.

domingo, 19 de junho de 2011

Á Luz da Poesia!































































































Desrimável

Assim que me livrar dessa saudade
direi toda verdade que detenho,
assim que a desilusão findar,
eu poderei sonhar com tudo que possuo

Se a rima não acerto,
ao longe sigo perto, de tudo que procuro
e tão confuso vivo, perdido sem abrigo
num quarto muito escuro...

Às vezes, tenho a sensação de que,
a luz está a dois centímetros de mim
mas, o que nos separa e me apavora,
é uma parede de aço intransponível...

Marçal Filho


Segredos de Amor

Cá, onde a história se completa
repleta de ilusões e fantasia
magia que enternece meu olhar...
Amor que se renova, todo dia

Lá, onde o aconchego fez morada
qual fada que a voar reflete a luz
seduz-me o apreço que me habita
excita-me o desejo, qual supus...

Aqui, como quem se completara
tomara que jamais possa mudar
encantos que estão em harmonia
sorrisos que precedem o caminhar...

Se hoje, a vida faz todo sentido
é certo que por lá teve um começo,
apreço que jamais quero perder
segredos que conduzem nosso Amar...

Existe um pacto entre nós...
Segredo é segredo e segredo não se revela!

Marçal Filho


Retiro dos Versos da Paz


Moro num recanto mágico
onde a poesia fez morada
onde até os passarinhos
recitam versos em quadras

Uma estradinha colorida
pra tingir um bem querer
nos conduz a uma casinha
Recheada de prazer

Lá o encanto das manhãs
tem um sol risonho e lindo
e depois ao entardecer
uma lua vem surgindo

E assim tudo reluz
onde a paz encanta o amor
e o poeta enamorado
verseja magia ao compor.

Marçal Filho


Excesso de cuidado

Andei flertando seu sorriso,
paraíso que me encanta
andei distante de mim mesmo
para de você me aproximar
e dedicar-lhe um tolo verso

Apanhei uma flor
para por em seu cabelo
fiz do novelo um laço
para prender-me de encanto
vivo absorto entre um ponto
e outro ponto
e sigo tonto, sem saber aonde vou

Até nas horas que pressinto ter você
sou incapaz de me encontrar comigo
às vezes penso que, jamais vou aprender,
a deixar o coração definir por onde sigo...

Sou aquele que peca por excesso de cuidado
e não encontra maneira de redimir desse pecado.

Marçal Filho


Desenhos de Deus

Nas noites de estrelas em céu escuro
onde o negro manto traz matizes cintilantes
a beleza rara é como fosse luzes de rubis
ou centelhas trazendo cores de diamantes

No outro dia, no lusco fusco do crepúsculo
vejo o sol banhando o horizonte de maio
aí, um verso feito um raio atinge o meu juízo
se for preciso, batendo palmas, um hino ensaio

E fico assim, feito um menino deslumbrado
observando sorridente as estrelas sem luar
sei que vou sorrir com a pintura desse quadro
que sempre esteve ali, bastaria alguém olhar

São sempre impressionantes, os desenhos de Deus.

Marçal Filho


Retiro dos Versos da Paz

Moro num recanto mágico
onde a poesia fez morada
onde até os passarinhos
recitam versos em quadras

Uma estradinha colorida
pra tingir um bem querer
nos conduz a uma casinha
Recheada de prazer

Lá o encanto das manhãs
tem um sol risonho e lindo
e depois ao entardecer
uma lua vem surgindo

E assim tudo reluz
onde a paz encanta o amor
e o poeta enamorado
verseja magia ao compor.

Marçal Filho



















































































































































APRENDIZ DE VIVENTE


Estudante das incertezas, busco o fluxo nas palavras.
Quero parti para o princípio, cavar o fundo desse poço,
chegar a roer o osso daquilo que não aflora.

Após o pacto firmado, recebo a aliança como herança.
Desejo o ápice do enfrentamento, o rude som do eco,
a libertária voz que anda presa em mim.

Na pele as marcas e arranhões, no rosto o bafo,
aos pés o chão pouco firme, nas mãos o suor...
sopro o ó sobre a memória e corto os pulsos da imensidão.

Na carne a dor da longa espera, no ventre o gelo,
apalpo o tempo e a escuridão e faço pouco do zelo.
Arrasto o horizonte para mais perto e engravido o futuro.



JULENI ANDRADE















Sou uma loba


Sou mulher!
Evocë o que é?
Sou uma loba,
vestida de ovelha.
Sou a soma
das duas porções
a qual transforma-me
de santa numa diaba.
Numa amante
envolvente,
quente e ardente...
Sou assim!
Insinuo mais não mostro.
Sou do tipo
que seduz tudo
que posso.
Até o universo.
Amo os versos.
Com ou sem rima.
Do jeito que vem
comigo entra no clima.
Porque sou mulher...
Que com apenas
um gesto
me torno a presença
a qual muda
os seus atos....


Poeta Francis Perot




Basta ter alguém


Para:
Sofrer,
chorar e
ser feliz.
Basta:
ter alguém...
Porquê:
Para descrever o amor:
Necessita-se da dor...
Para conhecer as expressões emotivas;
basta ter alguém...
Que certamente tu aprenderás,
a sofrer,
chorar e
ser feliz...

Basta ter alguém:
Que seja a verdadeira arte idolátrica
do coração em todos os tempos...
Portanto:
Onde está a delicada arte de amar?
Excelsa categoria,
de arte singular,
nos faz:
Sofrer e
Chorar...

Senda de um amor normal,
arrebatamento que assola...
Assim:
O amor
é como águas impetuosas
em lugares declináveis...
Até quando poderás reprimir
a turbulências das suas águas?

Condenar o amor é inútil.
É o mesmo que querer mudar
as imutáveis leis da natureza...
O que sabes do amor?
Estás disposta,
a sofrer
chorar, e
ser feliz?
Se tiveres disposta,
então você poderá
amar alguém...



Poeta Francis Perot




O VERBO AMAR


Nunca se sabe
o que na verdade
nos faz chorar!
Se é a dor
ou amor...
Porque
somente
a beleza
e o prazer
pode-se encontrar
em qualquer lugar?
Assim sendo:
O vazio
toma
conta
do ser,
e o saber
não mais
conjugará
o verbo...


Fancis Perot





Sonho Ardente


Tenho muito carinho para te dar:
Carinhos desconhecidos!
Carinhos amortecidos!
Carinhos vividos!
Que quero mergulhar,
Com ansiedade,
Em sua boca...
Sentir as águas fascinantes,
De teus lábios
Com sabor hortelã...

Tenho muito carinho para te dar:
Carinhos excitantes!
Carinhos exuberantes!
Carinhos extravagantes!
Que quero rejuvenescer
No teu rosto...
Sentindo a felicidade
De ser amada
Tal êxtase
Do gozo
Do nosso amor...


Poeta Francis Perot





Apenas um momento


Quero amar!
Somente amar.
Não quero ser
um louco delirante.
Quero o luar
para iluminar
na beira do mar,
nossos corpos nus se amando...
Depois se você se for
que vá.
Mesmo que eu tenha que chorar,
não vou morrer de saudade.
Porque o meu coração,
não tem medo da solidão,
quando decidiu te amar,
por um momento,
e depois;
uma eternidade
de lembranças,
saudade,
solidão,
dor,
e paixão,
que curarei
em outros braços...


Poeta Francis Perot
























TANTO É
Oswaldo Antônio Begiato

Tanto é
Que estou aqui de mãos postas,
Pernas em genuflexão e olhos alagados
Fingindo rezar uma prece de luz em plena obcecação.

Tanto é
Que não sei o fuso horário;
O dia, o mês e o ano em que estou pulsando.
Fiquei atemporal, sem medidas e incorpóreo. Intangível.

Tanto é
Que não tenho residência fixa.
Não tenho cadastros. Não tenho verdades.
Carrego somente as sombras que me conspurcaram.

Tanto é
Que já ultrapassei minha permanência,
Diluindo-me em partidas intolerantes à volta.
Não penso e não existo mais. Sou espectro. Fio de vida














TANTO É
Ruth Maria Perrella

Tanto é
Que se olhar para o lado
Verás que seco tuas lágrimas
Contigo em prece nessa obsessão

Tanto é
Que te sinto próximo, tangível
Datado em suas medidas
Pleno de realidades

Tanto é
Que de mim fiz sua morada
Bordei seu nome na alma
Altaneiro, banhado de luz

Tanto é
Que sua eternidade me diviniza
Somos apenas início...
Enrolados em fios, que enlaçam vidas

Marcadores:

3 Comentários:

  • Fiquei muito feliz em encontrar a minha poesia aqui. Parabens por tão belo blog... Com certeza estarei mais vezes aqui...

    Por Blogger POESIAS SENSUAIS E CONTOS, às 19 de junho de 2011 18:18  

  • Grata pelo carinho! Nobre poetisa.
    É impressionante a sensação de prazer, de emoção
    ao ver nosso texto publicado, postado, compartilhado...em fim
    É gostoso!
    O Texto "Mãe"
    É muito especial pra mim.
    Fiquei feliz ao vê-lo em seu blog.
    Grata!

    Por Blogger By MellO, às 21 de junho de 2011 11:01  

  • Martinha é muito gratificante ter uma Amiga tão especial como você, ver nossos textos aqui pablicados é de uma felicidade sem tamanho, agradeço por tanto carinho.

    Este espaço é muito dígno e magnífico.

    Obrigado querida.

    Meus respeitos sempre.

    Um beijo super carinhoso para você.

    Por Blogger MARÇAL FILHO "Poesias e Outros", às 23 de junho de 2011 08:47  

Postar um comentário

<< Home