.

domingo, 14 de março de 2010

Poesia


Poesia

Lendo poesias vou pela noite,
leio, leio, leio, encanto-me...
apaixono-me...passa ser razão
do meu viver, nada mais a fazer...

Perco a noção do tempo, perco as horas
e o tempo voa, voa em versos e prosas.
Entro nos meus reversos a procura
de alguém, encontro você no verso.

Mãos queimam na agilidade com os lápis,
preparo as malas e saio a viajar, tomo
ônibus que já está a esperar-me, nos versos
vou voando, voando, lendo, sorrindo, chorando...

Meu verso me despe, abre minha alma, acalma,
vou velejando nas águas mansas das palavras
sozinha comigo mesma, busco meu porto
dentro da solidão acompanhada. Faço poesia!

E a colcha de retalhos vai sendo fabricada,
combinação perfeita de cores, vou tecendo,
aparando, remendando, ajustando amores
e resgatando saudades nas lembranças.

Marta Peres

Marcadores:

1 Comentários:

  • PARABÉNS GRANDE POETA MARTA PERES!
    "POESIA"Lindíssimo!Tem o seu jeitinho porque VOCÊ É POESIA,É DOÇURA E AMOR!OBRIGADA POR PROPAGAR A VIDA E O AMOR COM SUA EXISTÊNCIA,COMPETÊNCIA E VALOR!TE ADORO!BEIJOS MEUS!

    Por Blogger Marisa, às 14 de março de 2010 13:00  

Postar um comentário

<< Home