.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Poetisa Teresa Improta Monnier
























ETERNAMENTE VOCÊ

Se amo a tua alma?
Sim...amo a tua alma
Essa abstração que se perdeu em mim
Que me renova
E me conduz
Minha certeza
Minha luz
Mas Deus não há de castigar-me
Quando penso no teu corpo
Pois decerto é minha perdição
Esse desejo não oculto
Até mesmo teu vulto me põe em
alucinação
Meu tu serás
Tua serei
Agora e muito mais além
E quando a morte me arrebatar a vida
Quero no infinito
Te possuir também.

Teresa Improta Monnier


























TARDES OUTONAIS

...E virá o outono
E com ele as tardes esmaecidas
A cairem sobre campos de ciprestes
E o vento em desatino a jogar folhas
Secas no solar da minha janela

Eu...a esperar a próxima primavera
Para estar contigo em jardins floridos
De acácias amarelas.

Teresa Improta Monnier*






















ESTAÇÕES

Agora outono
Dias acinzentados brotando
Tardes de sol vermelho
E a fuga pelo espelho

Tingir o cinza dos dias que virão
Fazer brotar esperanças na palma da mão
Há de trazer felicidade essa estação
Matizar os sonhos, aliviar o coração

Depois o inverno...
Estação da saudade, do frio interno
E nessa longa espera
Sei que virá uma nova primavera.

Teresa Improta Monnier*






























NINGUÉM É DE NINGUÉM

Nada, nada mais

Nem sonhos, nem canções, nem madrigais

Passarão as brisas e os vendavais...

Amor é coisa doída

É bem que causa ferida

É marca que não se apaga jamais

E se a felicidade é feita de momentos

Não guardarei mágoas nem lamentos

Pois a única certeza que se tem

É que a vida passará também

E por mais que a gente queira alguém

Bem sabemos...

Nesse mundo ninguém é de ninguém.

Teresa Improta Monnier






Saudade

Hoje o dia amanheceu
Exalando saudade
O céu repleto de nuvens
chorosas
A se encontrar com o mar
De um jeito tão estranho
Como que fosse desabar!

Simplesmente Teresa

Marcadores:

2 Comentários:

  • Marta Peres, as poesias de Teresa sào bálsamos de inspiraçào e parabenizo você por divulgar essa poetisa de talento inigualavel!
    Parabéns,Teresa por tão belos poemas que tocam profundamente o coração de todos os seus leitores!
    Amo suas poesias e sou e sempre serei sua fã número 1
    Adoro você!

    Por Blogger REGINA XAVIER, às 26 de março de 2012 19:21  

  • Marta, você foi a primeira pessoa a divulgar minha poesia, lembra-se?
    Então amiga, eu precisaria inventar um novo vocabulário para definir-te, pois as palavras corriqueiras não fazem juz a você, porém quero que saiba do quanto sou grata por todo esse carinho e o quanto me honra ter sua amizade.
    Obrigada sempre e sempre!


    Regina querida, acho mesmo que você é minha fã número 1, pois mesmo antes de conhecer-te você já me prestiagiava no Recanto. Agradeço a Deus por tantos anjos que Ele colocou no meu caminho.

    Por Blogger Teresa Improta Monnier, às 26 de março de 2012 20:22  

Postar um comentário

<< Home