.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

A Poesia de Neuza Rodrigues Ferreira!




Inverno.

Dias gélidos,
Sem vento,
Árvores sem folhar,
Campos secos,
Busco um abrigo,
Uma palmeira velha,
Hospedeira perfeita,
Que me deu acolhimento,
Acolheu-me como hospede,
Ali em pleno desabrigo,
Estas na terra fria, mas tem calor,
Essa noite a tenho como companheira,
Uma velha palmeira,
Noite de silêncio profundo,
Senti algo me dominar,
Transportando-me para o além...
Lua bela, céu mar de estrelas,
Perfeita harmonia de amor com a natureza,
Um estranho sentimento,
Uma pergunta no ar...
Quem foi o construtor?
Se não Deus Nosso Senhor.

Neuza Rodrigues Ferreira


 Noite de Procura.

Quero encontrar meu amor
Andar sobre pontes, viadutos e becos,
Levando nas mãos um presente de amor,
Ao longo do caminho vou achar,
Quem eu quero para amar,
Ouvindo de minha voz o próprio ecoar,
Quero seguir,
Quem sabe onde vou encontrar?
Aquele que escolhi para amar,
Em minha estrada já te procurei,
Nas esquinas do destino sigo ate chegar ao beco do seu coração,
Quero sondar o horizonte,
Ver o sol morrer e a noite sonhar,
Sonhar com o sentimento da pureza,
Sentir a leveza da alma num sonho bonito,
Agora em outra estrada,
Sobre troncos debruçados,
Eu queria te encontrar,
Abraça com carinho,
Beijar tua face afagar teus cabelos,
E junto a ti...
Rezando te amar.

Neuza Rodrigues Ferreira



 O Destino

O destino nós uniu,
Não vou deixar que nada nós afastemos,
Vou valorizar o amor que você me deu,
E prender-la perto do meu coração,
Haverá momentos em que as coisas ficarão difíceis,
Mas são coisas que nos poderemos enfrentar,
Basta lembrar que poderemos nós apoiar um no outro,
Isso quando tudo ficar difícil,
Basta ter fé em nosso amor e um no outro,
Será o suficiente,
Todos os dias nosso amor vai crescer,
E tornar mais perto um do outro,
Há tempos que posso ver que esta cheia de duvidas,
Não deviria ser assim,
Eu só queria que pudesse sentir meu amor,
E você teria fé em mim,
Eu pensei isso um milhão de vezes,
E o que eu quero é você,
Nós nos conhecemos quando eu estava na pior,
Então eu posso entender sua duvida,
Mas eu te amo e sei que um dia você finalmente vai entender,
Nós encontraremos nosso final feliz,
Encontramos sempre eu e você.

Neuza Rodrigues Ferreira



 Paixão é Isso

Apreciamo-nos a suave noite quente de primavera.
A lua amante sorrindo suavemente sobre nos,
Que volta lentamente sobre a relva fresca,
Observando as estrelas cintilantes,
Esticando o braço atrás de mim,
Permitindo-me colocar de volta,
Descansar minha cabeça sobre ele,
Virando a cabeça para meus murmurar no meu ouvido,
Falar as palavras de dentro do seu coração,
Lentamente, me puxa para perto de você,
Suas mãos me acariciando suavemente com amor,
Sentindo seu calor queimar dentro de mim,
Nossos lábios tocam ardentemente,
Línguas se tocando dançando se contorcendo,
Suspiros silenciosos na noite,
Sentir suas emoções fluindo em mim,
Eu posso sentir sua paixão crescer,
Fortalecendo ainda mais o meu desejo por você,
Seus lábios cobrindo os meus com seus beijos,
Beijo seus seios mordisco e sugo suavemente,
Quero explorar e prová-los apreciá-los,
Nossos suspiros atraem nossos desejos,
Agora juntos em nosso mundo,
Ninguém mais existe só nos dois.

Neuza Rodrigues Ferreira


 Tudo é Falso

Tudo pode ser...
Seu sorriso pode ser falso,
Suas palavras podem ser mentirosas...
Você pode até dizer que não precisa de ninguém,
Todos precisam de alguém para dialogar,
A vida é dos frios e calculistas,
Vai ter que jogar para vencer
Em cada encruzilhada da vida há um duelo do impulso e da razão,
Não olharei mais nos olhos teus,
Para que não chore mais nos olhos meus,
Sim chorando eu vou vivendo sem você,
Não quero mais dor desse amor,
Prefiro a dor da solidão,
Quero ficar sempre distante de ti,
Estou partindo,
Para onde não sei.
Levo comigo só mágoas que sonhei,
Deixo os sonhos não realizados.
Enfim, deixo todo o passado,
Levo também a saudade de um amor,
Que passou.

Neuza Rodrigues Ferreira




 Marcas no Espelho.

Nele admiro o tempo e o desgosto,
Era uma flor formosa bela e delicada,
Sedução da brisa e da madrugada,
Em uma eterna ânsia que o tempo leva,
A existência parece um combate,
Marcas que me pertencem,
Como são meus todos os sonhos,
Todo o trabalho toda a derrota,
Há sempre uma etapa a ser alcançada,
Uma meta a ser atingida,
Não me satisfaz este desabafo que faço escorrer,
Em frente ao espelho meu egoísmo quer mais,
O brilho que ofuscou meus olhos,
Busquei coisas as desejadas sem fugir das que não desejei,
Cantei e meditei com meu ser, para conhecer a verdade da vida,
Para meu próprio despertar,assim como a luz do sol,
Posso sentir no espelho os raios a brilhar.

Neuza Rodrigues Ferreira



 Amor com brincadeiras.

Quando encontramos alguém compatível,
É só alegria e brincadeiras,
Corre como águas calmas e límpidas,
Não pede muito só cumplicidade,
Felicidade essa que vivemos muito,
As emoções são sinceras,
Acontece sem agente forçar,
Elas despertam sentimentos que em mim,
Não pode calar,
Coração palpita forte da presença um do outro,
Um desejo alucinante de estar juntos,
Eu sinto o quanto é ruim não ter você,
Emoções chegando numa saudade de muitas lembranças,
Seus olhos seu sorriso quantas emoções podem dar,
Se pudesse levaria as nuvens,
Faria a mais linda viajem sob algodão dançaria uma valsa,
Mostraria as estrelas como é amar você,
Pediria a lua para não me esquecer,
Ela sabe que nosso amor é alucinante,
Cada dia esta mais apaixonante,
Ficar com você não posso e deixar de querer,
Sua presença é impossível,
Porque é incrível o quanto você é importante para mim...

Neuza Rodrigues Ferreira


 Janela




Janela, que anos atrás eram usadas por moças,
Moças, pensativas e felizes, pois logo irão ter sua vida,
Vida, pois teve valores de família, pais que educaram,
Pais, que passavam moral, ética e educação,
Educação aos olhos dos jovens menospreza,
Valores, que estão ligados aos valores de consumo,
Consumo de bens materiais, e lucro fácil acima de tudo,
As janelas existiam em grandes números, hoje as janelas,
Janelas de prédios cada vez mais altos, poucos veem essas moças,
Moças belas por fora e por dentro, cheias de sonhos e felicidades,
Moças, que sabiam ordenar uma casa com amor e sensíveis ao seio da família,
Hoje, a sociedade dita moderna, ordena que ela seja independente,
Socialmente chefe de família, forma família e tem filhos, por força,
Força, da sociedade hipócrita, depois jogam seus filhos em creches,
Creches, para as "tias" cuidarem, filhos que são educados por estranhos,
Filhos, que terão seus pais como estranhos, pois poucos convivem,
Convivem, sem amor, sem atenção, apenas projetados para serem ricos,
A profissão diretamente ligada a muito dinheiro, pois o importante é a grana,
A grana, apenas paga os bens de consumo, falsa alegria por pouco tempo,
Bens materiais que apenas se acumulam pelos cantos, logo sai algo mais moderno,
O moderno que nunca existiu, as coisas apenas aparecem e voltam com o tempo,
O homem se alimenta do moderno para justificar a sua existência,
Existência que necessita apenas, comer, um teto simples e pernas para andar,
Andar para propagar o valor de um ser humano, mais humano,
Humano, só na semelhança, por dentro cada um para si,
O si, te leva ao egoísmo, Sete bilhões de pessoas cada um para si,
As pessoas vivem numa sociedade de rebanho,
Rebanhos alienantes brigam por espaços cada vez menores,
Para serem grandes, num espaço minúsculo,
Minúsculo, é a mente humanitária dessa falsa sociedade,
Saudades das janelas, janelas que existiam moças,
Moças que sonhavam em formar famílias,
Hoje, não temos mais janelas, moças e muito menos família,
Sobrou a janela (windows), para vermos a nossa destruição,
Numa janela virtual, enfim conseguimos encontrar o caminho,
O caminho do fim...

Neuza Rodrigues Ferreira



 Livros


São escritos por mortais, dentro de certo grau de conhecimento valido ou não,
Defendem suas teorias ou se baseiam em outras obras e autores, alguns sustentam,
Até mesmo contrariam outras obras e autores, temos a Bíblia sagrada,
Bíblia que foi originalmente escrita em uma língua e depois escritas em outras centenas,
Livro sagrado composta de novo e velho testamento, livro mais lido e difundido do mundo,
Seus escritores jamais poderiam acreditar que uma obra dessas poderia formar outras tantas igrejas,
Criaram tantas formas diferentes de religiões e seguidores, a maioria usa a Bíblia para estudar,
O cristianismo e suas várias correntes de cristãos interpretam a Bíblia de diversas formas sendo que,
A Bíblia atende a todos demais com a mesma linguagem de escrita,
Diante de um livro mundialmente conhecido por bilhões de pessoas, se percebe divisões de entendimentos,
O livro mais conhecido do mundo também é o mais polêmico de todos,
Impossível negar que um livro sagrado como esse foi escrito por homens há séculos, sobre vários domínios,
Impérios que se fortaleceram e caíram sobre a mesma bandeira, tivemos três mundos diferentes ao logo dos séculos,
Podemos afirmar que a igreja católica, foi à maior geradora de conflitos da história,
Diante da inquisição, as críticas vorazes de Martin Lutero, criando a igreja protestante,
Na Inglaterra, o Rei Henrique VIII rompeu com a Igreja Católica, formando a Igreja Anglicana,
Imaginamos que um único livro sagrado deveria ter seguidores e nunca tantas divisões por conta de várias outras religiões,
Poderíamos partir para outras religiões, Hinduísmo, Budismo, Islamismo, Judaísmo e várias outras,
Somos iguais e semelhantes entre todas algumas diferenças de tom de pele e idiomas,
Por que será que somos tão diferentes uns dos outros na questão religiosa?
Seria uma heresia ter uma única religião?
Já que o sentido da vida é o mesmo?
Ou será que a humanidade é separada por costumes diferentes mesmo sendo a causa igual a todos?
Um único livro com quase o mesmo teor a todas as nações, separar e desagregar tanto uma humanidade?

Neuza Rodrigues Ferreira


 Luz

Luz, que faz a todos verem e se orientarem,
Luz que demoramos nove meses para ver,
Luz, que faz tudo brotar, germinar e nascer,
Luz, da fotossíntese, essencial para a vida,
Luz, que faz nascer germes, bactérias e fungos,
Luz, que tem em média 15 horas por dia, e natural,
Luz, que vem do sol, da lua e a luz artificial,
Luz, que movimenta a energia da vida e mantém a vida,
Luz, que reflete que dá brilho, que faz sombra e orienta,
Luz, que trás vida é sinônimo de vida,
Luz, que nossos jovens preferem não ver, pois trocam o dia pela noite,
Luz, que é trocada pela noite das trevas em festas, revés e baladas,
Luz, em flashes, raios de várias cores, regadas a músicas, álcool e drogas,
Luz, e vida é o que nosso jovem pouco busca ultimamente,
Luz, que negam a vida, entregues ao falso prazer e felicidade,
Luz, que negam a todo instante, dorme de dia e saem a noite,
Luz, que desconhece vampiros, lobos e a penumbra,
Luz, que não conseguem dar vida aos zumbis do mundo atual,
Luz, que trazem luzes, brilhos traz a vida e a mantém sempre,
Luzes, que muitos perderão em breve, serão dominadas pela escuridão!

Neuza Rodrigues Ferreira






 





 Meu mundo.

Hoje resolvi sair pelo meu Word.
Escrever algo que desse sentido a vida,
Quem sabe falar com Deus ou os pássaros?
A visão de Deus é plena e ilumina,
O céu esta azul e brilhante,
Sinto a paz em minha alma,
Anjos e arcanjos tocam suas harpas,
Sinto que posso voar na imensidão,
Para longínquas paragens onde há paisagens,
Há caminhos nesse mundo que só eu vejo,
Levo comigo alegria e deixo a tristeza,
Por esse mundo só uma vez passarei,
Qualquer bem que possa mostrar,
Farei agora ao meu semelhante,
O amor é maior que a caridade,
Deus é imenso onipotente e sábio,
Volto olhar o espetáculo dos anjos,
Ramos de árvore balança imitando a musica,
Quero acordar não consigo,
Experimentei a sensação mais linda,
É como se tudo que via fosse real,
Sinto que se Deus estiver em minha mente,
Do coração fugirá toda a tristeza,
A paz expulsará toda incerteza.

Neuza Rodrigues Ferreira



 Porta.

Ao longo de nossas vidas, quantas portas abriram e fecharam?
Quantas portas, veremos?
Quantas portas nunca abrirão?
Quantas portas, gostaríamos de poder abrir?
Quantas portar, nunca gostaria de abrir?
Quantas portas eram para o caminho bom?
Quantas portas, abrimos por teimosia?
Quantas portas eram boas e nunca tivemos coragem de abrir?
Quantas portas, erradas que abrimos?
Quantas portas, fomos abrigados por alguém a abrir?
Quantas portas, fomos ordenados a não abrir?
Quantas portas, abrimos e a lugar algum chegamos?
Quantas portas, ao bem fomos levadas?
Quantas portas a estranhos abriram?
Quantas portas, abrimos a pessoas do bem?
Quantas portas, abrimos sós para agradar aos demais?
Quantas portas, teremos que conquistar ainda para podermos abrir?
Quantas portas, que abrem para o lado direito, esquerdo, para cima...
Quantas portas, em nosso imaginário existem?
Quantas portas, de sótãos e porões já abriram?
Quantas portas, de sótãos e porões ainda terão que abrir?
Quantas portas, escuras ou claras terão que abrir?
As perguntas ficam, mas um dia teremos que ir para uma porta,
Porta que só permite a fechar, será que estamos preparados para isso?

Neuza Rodrigues Ferreira

Marcadores:

12 Comentários:

  • Muito rico!
    Parabéns!!

    Por Blogger Mulher Claudia, às 11 de julho de 2012 11:39  

  • Muito rico!
    Parabéns!!

    Por Blogger Mulher Claudia, às 11 de julho de 2012 11:39  

  • Lindos e ricos poemas!
    Escritos com muita sensibilidade e intensidade.
    A poeta escreveu com o avesso da alma!
    Parabéns Neuza Rodrigues Ferreira!
    Bravo!Sulamita Ferreira Teixeira.

    Por Blogger Neuza Rodrigues, às 11 de julho de 2012 12:13  

  • Excelência em poesia!!! Parabéns querida amiga, beijinhos na alma.

    Por Blogger Oneida Matos, às 12 de julho de 2012 13:13  

  • Poemas ricos em sentimentos e ternura! Lindos demais cada um! Meus para béns! Raphael Oliveira

    Por Blogger Neuza Rodrigues, às 13 de julho de 2012 12:20  

  • Eu que gosto imenso de poesia
    (mas não sei criá-la,escrever....)
    sinto-me frustrada por isso...
    Amiga tenho um blogue http://
    sinfoniaesol.wordpress.com
    onde insiro poesias que me cedem
    com os devidos créditos.Se a amiga
    o permitir terei muito gosto em
    colocar uma poesia sua. Basta
    deixar um comentário a dizer se
    permite.
    Um beijinho,voltarei sempre que possa.
    Irene Alves

    Por Blogger Silenciosamente ouvindo..., às 14 de julho de 2012 11:51  

  • Minha querida

    Poemas muito belos e escritos com a pena da alma e a sensibilidade do coração, adorei ler-te.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora (RosaMaria)

    Por Blogger Sonhadora, às 14 de julho de 2012 11:56  

  • Palavras intensas, carregadas se sentimentos e emoções, que somente alguém com uma essência iluminada e uma sensibilidade além é capaz de traduzir... Parabéns, pelos textos, lindos...

    Por Blogger Karl Mot, às 14 de julho de 2012 13:06  

  • Regina Coeli Paiva uma alma sedutora, sensivel, amorosa, linda e iluminada.
    que Deus possa sempre guiar suas mãos com muita leveza e carinho.

    Por Blogger Neuza Rodrigues, às 14 de julho de 2012 13:28  

  • Neuza: A sua escrita é límpida como nascente de olhos de poeta! Eu que o sou sinto essa frescura.Continue, assim, matando a sede dos corações sensíveis. Como disse um grande poeta António Botto, meu conterrâneo : "O que distingue um ser humano de outro é o dom de um criar uma obra de arte e outro não"
    Parabéns, beijo do João Silvestre.

    Por Blogger irreverente, às 14 de julho de 2012 17:02  

  • Querida Neuza, a sua sensibilidade é encantadora, e nós só temos que agradecer por existir poetisas como você que criar poemas que falam diretamente ao coração, Parabéns e desejo que Deus continue abençoando a sua inspiração.

    Por Blogger DMI, às 17 de julho de 2012 14:44  

  • Querida amiga Neuza...adoro sempre ler-te..a tua sensibilidade é linda..beijinhos...

    Por Blogger Cris Anvago, às 25 de julho de 2012 15:19  

Postar um comentário

<< Home