.

segunda-feira, 8 de março de 2010

FACETAS DA MULHER


FACETAS DA MULHER

O dia nasceu feminino:
Todo o dia, todo ele,
como berçário de um”x”
que aspira a um certo “y”,
pra perfilar e florir.
Mulher, em cuja fragilidade
transborda a força do olhar
e, na incoerência do riso,
verte a lágrima da flor.
São tantas em uma só
que não cabem no poema
e um dia é muito pouco
pra cantar os sonhos seus.

Basilina Pereira

Marcadores:

1 Comentários:

  • Que linda homenagem, Marta, fico muito honrada com meu poema publicado na sua coluna,fazendo parte desta homenagem. Vc é uma grande amiga e uma poeta de grande sensibilidade. Parabéns e umabraço.

    Por Blogger Basilina, às 8 de março de 2010 14:47  

Postar um comentário

<< Home