer o quanto preciso
foi o nosso encontro

E este amor não se acaba
pois tem a força e a umidade
de uma terra inesgotável
e o câncer, somente, é uma alegoria de teu cansaço ...

As palavras autênticas são duras
quando a cura do que expressam
são as verdades que contam

Agora, a verdade que conta
é que te amo ainda mais
E o destino que amedronta
será o da vida sem ti, meu pai ...


Mauro Veras








ETERN_AMANTES

Quando estamos juntos
Nada mais existe
Envoltos em sonhos
Nosso amor se faz belo
Elo que nos une
Aqui ou em outro lugar
Em outras vidas também
Viemos nos buscando
Espaço e tempo
Infinito
Até nos encontrar
Agora é assim...
Você e eu
Eu e você
Etern_Amantes
(Vera Helena)




Sedução

Quero te beijar
Boca de mel
Esse é seu papel

Caia em meus braços
Quero te dar um forte abraço
E nos seus braços me abandonar

Deixe seus lábios
Minha boca tocar
E um longo beijo
Quero te dar

Teu corpo eu vou querer
O amor conhecer
E nessa explosão de amor
Vou lhe ofertar

Minha boca pra beijar
E meu corpo pra amar

Anjopoesia




ALVOROÇO

Que tamanho tumulto,
que sucedeu, seu moço.
tanta gente para atrapalhar,
tem-se que ficar astuto;
dizem ser um sonho
que caiu no poço
e não sabe nadar.
me peça que eu ponho
bombeiros para ajudar;
chamo a polícia,
um padre para benzer,
até toda milícia,
um curandeiro vai entender.
Retirem com cuidado,
prestem primeiros socorros,
coloquem ele de lado,
é hoje que morro
de tentar ajudar;
parece que respira,
mas ainda inspira
atenção. Só o doutor
para o salvar.
Dispersa essa gente,
abre bem a roda,
podem ficar contente,
...o sonho vai acordar!

[gustavo drummond]





A FLECHA DO CUPIDO (JC EM 11/11/2010)

Mulher bela e formosa
Cheia de charme, linda e cheirosa.
Quando meus olhos a viram
Meu coração quase parou.

Mas, foi apenas um susto
Ele logo normalizou.
Mas doravante ele se apaixonou
Pois o cupido a sua flecha acertou.

Para um mundo de sonhos
O amor me transportou.
Eu não queria um amor,
Mas ela me conquistou.

Para onde eu vá.
Mesmo que distante
A sua imagem vou levar
E com ternura, dela vou lembrar!

Autor – GUERREIRO DA LUZ – Edu Sol
Eduardo A. Soares

Marcadores:

5 Comentários:

  • Aqui estou minha querida amiga Marta, para lhe agradecer, mais uma vez, a postagem do meu poema.
    Sua página está linda! Cada formatação mais bonita que outra.
    Um abraço! Neneca.

    P.S. Visite meu blog Despertar.

    Por Blogger Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução!, às 8 de fevereiro de 2011 13:42  

  • Agradecendo o carinho de todos os dias e momentos..Encantada Marta!
    Te beijo o coração!! M@ria

    Por Blogger M@ria, às 8 de fevereiro de 2011 14:19  

  • O maridão de Marta, que me perdoe, mas, eu a amo e isso é fato!
    Rsss
    Beijos e paz sempre a vc Poetíssima imensa e intensa divulgadora cultural desse nosso Brasil!
    Antônio José

    Por Anonymous Anônimo, às 8 de fevereiro de 2011 14:31  

  • Lindas poesias! Nós poetas estaremos sempre juntos para levar a todos o amor, a beleza e os encantos da vida.
    Um abraço carinhoso deste seu amigo

    Por Blogger GUERREIRO DA LUZ-Edu Sol, às 13 de fevereiro de 2011 10:15  

  • Marta querida;
    Quanta honra ver um poema meu postado aqui no seu espaço poético.
    Adoro vir aqui ler os poetas que gosto e mais ainda quando encontro algo meu. Obrigada amiga por sua dedicação. Mais uma vez te parabenizo pelo belo trabalho que faz em prol da poesia.
    Beijos poéticos

    Vera Helena

    Por Blogger ESTRELAS NA POESIA, às 20 de março de 2011 23:51  

Postar um comentário

<< Home