.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Poesia de Mauro Veras



Gueto


Não ter a menor razão para nada
tudo seria tão pequeno
tudo seria tão pouco
tudo

pessoas tristes
flores tristes
tardes tristes

e tudo que assistisse
faria assim como fosse morrer

Estrelas que brilharam tanto
inesquecíveis árias de grandes óperas
e hoje me ouvem os ouvidos
cantos de pássaros solitários

pássaros

de voos pequenos
como deveria ser tudo

uma velha negra e suas tetas murchas
a criança negra pendurada nelas
sujas, as bruxas girando em torno da cena
de formidáveis pessoas miseráveis ...

e a prata da cidade
que passa qual estrela cadente,
brilhando tanto!

e nas tetas da mulher, a derradeira gota de sangue

A alma se alimenta de leites improváveis ...
inapetentes almas em seu cruzeiro

Como o valor da Razão ...
como pessoas, flores
como o canto dos pássaros
como este voo rasteiro

Não deveria ter a menor razão para nada
tudo seria tão pequeno
tudo seria tão pouco
tudo

Mauro Veras


Miragens


O dia
que o sol traz
não é o Dia

A noite
que a brisa da manhã levou
não é a Noite

As horas
que estão no instante volátil
são como olhares perplexos

estão no espaço
fugidias, ágeis

O cavalo que passa sem tempo
em descompasso e desperto
não se pode enlaçar
e eu quero cavalgar o vento

destino:a miragem da aurora
nas areias tênues de um deserto

De sonhos, decerto
temos todos uma cota

mas o possível tempo
é aquele que se esgota


Mauro Veras



Boa noite, Poesia ...

A noite é boa para a Poesia,
mas não será para o poeta!

A noite apaga o dia
e no frio breu
já não queimará o pavio
que em luz ardeu,
que na claridade ardia!

E no desvario da penumbra
sofrerá o poeta,
e regozijará,
em seu império noturno,
a soturna Poesia!

Mauro Veras

Marcadores:

2 Comentários:

  • ...

    De sonhos, decerto
    temos todos uma cota

    ...

    Este é "o Poeta"!!!

    Meu querido afilhado Mauro Veras,
    com o qual tive a honra de escrever uma belíssima parceria dias atrás para o Concurso de Parcerias da Comunidade NAVEGANTES DAS ESTRELAS.

    Ficou linda demais!!
    Pena que não posso dizer o título e nem postá-la para voces, pois não podemos divulgá-la antes da escolha final.

    Dizer que estas tres poesias suas são lindas é perda de tempo... pois sei que voce já sabe!

    Bjussssss :)
    da Dinda Verluci Almeida

    Por Blogger Verluci Almeida, às 16 de novembro de 2009 08:17  

  • Meu lindo grande Poeta MAURO VERAS!
    Parabéns!Que maravilha te ler!Fiquei encantada!Um espetáculo de arte e beleza!beijos meus!


    PARABÉNS GRANDE POETISA MARTA PERES!
    Por nos presentear sempre com um desfile de arte e poesia!Beijos na alma!

    Por Blogger Marisa, às 18 de novembro de 2009 17:52  

Postar um comentário

<< Home