.

sábado, 12 de junho de 2010

12 de Junho! Dia dos Namorados!



Uma rosa ao vento

E, se eu morrer de tanto amor...
Não queiras ser tu, um Romeu!
Lembre-se de mim, como flor,
uma rosa que por ti, floresceu.

Pois, eu não serei a tua Julieta...
Pelo menos eu não á serei mais.
Serei apenas a rosa do poeta,
que esquecer-te não foi capaz.

(Valquiria Cordeiro)



CELEBRAÇÃO

Dia dos namorados,
o nosso coração,
duas taças de vinho...
Uma enorme emoção:
sentimentos guardados
não me deixam sozinho...


Théo Drummond

Meu Namorado

Sem discursos
Sem palavras
Apenas miramo-nos
E os nossos corações
Se derramaram
Um para o outro
Batendo no mesmo compasso
E amamo-nos desde
O primeiro instante.

Silvia Costa

Te encontrar

Te amar é minha maior loucura
Ter você minha maior dádiva
Encontrar-te foi minha maior luz
Por você eu vivo e sou feliz

Anjopoesia


NAMORADA

Metade melhor de mim,
Minha parte mais bonita,
Flor principal do jardim,
Aroma de infinito.
Sonho real,
Realidade gostosa,
Meu ideal,
Manhã maravilhosa.
Aurora de puro encanto.
Te faço todos cantos,
Melhor porção do meu dia,
Razão de minha poesia.
Te guardo em meu interior,
Te protejo das adversidades,
Cultivo nosso amor,
Com zêlo, criatividade.
Elegância natural e própria,
Beleza indizível, incomparável,
Única, não existe outra cópia,
Ímpar, doce, suave, afável.

[gustavo drummond]




Eu sei que te amo...


Árvores frutíferas,
Sombras serenas,
Falta coragem, pra
Me declarar apenas;
Ainda sinto, as mãos geladas,
Respiração acelerada;
Eu sei que te amo...
Preciso dizer;
Pássaros cantam,
Com os sonhos a voar;
Verdade que fica,
Meu jeito de amar;
Eu sei que te amo...
Doce pensar, suave sentir,
O quanto te amo,
Deixo a ti descobrir;
Eu sei que te amo...
Não há fugir;
Querendo ou não,
Tão dentro de mim.


Marisa de Medeiros

É assim, nosso amor...


Um dia, casualmente,
Teu olhar no meu,
Coração estremeceu,
Inesperadamente,
Apaixonadamente;
Era o início infinito do
Amor mais bonito que
Já aconteceu;
Meu olhar casou com o teu,
Chuva prateada, em
Cada lágrima de emoção;
Sempre um Sol dourado,
Amigo dos apaixonados,
Aquece nossos corações;
Chega a Lua, doce e nua,
Insinua e acentua,
Luz e energia, inspira e
Transpira fantasias,
Nos extasia, corpo inteiro;
Cancioneiro de paixão, ao
Som da alma, que
Rege o nosso amor,
Em todo e sempre.


Marisa de Medeiros



Amor ! Grande amor !


Amor! Meu grande amor,
Não há como medir nem pesar;
Sinto no brilho transparente,
Reluzente em teu olhar;
Arabescos cintilantes, na
Emoção pra enfeitar;
Desejos coloridos, no
Prazer pra excitar;
Tuas mãos atrevidas, pintam
Aquarela na contramão, os
Desenhos ganham vida, na
Tela do coração;
Doçura dos teus beijos,
Sabem me levar ao céu, e
Trazer-me orvalhada, de
Amor, doce mel;
Amor! Meu grande amor,
Em todos os sentidos,
Seja no doce inferno, ou
No amargo paraíso.


Marisa de Medeiros


Amor tamanho...


Você contém e está contido,
No meu coração, o seu abrigo;
Tamanha emoção é o perigo,
Castigo, paraíso, sem juízo;
Juízo ? Pra que ?
Todo meu "eu", apaixonado,
Quer "você"...
Sintonia, magia do alvorecer,
Ao fim do dia;
Ciranda de amor e poesia.
Você é minha Lua,
Sol pra me aquecer;
Sede e fome do meu querer;
Abstrato, concreto de prazer, o
Côncavo e o convexo,
Faz o amor acontecer,
Entre eu e você;
Na medida do sempre,
No encontro do "nós".


Marisa de Medeiros



Apaixonadamente...


Dio, come ti amo !
Apaixonadamente;
Teus olhos me enlouquecem,
Cotidianamente;
Em teus braços, sinto-me,
Protegidamente;
Deixas-me louca,
Diuturnamente;
Eis que de repente,
Faço-te me amar,
Surpreendentemente;
Rendo-te com amor e loucura,
Permitidamente;
Amamos com prazer,
Repetidamente,
Sussurros de amor,
Simultaneamente;
Começo, meio, sem fim,
Infinitamente;
Romântica e apaixonada,
Irremediavelmente.


Marisa de Medeiros


Eterno namorado...


Meu amor, te sinto,
Namorado todo dia,
Amado, amante, apaixonante,
Felicidade e alegria;
Te sinto, mais que demais,
No amor que a gente faz;
Você é mais que te falo, e
Multiplica quando calo;
Em segredo, sem medo,
Com mistérios, que
Quero só pra mim,
Você é enfim,
Todo meu sim...
Esse amor, arteiro,
Festivo, atrevido, ousado;
Ama-me apaixonado;
Tão igual a minha loucura,
Pura de amor, com a
Malícia que arrisca, só
Quem ama como nós dois;
Amanhã é outro dia e depois,
Continua o meu sempre,
Atual, e, eterno namorado;
Eu te amo, te amo, amo.


Marisa de Medeiros


Luz da minh'alma...


Luz da minha vida,
Inteira fortaleza, na
Fragilidade, que o amor acalma;
Luz da minh'alma,
Sensibilidade rara, que ama e
Me esparrama nos ramos da vida,
Superando as desditas,
Cicatrizando feridas,
Auferida no legado semeado,
Colheita de resultados,
Que só o amor, conduz e reluz;
Sentimento verdadeiro do
Primeiro ao último,
Em cada momento, amor inteiro,
Sem restrições ou condições,
Incondicionalmente,
Eternamente latente, em
Todos os momentos da vida,
Com eterno amor e feliz.


Marisa de Medeiros



Lua! Paixão e amor...


Lua estabanada,
Brilha nua, perfeita e
Assanhada...
Parceira atrapalhada,
Alma clara, escancarada;
Nas conversas que escuta,
Nas promessas de amor,
Fogo da paixão,
Lua cheia de imaginação;
Inspira os namorados, amantes,
Amados, apaixonados, amor
Enluarado, acompanhado do
Bailado mágico de estrelas,
Faceiras, videntes, feitiçeiras;
Nas linhas arteiras do pensamento,
Cria, recria e rabisca, retalhos de
Fantasias, seja noite ou dia,
Confia no meu amor, porque,
Amo com paixão e fulgor.


Marisa de Medeiros

Lua ! No teu olhar...


Essa Lua,
Flutua no teu olhar ;
Ilumina minh'alma,
Depressa a se encantar;
Assim, faz-se a perfeição,
Com as estrelas luzindo, nos
Dedos das tuas mãos;
Centelha, toma conta,
Acorda a emoção;
Tanto brilho ensandecido,
Nos trilhos do coração;
Arrepio no corpo inteiro,
Não é miragem, com certeza,
Doce alucinação;
Enlouquece o pensamento,
Desperta toda paixão;
Um bailado sensual,
Acompanha a sedução;
Um homem... uma mulher,
Com amor se dão...
Quanta felicidade,
Infinita imensidão.


Marisa de Medeiros



Eterno namorado...


Meu amor, te sinto,
Namorado todo dia,
Amado, amante, apaixonante,
Felicidade e alegria;
Te sinto, mais que demais,
No amor que a gente faz;
Você é mais que te falo, e
Multiplica quando calo;
Em segredo, sem medo,
Com mistérios, que
Quero só pra mim,
Você é enfim,
Todo meu sim...
Esse amor, arteiro,
Festivo, atrevido, ousado;
Ama-me apaixonado;
Tão igual a minha loucura,
Pura de amor, com a
Malícia que arrisca, só
Quem ama como nós dois;
Amanhã é outro dia e depois,
Continua o meu sempre,
Atual, e, eterno namorado;
Eu te amo, te amo, amo.


Marisa de Medeiros


DIA DOS NAMORADOS...


D io, come ti amo!
I luminada, te chamo
A mo, te amo, te amo

D ois corações
O amor em nós
S uave, suave, demais

N amorado, amado, amante
A mor latente e constante
M uito mais do que antes
O beijo, o desejo, o prazer
R isos, cores e saber
A mor, fantasias e sons
D evaneios, doçura e tons
O corpo, a alma e o coração
S ela nosso amor com emoção


Marisa de Medeiros



LEMBRA?


Lembra do primeiro beijo
Daquele abraço apertado
Com jeito insinuante
Do olhar brilhante
E o pulsar acelerado
Do coração?
Ah, diz que lembra...
Porque eu não esqueci,
E volto a lembrar
Que tudo isto aconteceu
Antes do dia dos namorados
E de lá pra cá
Nunca mais esqueci.
No entanto, amo sempre,
Por isso lembre,
Tanto hoje,
Como no próximo presente,
Ao abrir a caixa de desejos
Guardada em meu coração
Com os dizeres:
Dia dos namorados,
Dia dos apaixonados,
Dia lembrado,
Mas nunca apagado...

JRA (o poeta da verdade)

CHAMEGO

Namorar é a mais difícil das conquistas
Porque o namoro de verdade é muito raro
Precisa de flertes e paqueras restritas
Muitos amigos sinceros ficam no aparo

No namoro ninguém precisa ser bonito
Precisa de envolvimento e muita paixão
Namoro sincero não precisa ser restrito
Basta no relacionamento compreensão

Não há quem não sabe o gosto de namorar
Se houve três pretendentes ou paqueras
Pode crer que muito sofreu por amar
Mesmo assim não escolheu o que deveras

Quem não namora tem medo do ser afetivo
Não descobriu que namorar é viver alegre
Somente se cobriu de choro sem motivo

Namore você ainda não enlouqueceu
Enfeite a alma de margaridas e não negue
Colha lindas flores que o jardim é seu

Carlo Magno


Enamorados

Encantam o banquinho da praça
Ouve os sinos tocarem em silêncio
O gemido da cigarra balbuciando!

Uma nova fase são as luas prateadas
Admiradas e infinitas nos corações
Apaixonados, ali tão calados em emoções!

Olhares tão transparentes, feito lagos azuis!
Mostram todo o amor ao infinito! Em céus anis!

Regina Kreft

Poema ou canção
.
Não tenhas receio de minhas palavras,
Elas saem doces como um dia de primavera
Como um amontoado de corações
Que se abraçam...
.
Não temas com a emoção que elas contém
São sentimentos verdadeiros,
São flores, são versos,
São pedidos, são preces que lhe peço...
.
Não diga uma palavra, sinta o que lhe falo
Nas dobras destas folhas
Nas páginas enumeradas
Nas estrofes desta canção...
.
É um poema, um cântico ou um feitiço...
E não lhe pede qualquer compromisso,
Apenas ouça-o com um mínimo de sua atenção,
Sinta nestas linhas, apenas o meu coração...
.
Que parece um botão, que se abre e se fecha,
Ao sinal da mais pura emoção...
Pode ser de tristeza, ou de alegria...
.
Mas pode ter certeza...
Essas linhas vão te embalar, vão te acariciar
Como sonham as minhas mãos.
.
Betânia Uchôa



Namorados

Chuvas de néctar caem suavemente!
Na busca incessante, tu estavas ali,
Nos olhos, chamas em frenesi!
No infinito do momento me seduziste!

Encanto deslumbrante, energias,
Sentidas e vividas no pulsar,
Corações em nítidas batidas, amar!
Irradias um bem-querer, nas orgias!

Esquecia o tempo não existia,
A calmaria, as tempestades, dissolvidas!
Abraçada ficar, embalada, envolvida!

Ternura que enriquece o peito!
Das noites lancinantes, roubadas,
Dos muitos beijos, em noites enluaradas!

Regina Kreft



UM TOQUE ESPECIAL

Junho mês dos namorados
Pelo cupido o coração flechado.
Casais preparam com magia.
Para comemorar aquele dia.

Rosas são distribuídas
Pétalas espalhadas e coloridas.
Luz de vela no jantar;
Um toque especial o amor é valioso demais.

Pétalas na banheira
Nos lençóis e na lareira.
Desde o caminho até o portão,
É uma chuva de perfume e emoção.

Presentes carinhosos
Frases amorosas
Gestos meigos e gentis;
Ao amor bendiz.

Desfila ternura e elegância
Belas surpresas e caricias.
É uma data almejada
Pelas pessoas enamoradas.

Hortência Lopes


Poema de Amor


Preces vão para aquele que é saudade
Sentimentos que traduzo em poesia
Rimas e versos, escritos sem maldade
É um calderão onde trabalho a magia


Poemas escritos no calor da emoção
Ora cheios de fantasia, ora realidade
Risos e lagrímas, uma doce paixão
Poesias que absorvem a pura felicidade


Acalenta a dor, sentimento que maltrata
Emoção que sinto em mim, e calada
Deixo escorrer na única lágrima salgada


Clareada pela branca luz que retrata
A fisionomia de quem é amada
Mesmo que desse amor esteja separada.

Betânia Uchôa

ESTRELAS DO AMOR

Na noite enluarada vejo estrelas singelas
Como poeta sonhador as estrelas são belas
Dei nomes a elas, pois são estrelas do amor
Vem estrelas serenas consolar minha dor

Vem estrela formar meu verso predileto
Para que possa ofertar todo o meu amor
Vem estrela explicar em seu dialeto
Que no brilho dessa estrela sinta meu calor

Pelas minhas estrelas quero dizer que a amo
Que veja em seus brilhos como estou amando
Que veja na luz serena que não há engano
Pelas minhas poesias o amor está brilhando

Brilham estrelas que o sono já vem
Vão buscar o amor da minha pequena
Venham estrelas que a noite é serena

Boa noite meu amor, que estrela linda
Boa noite estrela, de luz que não finda

Carlo Magno


DIVINA INSPIRAÇÃO

Quando entenderá mulher
Que em mim há um corpo que geme
Para além dele há uma alma que implora
E um espírito que reclama e treme

Quando entenderá mulher
A ordem singular de minha pirâmide
E como conhecerás as linhas do meu ser
Sem percorrer com teus beijos meu enlouquecer

Quando entenderá mulher
Que roubaste todo espaço que tinha
E dando-me toda sua atenção
Não haverá outra neste coração

Mulher percorre os meandros de minha mente
Devassa as planícies desta minha emoção
Adquire as duas coisas de mim, sentimento e razão
E desfruta então deste amor que está incompleto

Carlo Magno


Hei Sempre De Te Amar!

Não importa quem ria e quem desdenhe
Se nossas vidas são carinho e flor;
E, se sempre haverá constante ardor,
Não importa que sonho nos desenhe.

Eu só hei de rimar versos sem dor!
No teu amar a poesia surge prenhe...
O sol que se desnude e se desgrenhe,
Vencido pelo mar de nosso amor.

Ah não importa em qual porto ou caminho;
Em quais rios, em quais rumos, em quais...
Se a cada beijo - mais (...) te quero mais...

E que, embora ouça a noite em desalinho
Sussurros da paixão que fiz vagar,
Amor! Amor!..., hei sempre de te amar!

(Gigio Jr in Canções-2010)



TEMPO DE AMAR

Vim para viver um tempo
Olhar o universo um momento
Respirar esse ar por todo tempo
Me alegrar e entristecer num momento

Minha vontade era de parar o tempo
Mas não consegui parar o sol um momento
Ver a luz do dia e o negro da noite todo tempo
Mas não consegui parar o vento um só momento

A minha vontade era amar todo o tempo
O peso do tempo superou meu corpo num momento
Aprendi que a força das marés influencia no tempo
Mas não vi a força da terra dominar oceano um momento

Porém aprendi te amar nesta vida todo tempo
Porque pude abrigar teus sentimentos todo momento
Sei que minha vida seifará em um determinado tempo
Mas deixarei escrito na eternidade que te amei todo momento

Carlo Magno

AMOR SEM LIMITE

O que inspira essa paixão
é o grande terno coração
Das rubras faces do rosto
pode-se beijar com alento
Seu mago brilho é condão
que inspira toda emoção
Esse amor de rara beleza
a esmerou com a natureza
Podendo ouvir a voz mimosa
para ter sensação harmoniosa
Fazer desta dita aventura
o calor do alivio da candura
Dentro de paredes que há vida
não existem perigos nem inimigos
Não pode existir paixão voraz
existe amor no melhor que se faz
Mesmo que repousem loucas fantasias
todo pensar resvalam lindas nostalgias
Pode achar graça em provocar
mas ao pé do ouvido poder arrepiar
Mesmo que certo fetiche exista
não haverá amor que resista

Carlo Magno


PERDOE POR AMAR

Perdoe-me por amar tanto assim
Entretanto uma palavra tua poria fim
As lágrimas frias que encharcaram
Este coração que muito alegraram

Perdoe-me por amar tanto assim
No poema lindo não agradou o fim
Sei que é ruim errar o alvo certo
Como é ruim acertar o alvo incerto

Perdoe-me por amar tanto assim
Mesmo deixando flores do meu jardim
De mãos dadas veio com outro sorrindo
Debochada e cínica estava mentindo

Perdoe-me por amar tanto assim
Mostrando confusa volta para mim
Sei que uma só palavra bastaria
Deste poema o amor ressuscitaria

Perdoe-me por amar tanto assim
Com palavras de amor acertei enfim
O teu afagar e amar tão distante
Como fênix ressurgiu esvoaçante

Carlo Magno



ENAMORADO

LINDA NOITE ENLUARADA TRAZ AMOR
LUA QUE ILUMINA A MINHA PAIXÃO
AQUECE ESTE POBRE CORAÇÃO

QUE NUNCA ESCUREÇA NOSSO CAMINHO
ENAMORADO NUNCA ESTOU SOZINHO
POIS SOU POETA ESCREVO ILUSÃO

NA ESCRITA TRADUZO A ALMA

NO AMOR ENCONTRO A CALMA

Carlo Magno


POR AMOR

Amo o teu olhar
E não a cor dos teus olhos
Amo o teu sorriso
E não o branco de teus dentes
Amo os teus beijos
E não o contorno de teus lábios
Amo os teus abraços
E não o formato dos braços
Amo tuas carícias
E não os alongados dedos
Amo o teu andar
E não as curvas das pernas
Amo o teu aconchego
E não o volume dos seios
É bom que não seja uma escultura
Porque não amo um corpo
Amo uma pessoa de corpo e alma

Carlo Magno


Eu queria ser...

O motivo de seu sorriso
O parceiro de sua felicidade
Ser a razão de sua saudade

Eu queria ser...
O néctar de sua flor
Ser poeta de sua inspiração
A música da sua canção

Eu queria ser...
Do seu amor o próprio cupido
Seu sonho que não quero acordar
Ser sua vida, seu sol e seu ar

Eu queria ser...
O mundo do seu grande amor
Escrever em uma só palavra
Este amor que me embala

Eu queria ser...
A rima de sua poesia
O verso do seu trovador
A alegria de ser seu amor

Carlo Magno



AMOR E PRIMAREVA

Tenho você como uma raiz
Sendo meu caule e meu broto
Como uma árvore sou feliz
Com você quero ver meu fruto

Espero que todos se lembrem
Que você é a mais bela flor
Que seu perfume me mantém
Inebriado neste lindo amor

Como as árvores envelhecem
Mas agasalham os pássaros
Vamos dar sombra aos que padecem
E amor aos estranhos que são raros

Vejo você como a mais bela rosa
Na beleza e simplicidade desta flor
Você que me embriaga com sua prosa
E me encanta com este seu ardor

Seja o caule que me sustenta
Cada passo que me leva a vitória
Seja a terra que me alimenta
Pois teu gesto que me leva a glória

Flor que desabrocha em pensamentos
Me transforma e permanece intacta
Aos mais inesperados momentos
Por mais esta primavera que repassa

Carlo Magno

REGRAS DE AMOR

Posso não ter a rima perfeita
Ou não acertar na gramática
Mas o que faço te enfeita
E alegra a nossa temática

Tiro do doce amargo da alma
No descarrego de minhas emoções
Meu amor é declarado e clama
No agridoce de nossas paixões

Não adianta ser um lindo sonetista
Se nos versos e rimas fraqueja amor
Elucidar a ler e sentir um artista
É demonstrar na escrita este valor

Com meus versos e rimas sem noção
Derramo minhas lágrimas sufocadas
Deixo o enamorado sentir sensação
Como as flores que devem ser regadas

Carlo Magno


Chamas da Paixão

Sentia o corpo queimar feito brasas
pensando em ti, coração afogueado,
teus braços enlaçavam feito asas
minha cintura, da boca, hálito cálido.

Sentia-me tremer despida do pudor,
o calor subia pelo corpo inteiro, ardia
de desejo e paixão, realmente sabia
o quanto era desejada, era seu amor.

No silêncio do desejo nossos corpos suados
se misturavam na cama, nos amávamos
numa ternura imensa, cheia de felicidade.

Depois, por longo tempo, agasalhados
um no outro, mãos dadas, pequenos ramos
de flores no chão, dormimos na docilidade.

Marta Peres



Meu amor"
Só de
Pensar
Em você
Meu coração
Se alegra
E me faz
Acreditar
Que vale
A pena
Sonhar"
E que vai
Valer
A pena
Esperar"
E que
Toda essa
Espera
Será
Esquecida
Quando
Nossos olhos
E nossos corpos
Se encontrarem"

Carla Dias


Resposta

E porque fui dizer
Que vivo a te amar
E amo mais que a mim
Morro de tanto amor...

Envolva-me em teus braços
E me faz viver
Me ama...

Marta Peres


Verdadeiro amor

Ainda sinto aquela emoção
como se o tempo não passasse,
e meu coração chora saudoso...

Ainda acredito no amor,
como fonte divina de alegria,
como chuva de verão lavando a alma...

Os poemas que fiz com as mão trêmulas,
enquanto sonhava com sua imagem,
com lágrimas rolando no rosto...

As mesmas lágrimas emocionadas,
que molharam suas mãos pequenas,
Enquanto eu dizia " te amo "...

Hoje essas lágrimas me afogam,
na solidão de meu amor,
que foi e sempre será seu,
Mesmo que eu morra só.


Mando Mago Poeta


TEUS OLHOS, MEU HORIZONTE



Busquei-te hoje
na primeira solidão
quando andavas distraído
pelos campos e campinas
nos campos das manhãs

Te busquei nos sóis azuis
do teu olhar
tal duas estrelas serenas
a brilhar na madrugada,
alheias a saudade
que me abatia.

Pousei nos teus ombros
como a brisa,
abraçando o sonho que criei
misturando nossos sons
nossos dons, nossas vidas.


Conceição Bentes


É assim que te amo!


Amo você como a força de um vendaval
e a calma das auroras nascidas,
entre a razão e a emoção

Meu amor é uma oração
que tem a melodia do entardecer,
guardada na infinita solidão abissal

É a face que não consegue
permanecer no disfarce,
respira o éter do devaneio,
adormece revelando a saudade volátil
que conduzem meus pés a esmo.



Conceição Bentes






Canção de Amor


És minha canção que lenta foge
num cheiro mais lancinante,
a galopar na brisa

Tua presença descansa
nos olhos que fitam
meu íntimo real,
esculpindo teu amor
no reencontro de um tempo
que adormece nossa alma

Toca-me com nuvens leves
anunciando tua vinda sem alarde
como um verão que dança e reluz


Conceição Bentes

Amor Peregrino


Vieste devagar
tal orvalho que não se sente
mas se faz notar
tocando em cada segmento do meu ser.

No trapézio da vida
o amor foi equilíbrio
entre os mundos meu e teu.

Foi ponte de sentimentos
farol das nossas tempestades
transformado em ausência caminhante
pelas calçadas do tempo.

E assim seguiste
espalhando com mãos cheias de nada
uma realidade fitada
chamada solidão


Conceição Bentes


Nosso Despertar


Vivemos um indefeso amanhecer
fechados em concha,
um amor bordados de carícias
ante o mundo adormecido.

Nossa voz se desfaz em líquido,
despertando entre os lençóis de neblinas,
desejos contidos
num manancial de emoções

O tempo não teve senso
e guardou nossa historia
junto às estrelas,
sabendo que eu e tu
éramos poeiras do mesmo céu!



Conceição Bentes



Amor! Gosto de mar!


No teu olhar com gosto de mar
tenho a paz universal
aprisionando-me na essência do amor
que entrelaça nossas almas.

Amor sem pressa,
segue a simetria aleatória
das descobertas, do aprendizado
e desnorteio

Vive de profundidades e superfícies,
no verbo exato do futuro amplo
com a maneira certa de dizermos juntos
que somos os segundos duradouros
da imutável eternidade.


Conceição Bentes


POEMA PARA MEU AMOR

Meu sonho concretizado
Amor em versos rimados
Meu verbo conjugado
No presente
No futuro
E no passado
Minha mais linda história
Luz que ilumina minha trajetória
A Ti dedico
Cada sorriso que exteriorizo
Todos os gestos de carinho
E os dias que me forem concedidos
Quero-te comigo!
Nas manhãs que irradiam alegria
Nas tardes frias e sombrias
Nas noites de pura magia
No florescer de cada primavera
E em todas as estações do ano
Para eternamente dizer-te
EU SIMPLESMENTE TE AMO!

Simplesmente Teresa



Seu Corpo Sobre o Meu Corpo

Quero viver sonhos nunca sonhado
E nem imaginado
E ler versos nunca escritos...

Quero ser página em branco
E que escrevas todas as fantasias
Que nunca vivi
E todos os delírios que nunca apeteci...

Quero o silêncio do quarto e lençóis brancos
Pois sou página em branco e nela,
Quero que escrevas as delícias do amor...
Quero amar e ser amada por inteiro!

Quero que me surpreenda
E quero que fiquem marcadas no meu coração,
Todas as interrogações do silêncio...
Quero todas as surpresas do amor...

Quero amanhecer nos seus braços
Vendo o novo dia nascer
E com a certeza de que você deixou dentro de mim
O mais belo poema que o seu corpo
Escreveu sobre o meu corpo.

Marta Peres

Tanto _



...Perdoa-Me
Por Esse Tanto Tempo
Pelas Todas Esperas
Os Sonhos
O Desejar Explicíto Nas Palavras
As Crises De Ciumes Nos Poemas
Todas Inseguranças Expostas
O Desviar de Sofrer
O Tentar Não Querer
Repudiar as Expectativas
Querer Fazer Diferente...


Perdoa-Me
Por Esse Amar Inconsequente
Por Te Vestir de Minhas Carências,
Apropriar das Tuas Horas
Fazer Por Onde Ter Sua Atenção,
Ignorar Todos os Sinais da Coerência
Desnudar Minhas Emoções,
Perdoa-Me...

Por Te Querer Tanto Assim.




_ Maxuel Scorpiano _


AMOR

Eu te amo desde que vi o teu primeiro sacolejar de ancas,
Descendo as escadarias da Vigário,
Com cabelos longos e negros e castiços
Em tranças e soçobrando em tua bunda luaceira.

Amei-te com um amor raro, inusitado,
- Incompreensível até -
Encontrado somente em corações revestidos de platina
E nas almas diamanticamente azuis.

Estranho é me pegar descobrindo com um coração enferrujado,
Uma alma desleixadamente coberta de carvão
E tu os impregnando como se fosse um turbilhão irremovível,
Polindo e lapidando tudo com tamanho estardalhaço
Que até o silêncio dentro de mim despertou assustado. E limpo.

Isso sim é amor raro. O teu.

Oswaldo Antônio Begiato



APENAS UMA CANÇÃO DE AMOR

Eu queria compor contigo uma canção que falasse da alegria,
da dor ,de sorrisos abertos...e de vidas entrelaçadas...
E que essa música fosse perpetuamente entoada
Nas manhâs de primavera..nas tardes de outono ...noites de invernos
e em eternas madrugadas.

E que não fosse uma canção inacessível,
Intransponível , que não sofresse mutação.
Eu só queria que fosse inaudível a todos que não conhecem ,
Que nunca ouviram o grito cortante... ou o pulsar de um coração.

Uma melodia a quatro mãos que levitasse em acordes sussurrantes
Toda vez que um coração errante precisasse de seu embalo pra dormir.
Talvez nem de rimas precisasse, nem de inspiração...
Apenas qualquer coisa que bastasse para nos fazer sorrir.

Versos de amor que falassem em todos os idiomas
A linguagem secreta das almas que se amam.
Dos olhares que se cruzam, dos corações que se inflamam.
Dos lábios que sonham se encontrarem com ardor.

Somente uma canção....
Apenas uma canção de amor!!

Regina Xavier


TE QUERO

Tento nao pensar,
nao desejar,
tento esquecer,
não te querer...
mas nao tem jeito..
Quanto mais eu tento
mais eu penso,
mais desejo,
mais te tenho
Cravado,
Guardado,
Tatuado,
aprisionado
Aqui dentro de meu peito.

REGINA XAVIER


TUA BOCA

Nenhum sabor me é tão
Deliciosamente sentido
Quanto o da tua boca
Que me entorpece
Me deixa louca!
Ah! A tua boca...
Me lembra uma gruta
Sutilmente sagrada
De onde externam as mais
Dóceis palavras
Adornada com lábios untados
Com o mais sublime néctar
Dos deuses
Pedaço de ti
Que me enternece
E me estremece
Fonte de prazeres
De paixão
De bem querer
Ao clarear do dia
Até o anoitecer.

Simplesmente Teresa


O QUE É AMAR ?
.
Amar é viver intensamente o momento presente,
Com responsabilidade, respeito, carinho, vida...
É saber o que está fazendo nesta vida colorida,
É cuidar da pessoa amada, de corpo, alma e mente.
.
É transbordar de emoção vivendo coisas do coração,
Amar é se dar por inteiro e deixar-se ser amado...
Com todas as forças e beleza do amor contemplado,
É acordar cedinho e ouvir a mais bonita canção...
.
Amar... Vai além das fronteiras, quebra barreiras,
Do tempo, do espaço, da distância, do passado...
É viver tudo no presente com o amor ao seu lado.
.
É compartilhar dia após dia, as alegrias e tristezas,
Poder andar de mãos dadas pelas ruas, abraçados,
Contemplar a noite e o dia, ser eternos namorados!

.
Esther Gonçalves
.
[ao meu eterno namorado Neto Castro].






Aquecida


Agasalhar meu corpo
Com o calor do seu
Nunca sentirei frio
Porque seu amor
É meu cobertor


Anjopoesia

Marcadores:

9 Comentários:

  • Adoro esse seu espaço Marta...
    Parabéns
    Beijos

    Por Blogger Marisa Pasternak (anjopoesia), às 12 de junho de 2010 07:20  

  • Hummmmmmmmm,que delícia estar nesse seu espaço...
    Beijos no coração amiga

    Por Blogger Marisa Pasternak (anjopoesia), às 12 de junho de 2010 07:47  

  • Minha querida Marta Peres

    Hoje mais do que nunca o REBATE se veste com a mais bela indumentária: o amor
    Inegavelmente esse espaço está no mínimo, o máximo de emoção
    APLAUSOS A TODOS QUE ESTAO AQUI


    Muito obrigada sempre

    bjos

    Ceição bentes

    Por Blogger Conceição, às 12 de junho de 2010 08:18  

  • Importante lembrança... Forte abraço a todos os colegas da escrita!

    Por Blogger "o poeta da verdade", às 12 de junho de 2010 09:16  

  • Quando a poesia se derrama em versos de amor, não há um só coração que não sinta um desejo, de ser, e estar apaixonado...

    É maravilhoso ver isso crescendo a cada dia no nosso país!
    A pouco tempo, eu não via tanta poesia enfeitando a vida...

    Você, Marta, tem minha admiração verdadeira... Esse trabalho é de uma dedicação(que sei bem, pois trabalho com informática) intensa e caprichosa...Deixo um abraço com a emoção de um poema...

    Por Blogger Mando Mago Poeta, às 12 de junho de 2010 10:46  

  • Que falar diante de tanto amor, tanta beleza e o mundo mais colorido o espaço encantado "12 de Junho! Dia dos Namorados1"
    Feliz Dia dos namorados a todos.
    PARABÉNS A TODOS OS POETAS QUE ABRILHANTARAM ESSA MAGIA E AMO!BEIJOS MEUS!

    Minha linda Grande Poeta MARTA PERES!Meu muito obrigada!Sempre emoção de poder estar aqui entre tantos talentos.

    OBRIGADA!


    O brigada a Deus pela minha vida!
    B eijos a todos que nela estão
    R adiante! Choro de emoção!
    I nfinito amor no coração
    G ratíssima! Felicidade! Igualmente!
    A mor é o meu sentimento
    D e amigos é o meu jardim
    A mizade que não tem fim


    Marisa de Medeiros

    Beijos no coração!

    Por Blogger Marisa, às 12 de junho de 2010 13:07  

  • LINDÍSSIMAS POESIAS QUE ENCANTAM
    OS CORAÇÔES ENAMORADOS!
    PARABÉNS MARTA PERES!
    ESTÁ MUITO LINDO ESTE ESPAÇO
    CHEIO DE AMOR E MAGIA!OBRIGADA QUERIDA! DEUS TE ILUMINE SEMPRE!
    BEIJOS NO CORAÇÂO!

    Por Blogger hortencialopes, às 12 de junho de 2010 14:25  

  • Marta, o Jornal estã ganhando nota 10, com a beleza dos poemas, pela imagens...todas nos dão a idéia de amor, partilha, companheirismo, e que o amor não morre nunca, apenas se transforma em algo ainda mais profundo.

    Parabéns pelo seu belo trabalho, na reunião de tantos talentos.

    Um beijo

    Betânia Uchôa

    Por Blogger Betânia Uchôa e seu universo in versos, às 12 de junho de 2010 17:37  

  • Parabéns Marta Peres reunir tantos poetas que se dedicam ao amor é quase impossível, mas só você com essa sensibilidade, seu carinho e essa sua dedicação deste trabalho poético é que consegue abrilhantar um recanto este jornal.
    Grande abraço a você poetisa Marta e parabéns a todos talentosos poeta que aqui deixaram sua emoções.
    Carlo Magno

    Por Blogger Imaginação, às 12 de junho de 2010 19:46  

Postar um comentário

<< Home