.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Boneca de Porcelana


Boneca de Porcelana
(Valter Montani)


Esculpida pelas mãos do desejo

Bonequinha linda de porcelana,

Seu olhar inspira-me a malícia

Sua boca me atiça o fogo da cobiça.


Seu corpo tem o tamanho

E o formato de uma paixão,

Que me corrompe a mente

De forma cruel e intermitente.


Em meu pensar és uma obra de arte

Que em palavras não há como mostrar

Pois mal conseguem explicar o que vejo

Nem expressam tudo aquilo o que sinto.


Mas tenha certeza que na mente

Já pintei uma lindíssima aquarela

Onde está expressa de forma singela

Sua silhueta feminina, sensual e bela.

© Valter Montani

1 Comentários:

  • Oi Marta,

    agradeço pela oportunidade que muito me honra de fazer parte desse seleto grupo de poetas.
    bjs

    Boneca de Porcelana é um poema que surgiu despretensioso e de repente se tornou um dos mais lidos e comentados em meu blog.
    Passei a gostar mais dele depois que consegui vislumbrá-lo através da ótica das pessoas.

    Por Blogger Valter Montani, às 27 de fevereiro de 2009 04:52  

Postar um comentário

<< Home