.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

"V E M"


"V E M"

Vem,
dá-me a tua mão
ensina-me o riso
e a razão de existir

Ser
não é apenas viver
e a minha vibração
corre nas janelas
das tuas veias em festa!

Vem,
na sedução dos odores
da terra prometida

Não te imploro momentos
que a alma não partilhe
Apenas as tuas mãos
dedos de vento e saudades

Vem,
como fado destinado
asa do meu corpo alado
riscar o vazio
que
desesperadamente
te desenha

luizacaetano

2 Comentários:

  • NÃO SE FAZ NECESSARIO COMENTÁRIOS...
    É SÓ LER E SENTIR A EMOÇÃO DAS PALAVRAS.

    Carinhos

    LENINHA

    Por Blogger Leninha, às 22 de fevereiro de 2008 11:47  

  • Serei suspeita?

    Se disser que reconheço nesta amiga poetisa de grande coração uma enorme nobreza.

    Todos nos apercebemos em como ela, sendo fazedora de poemas e muito lindos,
    sempre faz questão de divulgar os poetas que conhece.

    Pessoalmente,
    me sinto
    honradíssima e feliz em ela ser minha amiga.

    E,
    não é apenas por este gesto, não!

    Ela
    discretamente segue uma senda de Amor e Muita poesia.

    Um beijo
    para ti que hoje
    colocaste a minha Lisboa em grande destaque

    Por Blogger Luiza Caetano, às 22 de fevereiro de 2008 12:04  

Postar um comentário

<< Home